Homenageado o primeiro Intendente de Condeúba, Barão José Egídio de Moura Albuquerque

Por Oclides da Silveira

Vereador Arlindo Cruz parceiro da homenagem ao Barão José Egídio Moura Albuquerque, nome dado ao Cemitério Municipal da Sede

Tivemos a iniciativa de homenagear o 1º Intendente de Condeúba, que de fato e de direito, foi o ponta pé inicial de tudo, nosso município começou a se organizar e ser projetado  para o futuro, através da indicação do Barão José Egídio de Moura Albuquerque, primeiro e único Barão de Santo Antônio da Barra (Rio de Contas), foi um nobre brasileiro bisneto de Lizarda Liberata Vitoria da Rocha, pertencente a tradicionais famílias do Alto Sertão da Serra da Bahia, (de Moura e Albuquerque, de Sousa Meira, Pinheiro Canguçu, Rocha Medrado, Ribeiro de Novaes, de Vasconcelos Bittencourt, Spinola, etc..) fazendeiros na região.

Filho de Manoel Justiniano de Moura Albuquerque e Auta Rosa de Sousa Meira e primo do barão de Vila Velha, entre seus irmãos Marcolino de Moura Albuquerque participante com distinção na Guerra do Paraguai, Deputado Provincial e Geral do Império, e Deputado Federal na Republica. José Egídio barão de Santo Antonio da Barra era coronel da Guarda Nacional. Agraciado com o titulo de Barão de Santo Antonio da Barra por ter custeado a ajuda às vítimas da peste em Rio de Contas, pelo imperador do Brasil Pedro II em 10 de agosto de 1889.

Em 1890, foi nomeado pelo Governador da Bahia Manoel Vitorino o 1º intendente (o equivalente a prefeito, hoje) no município de Condeúba, para um período de 14 de abril de 1890 a 14 de dezembro de 1892. Tão logo tomou posse o Barão já providenciou a construção do atual Cemitério Municipal da sede, transferindo assim o local para enterrar os mortos, que antes eram sepultados dentro e em frente da Igreja Matriz de Santo Antônio. O Barão José Egídio veio a falecer em 1º de abril de 1896.

Então elaboramos esse Projeto de Lei nº 020/2018 datado de 25 de outubro e aprovado por unanimidade na Sessão da Câmara realizada no dia 8 de novembro de 2018. Nosso objetivo foi fazer essa justa homenagem a esse importantíssimo e grande homem que passou pelo município de Condeúba e deixou sua história. Barão José Egídio de Moura Albuquerque, nosso primeiro Intendente. Há um ditado popular que concordamos plenamente que diz: “Antes tarde do que nunca”. Pois bem, essa homenagem que ora prestamos ao então nobre Barão José Egídio, chega aproximadamente 130 anos após sua passagem na administração de Condeúba.

Cemitério Municipal de Condeúba recebeu o nome do Barão José Egídio de Moura Albuquerque – 1º Intendente do Município

Mesmo assim, intendemos e decidimos homenageá-lo dando seu nome ao Cemitério Municipal da sede, sendo ele o autor da criação desse importante cemitério. Isto posto, buscamos fazer uma pequena correção na história de Condeúba. Convidamos então, o amigo e ilustre vereador Arlindo da Silva Cruz para subscrever  esse Projeto de Lei, que de pronto ele aceitou. Arlindo que diga-se de passagem, é um dos parlamentares muito preocupado com o bom andamento de nossa história. O Projeto de Lei acima citado, foi a votação e aprovado por unanimidade, graças a sensibilidade de todo o Plenário, a quem agradecemos.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

2 comentários sobre “Homenageado o primeiro Intendente de Condeúba, Barão José Egídio de Moura Albuquerque

  1. Dr. Arlindo, vereador de Condeúba, muito merecida a homenagem, ao barão de Santo Antônio da Barra, José Egídio de Moura e Albuquerque, ilustre filho da
    Bahia!

  2. Muito bem Arlindo e Oclides. Eu sempre digo, o livro “Condeúba, sua história, seu povo” não está completo, ainda há muito o que pesquisar. Bem merecido o título dele ao Cemitério, pois apenas Cemitério Municipal fica muto vago. Agora sim, tem nome e nome completo. O Colégio Estadual de Condeúba também merece o registro de Colégio Estadual Dr. Anfrísio Áureo de Sousa, porque foi escolhido por uma gincana há tempos atrás. Resta conversar com a diretora e com a Direc de Conquista para concretizar e ostentar o nome ilustre de um filho da terra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *