Dia 13 de junho Feriado Municipal, com festa de Santo Antônio Padroeiro de Condeúba

Por Oclides da SilveiraHISTÓRIA DE SANTO ANTÔNIO

O nome original de Santo Antônio era Fernando de Bulhões. Ele nasceu em 1195, em Lisboa, numa família nobre e rica. Educado em Coimbra, tornou-se membro da Ordem de Santo Agostinho e foi ordenado sacerdote aos 25 anos. Nesse tempo, a fama de Francisco de Assis já percorria Portugal.


Em 1220, a chegada a Coimbra das relíquias de cinco mártires franciscanos mortos no Marrocos levou o jovem a entrar para a ordem dos franciscanos. Ele adotou o nome de Antônio e partiu para o Marrocos. Contudo, mal chegou ao país, ficou doente e teve que retornar a Europa.


Desejoso de conhecer Francisco de Assis foi à Itália. Depois do encontro, foi designado para lecionar teologia aos frades de Bolonha e com apenas vinte e seis anos de idade, foi eleito provincial dos franciscanos do norte da Itália. Antônio aceitou o cargo, mas nele não permaneceu, pois sua vontade era pregar pelas vilas e cidades, atendendo aos necessitados. Assim percorreu várias regiões da Itália e do sul da França.


Antônio morreu em 13 de junho de 1231, nos arredores de Pádua, na Itália, com apenas trinta e seis anos de idade. Ali foi sepultado numa basílica que se tornou lugar de peregrinação. Ele foi canonizado no ano seguinte pelo papa Gregório IX.


São milhares os relatos de milagres, como a pregação aos peixes, e graças alcançadas rogando seu nome. Padroeiro de Pádua e de Lisboa, ele é venerado por ajudar a arranjar casamentos e encontrar coisas perdidas. Na arte ele é representado como um jovem cândido, com o hábito franciscano, segurando um lírio e carregando o menino Jesus (um dos milagres que teriam ocorrido com Antônio).

Os festejos de Santo Antônio que é o Padroeiro de Condeúba desde 1745, por tanto há 273 anos, e desde então não havia feito uma festa ao Padroeiro com tantas inovações que deu projeções de uma mega festa como a deste ano. Na verdade, o Padre José Silva, logo após sua chegada aqui no ano passado (2017), propôs aos fiéis e especialmente aos festeiros de Santo Antônio deste ano, para fazer algumas inovações na festa e assim todos concordaram com o Padre. “Disse José Silva esta tem que ser a maior festa da Igreja, pois, Santo Antônio é o Padroeiro do Município”, pontuou o Vigário.

Primeiramente, a replica da imagem de Santo Antônio fez uma peregrinação em todos os 9 zonais da Paróquia, além de algumas comunidades a mais que receberam a visita do Santo Padroeiro. Ficando assim, uma marca histórica do Padre José Silva pela sua visão empreendedora da palavra eucarística. Pois, foi presenciado por todos a forma afetiva que o povo das comunidades receberam a imagem peregrina, propiciando-lhe acolhidas festivas e  seguidas de muitas orações.

 A culminância parcial, foi com o retorno da imagem à Paróquia no dia 1º de junho, a qual havia saído no dia 1º de abril, sua peregrinação durou 60 dias nos nove zonais. A imagem do Padroeiro veio acompanhada de todas as comunidades da zona rural, por volta de (50). E para acolher todos esteve presente o nosso Bispo Dom José Roberto de Carvalho, que celebrou a Santa Missa de envio para o início do Trezenário de Santo Antônio. Nesta primeira noite do Trezenário foi feito ainda, uma concentração na Capela do Divino e de lá os fiéis saíram em procissão até a Matriz, onde ocorreu o levantamento do Mastro de Santo Antônio.

O Trezenário deste ano foi iniciado pelo nosso Bispo Dom José Roberto de Carvalho e no decorrer das 13 noites noites vieram celebrar conosco os Padres Manoel da cidade de Cordeiros, Mario de Tremedal, Osvaldino de Macaúbas, Antônio de Piripá, Edson Rocha de Malhada de Pedras e o nosso Pároco José Silva.

Com destaques para as celebrações da palavra sobre a responsabilidade dos Homens do Terço. Em especial na 11ª Noite que foram responsáveis a RCC, PJ e a Secretaria Municipal de Educação, que juntos trouxeram os jovens para um culto campal e lotaram o anfiteatro Dom Homero Leite Meira que é ao ar livre.  Este ano teve recordes absoluto de fiéis nas celebrações, a Matriz se tornou pequena para acolher tantos irmãos.

Show espetacular do Padre Edson e Banda

Dia 13 de junho deu-se a culminância final dos festejos de Santo Antônio com chave de ouro, iniciando pela manhã às 5:00 horas com Alvorada Festiva, Oração da Manhã e café partilhado. Às 16:00 horas Missa Solene celebrada pelo Padre José Silva teve como co-celebrante Padre Edson Rocha o popular “Gente Boa” da cidade de Malhada de Pedras. Após a celebração houve a tradicional Procissão pelas ruas da cidade. O encerramento foi com um grande show musical animadíssimo feito pelo Padre Edson e Banda, os fiéis caíram no forró.

Fotos: JFC/Medonho

 

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Um comentário sobre “Dia 13 de junho Feriado Municipal, com festa de Santo Antônio Padroeiro de Condeúba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *