Saúde realiza ação de conscientização sobre tuberculose em feiras livres da cidade

Fonte: Secom/Prefeitura (Conteúdo)
Panfletagem fez parte da campanha “Ilumine o Mundo pela Tuberculose”

O dia 24 de março, último sábado, é reconhecido mundialmente como o Dia de Combate à Tuberculose. Para lembrar a data, a Secretaria de Saúde, por meio do Centro de Pneumologia e Dermatologia Sanitária, realizou ações de conscientização sobre a doença no Ceasa do centro e na feira do bairro Brasil.

A atividade faz parte da campanha “Ilumine o Mundo pela Tuberculose”, desenvolvida pelo Ministério da Saúde. O objetivo é acender uma “luz vermelha” para o problema. “Como a luz é vermelha significa que estamos enfrentando mundialmente um problema grave de saúde pública que é a tuberculose, com o número de casos e principalmente o número de óbitos decorrentes da doença”, explicou a coordenadora municipal do Centro, Simone Galvão.

Na ocasião, foram distribuídos panfletos e a população recebeu orientações sobre a doença. “Viemos pedir a colaboração e alertar possíveis pacientes sintomáticos que ainda não buscaram receber tratamento e cura de uma doença que ainda mata muitos de nós”, enfatizou a pneumologista do Centro, Vanessa Curi .

Transmitida pelo Bacilo de Koch, a doença é disseminada pelo ar. A pessoa infectada pode transmitir o bacilo pela fala, tosse ou espirro; e ele, por sua vez, se aloja no pulmão de quem o inala. “Pessoas com imunidade boa não pegam, mas a bactéria fica no organismo e a qualquer momento pode manifestar a doença”, explicou Simone.

Gleide Dutra, que estava no Ceasa realizando compras, aprovou a inciativa que, segundo ela, “é muito importante porque ainda tem gente que não sabe o que é a tuberculose. Com essa campanha e essa ação na feira, muita gente ficou sabendo e vai procurar o tratamento adequado”.

Fique atento aos sintomas! – Os sintomas da tuberculose são tosse a mais de três semanas, febre no fim da tarde, perda de peso, sudorese noturna, podendo vir acompanhados ou não de dor torácica.

O tratamento é disponibilizado pelo Centro de Pneumologia e Dermatologia Sanitário, vinculado à Secretaria de Saúde. “A gente tem o teste rápido; com duas horas, já se tem o diagnóstico desse paciente e começamos o tratamento que dura no mínimo seis meses e tem acompanhamento mensal com entrega de medicação. A tuberculose tem cura e tratamento pelo SUS totalmente gratuito”.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *