Arquivo da tag: Contrabando

Contrabando dá prejuízo de R$ 350 bilhões ao Brasil


Foto: Reprodução/TV Globo

Nos últimos três anos, o contrabando causou prejuízos de quase R$ 350 bilhões ao país. Em Mato Grosso do Sul, a entrada desses produtos é pelas cidades que fazem fronteira com a Bolívia e o Paraguai. Os quatro galpões da Receita Feral em Mato Grosso do Sul estão lotados. No local tem eletrônicos, cosméticos, pneus. De 2015 a 2017, o prejuízo do país com o contrabando e o descaminho foi estimado em R$ 345 bilhões, o que equivale a 25 anos de arrecadação de Mato Grosso do Sul. “O contrabando afeta diretamente a vida do trabalhador. E o contrabando espalha produtos sem a menor qualidade”, diz o presidente do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras, Luciano Barros.

O galpão mais lotado da Receita em Mato Grosso do Sul é o de Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai. Ali tem, pelo menos, R$ 300 milhões em mercadorias apreendidas. Uma chama a atenção. É um carro. Ele foi pego agora, no começo do ano. Para importar legalmente o dono teria que gastar, mais ou menos, R$ 1 milhão. No Paraguai custa cerca de metade disso. Mas como os procedimentos não foram feitos ele agora está no galpão, empoeirando até que a justiça decida o que fazer com ele.

De acordo com o Jornal Nacional, o maior volume de contrabando continua sendo o de cigarros. Só este ano a Polícia Rodoviária Federal em Mato Grosso do Sul flagrou três quadrilhas de contrabandistas que tinham sido presas pouco tempo antes. Em um dos caminhões foi encontrado um documento. É uma nota de culpa, um registro da prisão do motorista em 27 de janeiro. Ele voltou para o crime depois de ser solto em poucos dias.

Falsa ambulância que levava cigarros contrabandeados tentou fugir e capotou

 

Foto: TV TEM/Reprodução

O motorista de 27 anos que foi detido na quinta-feira (22) pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE) dirigindo um veículo caracterizado como “UTI Móvel” carregado de cigarros contrabandeados, em Tarumã (SP), já foi detido por contrabando em outro caso. Segundo a polícia, há menos de um mês, ele já havia sido flagrado em outra situação semelhante, ou seja, contrabandeando cigarros do Paraguai em uma ambulância.

Na ocasião, ele foi detido e depois liberado. De acordo com o G1, o homem que dirigia a van foi novamente detido, desta vez na rodovia Miguel Jubran (SP-333). Dentro do veículo a polícia encontrou 145 caixas de cigarro, carga avaliada em R$ 120 mil, que vinha do Paraguai e seria entregue em Ourinhos (SP).

A polícia agora vai investigar a origem do uniforme que o suspeito usava, semelhante ao das equipes de resgate do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). A investigação quer descobrir se o macacão é falsificado ou se foi furtado.

Vitória da Conquista: 475 mil maços de cigarros contrabandeados são apreendidos

cigarros-contrabandeados-em-conquista-achei-sudoesteFoto: Divulgação/PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 475 mil maços de cigarros contrabandeados do Paraguai no Km-830 da BR-116, em Vitória da Conquista. Os cigarros eram transportados em um caminhão, que não parou em posto fiscal Secretaria da Fazenda (Sefaz).

Uma equipe de servidores da Sefaz acompanhou o veículo até a Unidade Operacional da PRF, onde o caminhão foi parado e fiscalizado. Durante a vistoria, que ocorreu na quarta-feira (9), os policiais encontraram 950 caixas de cigarros contrabandeados do Paraguai, totalizando 475.000 maços, bem como apreenderam diversos documentos, 4 placas identificadoras de veículos e 7 lacres do Detran.

Segundo a PRF, os agentes constataram que o veículo portava placas “frias”, ou seja, placas que não são cadastradas no Detran. O condutor do caminhão, um homem de 51 anos, foi encaminhado para delegacia de polícia judiciária local, onde responderá por crime de contrabando e adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

Médico e advogado são presos em esquema de contrabando de cigarro

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (12) a Operação Pleura, para desarticular organização criminosa de contrabando de cigarro com atuação no Paraná e ramificação em Mato Grosso do Sul. Um médico e um advogado foram presos e são apontados como líderes do grupo.

Cerca de 100 policiais federais estão cumpriram 38 mandados judiciais: 21 mandados de prisão preventiva e 17 de busca e apreensão, nos estados do Paraná (Loanda, Querência do Norte e Capanema), São Paulo (Tupã) e Mato Grosso do Sul (Naviraí).

As investigações iniciadas neste ano detectaram o uso intenso e diário dos Rios Paraná e Ivaí, na região de Querência do Norte/PR, para escoamento de cargas contrabandeadas de cigarros paraguaios, em potentes embarcações que saíam de Salto del Guairá, no Paraguai.

O poderio da organização gerou a criação de uma extensa rede de olheiros, carregadores e batedores que utilizavam armas e lanchas de apoio para viabilizar a atividade criminosa em diversas cidades da região.

Durante as apurações, constatou-se que dois irmãos residentes em Loanda/PR, um médico e um advogado, eram líderes do esquema criminoso. Além deles, uma família baseada na região também atuava intensamente na atividade ilícita, com diversos integrantes do grupo vinculados aos atos delitivos.

PRF realiza maior apreensão de cigarro contrabandeado do país em Vitória da Conquista

conquista-prf-apreende-cigarros-contrabandeados-01Na noite da última segunda-feira (27), uma grande quantidade de cigarros contrabandeados do Paraguai foi apreendida em um posto de combustível no distrito de Pé de Galinha, em Vitória da Conquista, no sudoeste baiano.

No total, cerca de 800 mil maços de cigarros foram apreendidos. Eles estavam sendo transportados em uma carreta de 9 eixos, vinda de Maringá, no Paraná. Ainda não se sabe qual era o destino do material.

Segundo o inspetor chefe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Vitória da Conquista, Ramon Fernandes, está é, provavelmente, a maior apreensão do ano no país.

“Pelo que foi apurado até o momento, a carga pertence a uma contrabandista que já está preso no Mato Grosso do Sul por contrabando”, disse Fernandes. Todo o material deverá ser encaminhado para a Receita Federal e, posteriormente, a carga será.