Relembrando um dos Reis do Brega, Waldick Soriano

Por Thiago Braga

Chamado por alguns de “rei do brega”, Waldick Soriano estreou na música popular brasileira na década de 50. Fez, um verdadeiro “reboliço” nas paradas de sucesso em todo o país. Até hoje é lembrado com carinho pela gente de Caetité, no sertão baiano, cidade onde nasceu e tanto lhe inspirou na composição de bonitos acordes.

Seu estilo de vestir, sempre usando chapéu meio de lado, camisa manga comprida e óculos escuro, identificava o Waldick Soriano querido do público. Apaixonado por aquilo que fazia, isto é, cantar, foi ele “o boêmio das noites”. A voz tinhosa misturava drama, humor e romance.

Trazia em si, um pouco do homem sertanejo, que sonhava calado sem nenhum desespero, enxergando na arte o gosto pela vida. Foi, sem dúvida, “um figurão” da música baiana.

 

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *