Política: Doleiros de Cabral darão ‘curso’ de lavagem de dinheiro a procuradores do MPF

Em liberdade desde a úlitma quinta-feira (3), como parte do acordo de colaboração premiada firmado com a força-tarefa da Lava Jato no Rio, os doleiros Vinicius Claret, o Juca Bala, e Claudio Barbosa, o Tony, terão que cumprir alguns requisitos antes de extinguir totalmente sua pena aplicada pela Justiça Federal. Durante seis anos, eles terão que ensinar algumas técnicas de lavagem de dinheiro aos procuradores da República. Estão previstas 200 horas-aula por ano ou 1.200 horas-aula no período.

Tanto Juca quanto Tony, de acordo com o compromisso firmado junto ao MPF, poderão comparecer às unidades do Ministério Público do Rio ou Brasília para cumprir o serviço. Com base nas delações de ambos, a força-tarefa da Lava-Jato deflagrou nesta quinta-feira o que considerou ser uma das maiores ofensivas contra lavagem de dinheiro desde o escândalo do Banestado em 2003: a operação “Câmbio, Desligo” cumpriu até a manhã desta sexta-feira, 37 dos 53 mandados de prisões contra doleiros e operadores envolvidos em um esquema de lavagem de dinheiro que atinge a cifra de US$ 1,652 bilhão.

Presos na operação “Câmbio, desligo” chegam na superintendência da PF no RioDoleira presa pode perder benefícios de delação premiada

Funaro entregou aos investigadores planilhas com repasses de R$ 1 milhão, de 22 a 25 de julho de 2014: é justamente a quantia que o doleiro afirmou ter ido buscar no escritório do advogado José Yunes, amigo de TemerOs ‘amigos’ de Funaro foram presos na Operação ‘Câmbio, desligo’

O principal alvo principal da ação, o ‘doleiro dos doleiros’ Dario Messer, continua foragido. O alvo principal da operação, o ‘doleiro dos doleiros’ Dario Messer, continua foragido. As informações são do jornal O Globo.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Um comentário sobre “Política: Doleiros de Cabral darão ‘curso’ de lavagem de dinheiro a procuradores do MPF

  1. Uma vergonha. A intenção pode ser boa para quem pensa no bem, mas pode ser ruim para quem pensa no mal. Será que a PF não tem como descobrir essas falcatruas? De qualquer forma, isso é uma operação de risco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *