Policiais civis denunciam precariedade de aparatos de segurança; coletes estão vencidos

Bahia Notícias

IMAGEM_NOTICIA_5O Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (Sindpoc) denunciou a situação de precariedade das condições de trabalho às quais a categoria está submetida. Segundo a entidade, os policiais trabalham com coletes e munições vencidos, armas de fogo com defeitos e algemas insuficientes.

Além disso, os cerca de 600 policias nomeados em 2016 estão trabalhando sem os coletes à prova de balas. Em nota enviada à imprensa nesta sexta-feira (8), o sindicato diz que a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) alega não ter condições para substituir os coletes obsoletos e afirma não ter como adquirir novos coletes para o referido grupo de policiais.

Na avaliação do presidente do Sindpoc, Marcos Maurício, o quadro de precariedade constata uma gestão negativa da secretaria, que, segundo ele, entrou com uma ação no Tribunal de Justiça para impor uma multa diária de R$ 50 mil para o caso de o Sindpoc mobilizar a categoria para não trabalhar com os aparatos de defesa vencidos. “Essa medida judicial retrata como a política do Executivo baiano interfere fortemente no Judiciário do nosso estado. Essa liminar fere diretamente os direitos do trabalhador e da vida humana”, criticou o presidente do Sindpoc, Marcos Maurício.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *