Arquivo da tag: Cultura

ONTEM E HOJE

Por Antonio Novais Torresantonio-novais-torres-98-54-460x270O pensamento de Rui Barbosa está vivo entre os homens de bem – honestos. Ele viveu entre 1849 a 1923. Lutou pela abolição da escravatura, pela deposição do Império, candidatou-se três vezes à Presidência da República, porém nunca foi eleito, sonho que não se realizou, foi deputado no Império senador por mais de três décadas pela Bahia e constituinte em 1890, foi relator da Constituição de 24 de fevereiro de 1891, empreendeu inúmeras campanhas em prol da sociedade brasileira. Foi um defensor intransigente do civilismo, tinha ideais e ideologias que constituíam a sua personalidade. Agiu sempre com honradez e seriedade, nunca se envolveu com falcatruas. “Viveu no trabalho, e não perdeu o ideal”.
Poucas pessoas desconhecem as atividades civilistas e os feitos de Rui, o Águia de Haia, membro fundador da Academia Brasileira de Letras (ABL), jurisconsulto afamado, professor honorário em diversos países, cumpriu com o seu dever como exilado na Inglaterra, portador de virtudes excepcionais de caráter de inteligência e erudição, conquistou o mundo pela sapiência. Em suas palavras dizia: “Nasci na pobreza e de tal me honro; porque essa pobreza era a coroa de uma vida, que o amargor dos sacrifícios não deixou frutificar em prosperidade”. Rui foi escolhido apenas como um exemplo de honestidade que está faltando a muitos neófitos ou não que se enveredaram para a política e usam o poder para se locupletarem. Continue lendo ONTEM E HOJE

Clarivaldo Trincheira

Por Nando da Costa LimaNando-Nandão-1Quem viu tudo foi seu Pedro, apesar dos seus 97 anos e as vistas curtas o seu depoimento era a única pista da polícia. O velho foi testemunha ocular de um crime: ele só sabia que o matador era pequeno. A polícia prendeu uma cacetada de baixinhos, mas foram todos liberados por falta de provas. As investigações continuaram com a prisão de um anão fisioterapeuta, mas este tinha o álibi que nesse dia estava massageando a coluna de Abinal na Rua da Granja. Passou o dia todo friccionando a região lombar do butequeiro, muita gente viu. A polícia arquivou o caso e a família do morto apelou para Clarivaldo Trincheira, investigador profissional e competente formado por correspondência cujo único defeito era não gostar de tomar banho. Tava ruim pra Clarivaldo, um caso simples pra sua capacidade e ele dependendo de uma testemunha quase inválida. Pegou o endereço da vítima e partiu na sua Rural afim de achar uma pista mais nítida. A vítima morava na boate “Calor Humano, a Continuidade do Seu Lar”, uma casa especializada em satisfazer taras. Continue lendo Clarivaldo Trincheira

Poema legal Condeúba por Bianca Lorrana

Bianca

Ah Condeúba, como era legal!
Brincar nas praças sem prever nenhum mal.
Legal!
Quando ainda vivia o Rio Gavião
Podia-se banhar nas águas claras de um sertão.
Ah Condeúba, como era legal!
Viver com alegria sem prever um novo dia
Sabíamos que ali existia grande paz e harmonia
Todo mundo se conhecia e assim a magia acontecia
Pois todos se unia em busca de paz e harmonia.
Legal Condeúba! Continue lendo Poema legal Condeúba por Bianca Lorrana

EDUCAÇÃO CONCEPÇÃO PLENA DE CIDADANIA

 

Antnio Novais Torres
Antonio Torres Novais

A declaração do Conselho de Centro do Centro de Educação da PUC-SP, em 21 de março de 1900, ao jornal folha de São Paulo, a meu ver e crítica, continua atual. ‘A baixa qualidade do ensino público em nosso país é conhecida por todos e suas nefastas consequências têm sido constantemente denunciadas. Umas das preocupações atuais dos educadores compromissados com a transformação desta situação é o desenvolvimento da consciência crítica dos profissionais que usam na área educacional” […].

É importante destacar que os professores têm esse compromisso educacional, porém, não contam com o devido apoio dos governos, quer no oferecimento de cursos de atualização, quer condições dignas de trabalho – escolas bem cuidadas e bem equipadas, e o mais importante salários justos, menos imorais, necessários, para que o profissional possa exercer a profissão dignamente. Continue lendo EDUCAÇÃO CONCEPÇÃO PLENA DE CIDADANIA

Condeúba: Escola Tranquilino Torres, refletindo sobre o preconceito

TioÉ preciso combater certas desigualdades sociais, consequentemente é imprescindível resgatar os valores morais.
Em pleno século XXI ainda existem pessoas sendo julgadas pela cor, pela opção sexual, pela opção religiosa, enfim, muitos seres humanos observam o outro apenas pelo prazer de discriminá-lo.
Não podemos nos calar diante do preconceito, o mesmo precisa ser encarado como uma ação errada de pessoas ignorantes as quais não sabem respeitar as diferenças.

Luciano Costa Sousa (8°/9° Eja)

Raça, cor de pele, opção sexual, opção religiosa, enfim, será que isso faz com que uma pessoa seja melhor que a outra?
Muitos julgam pela capa, sem saber do conteúdo. É triste a realidade do ser humano o qual sofre com o preconceito. Já sofri e sofro até hoje, tanto racismo quanto preconceito.
Sei que alguns não se aceitam pelo fato de ser negro, não é o meu caso, tenho imenso orgulho em ser negra, gosto da minha boca, meu cabelo enrolado. Muitas vezes, somos discriminados até pelos membros da família.Temos queexigir nosso direito como cidadão, ser humano, mas e aí, o que fazemos dentro de casa?
Podemos e devemos pedir respeito, mas, às vezes, não adianta, porque sempre haverá gestos, indiretas, cobranças e olhares tortos de reprovação, etc.
Casos de violência sãocomuns no cotidiano, seja ela contra os homossexuais, transexual, negro, pobre, analfabetos, consequentemente são inúmeros os tipos de discriminação.
Precisamos buscar formas para combatera discriminação e o preconceito. Enfim, pedimos fim ao racismo e ao preconceito. Só queremos um mundo melhor.

Eleíza dos Santos (8°/9° Eja)

Condeúba: Casamento com quebra de panela e pote de barro

20161222_220914-copiaPor Oclides da Silveira

Esta semana foi rica nos acontecimentos históricos, tendo em vista que houve dois casamentos especiais na Igreja Matriz de Santo Antonio em Condeúba, coincidentemente ambas as noivas têm o mesmo nome Eliane. Que ficou assim, na quinta feira dia 22 de dezembro casou-se Eliane que é filha de Ananias “Tuta” e Francisca “Tica” com seu esposo Ramon. Continue lendo Condeúba: Casamento com quebra de panela e pote de barro

Condeúba: Comissão da Secretaria de Cultura irá dialogar com a equipe de transição em prol da Política Cultural do Município

comissao1

Nesta quarta-feira(16/11) estiveram reunidos representantes da Sociedade Civil e do Poder Público que compõem o Grupo de Trabalho de Cultura de Condeúba. Na ocasião foram debatidos temas ligados à Cultura e ficou acordado que o Grupo irá dialogar com a equipe de transição do governo que entrará em vigor em 2017, para contribuir de forma efetiva com a Política Cultural no município.

comissao

A comissão foi composta pelos Secretários Municipais de Cultura Oclides da Silveira, do Desenvolvimento Social Ângela Cruz, a representante  da Secult Martiriza, o diretor da Biblioteca Antonio Santana, professora Janice e a historiadora Joandina.

Condeúba: A Secretaria Municipal de Cultura, realizou seu II Fórum de Cultura

cultura2-copia

A Secretaria Municipal de Cultura de Condeúba/BA., nesta sexta-feira dia 21 de outubro de 2016, realizou o seu II Fórum Municipal de Cultura. Com um número reduzido de pessoas, porém aqueles que compareceram fizeram a diferencia.

A abertura dos trabalhos foi feito pela representante da Secult Marittiza Danielli, que deu as boas vindas a todos e deu um norte sobre a Cultura de Condeúba, parabenizou o evento pela coragem e compromisso do povo para a Cultura local. Continue lendo Condeúba: A Secretaria Municipal de Cultura, realizou seu II Fórum de Cultura