Igaporã: Mulher da ‘barriga gigante’ morre no Hospital Regional de Guanambi

Uma mulher, identificada como Daiane Maria de Oliveira, de 29 anos de idade, na quarta-feira (27), após ficar internada 22 dias no Hospital Regional de Guanambi (HRG). A paciente ficou conhecida como a mulher da ‘barriga gigante’, resultado de cirrose hepática, decorrente do uso excessivo de bebida alcoólica.

O caso ganhou repercussão depois que foi divulgado um vídeo nas redes sociais, onde Daiane fazia um apelo pedindo ajuda para o tratamento da doença. A jovem chegou a receber tratamento no Hospital Aristídes Maltez, em Salvador, mas o transplante não foi possível, devido ao estado delicado de saúde dela.

Após um período a paciente retornou para Igaporã, e continuou sendo acompanhada pela Secretaria de Assistência Social, mas foi encaminhada para o Hospital Regional de Guanambi (HRG), após complicações de saúde, no entanto, ela não resistiu. De acordo com Vilson Nunes, o corpo de Daiane foi sepultado na manhã desta quinta-feira (28).

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *