PRAÇA DA PIEDADE – ESSE NOME NÃO É POR ACASO

O quadro “desaparecidos”, realizado quarta – feira no Bahia Meio Dia (canal 08), tem sido de grande valia para pessoas em busca de notícias de amigos ou familiares ausentes do convívio social. Isso acontece na Praça da Piedade, centro da capital baiana.

O lugar é bastante movimentado, fácil acesso, servido por ônibus, carros de passeio e pontos de táxi. O interessado leva fotos, objetos pessoais e tudo aquilo que possa identificar o desaparecido, além de números de telefone para contato.

Muitos saem de casa, sem dizer para onde vão, deixando a família aflita. Outros tantos, perdidos na cidade, não acham o caminho do lar, entregando-se ao abandono, atribuído à falta de cuidados com aparência, higiene, desmantelo, etc. Há casos de ordem emocional e/ou psicológica. Cada história pode justificar ou não o paradeiro da pessoa, dada como desaparecida após 48 horas. O apelo fica no ar. Se você tem alguma pista, não deixe de ajudar.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *