Condeúba: Realizada a 11ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal, ainda com respingos da CPI

Por Oclides da Silveira

A Sessão de hoje contou com a presença dos 11 vereadores

Foi Realizada a 11ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Condeúba nesta quinta-feira dia 3 de maio de 2018. No PEQUENO EXPEDIENTE: Foi feito a leitura da Ata da Sessão Anterior, colocada em votação e aprovada por todos. Teve a Indicação apresentada pela vereadora Nena para construir uma ponte no Rio Areal na localidade onde morava o Sr. “Biu”. Teve também a leitura de parte do parecer do TCM que foi publicado no dia 6 de dezembro de 2017, em relação a prestação de contas do exercício de 2016, opinando o TCM pela aprovação com ressalvas imputou uma multa ao antigo Gestor anterior Guto no valor de quinhentos reais.

GRANDE EXPEDIENTE: 

Vereador Adailton Ramos Vieira

Adailton Ramos Vieira PCdoB – usou a tribuna e “disse: Que houve muitos comentários pelas ruas e muito mais nas redes sociais por ele ter votado na Sessão anterior a favor do arquivamento da CPI. Disse ainda que não adianta esperar que ele vá votar para agradar grupos, o voto dele será definido por ele mesmo e será sempre em beneficio do povo. A CPI foi feita de forma imparcial deveria ter ouvido todos e não só os pequenos, cadê os outros  acusados o Prefeito, o dono da empresa, o filho da vereadora Nena, Secretário de Obras Dinailde que não foram ouvidos?  Volto a dizer que votei com a minha consciência e não em favor de grupo algum. Vi nesta CPI uma covardia, pois, só ouviram os pequenos. Há uma grande diferença de um vereador que trabalha durante 4 anos e de um que ficou só um ano e quis apresentar tudo dentro deste tempo, aí talvez a rasão dos atropelos”, finalizou o vereador Adailton.

Vereador Carlito José Pereira

Carlito do PROGRESSISTA – no uso da tribuna disse: “Quero parabenizar o ex-Prefeito Guto e as pessoas que trabalharam com muito rigor na contabilidade liderados pela contabilista Mhonia, foi o que resultou na aprovação das suas contas. Tive a informação de que o Prefeito está fazendo licitações para contratar serviços de maquinas pesadas, peço a ajuda dos demais vereadores para ver onde esses equipamento vão trabalhar, pois se trata de um valor da ordem de 200 mil reais. Convido o Sr. Prefeito ou alguém da administração que venha aqui nos explicar o porque do não repasse de tantos servidores ao INSS, a parte patronal que já foi descontado do trabalhador mas não repassou ao Órgão” afirmou Carlito.

Vereadora Maria da Conceição Nascimento

Conceição PT – usando parte do tempo de Carlito “disse: Quero saber se vai demorar muito tempo para resolver esse problema do piche jogado nas ruas e ninguém aparece para terminar o serviço, as pessoas estão ficando presas em casa sem poder sair com os seus automóveis, isso é uma vergonha, está privando o direito das pessoas de ir e vir, lamentável. Quero questionar aqui novamente a questão do tratamento do glaucoma que é caríssimo e as pessoas estão ficando sem usar o colírio que custa por volta de duzentos reais, esses usuários estão ficando sem visão, a Prefeitura não está ajudando esse povo, fica aqui mais uma vez o meu repúdio”, esbravejou a parlamentar Conceição.

Vereador Reginaldo Sobrinho do Nascimento

Reginaldo PSB – na tribuna disse: “Cobrou novamente aos lideres dos grupos para indicar os vereadores para formar a Comissão Hídrica do Município e falou é importante agente tomar conhecimentos dos fatos antes mesmo de tecer criticas, saúde é um problema em todo o país, no ano passado em vez da Prefeitura repassar os 15% que é o devido, acabou repassando 19% à Saúde cerca de aproximadamente um milhão de reais. Quero aqui parabenizar os funcionários da Saúde que fazem o melhor de si para atender o povo, mas nem sempre é o suficiente, pois, temos o ambulatório fechado e as vezes temos PSF com dificuldade de atender a demanda, dou exemplo deste aqui do Bairro Divino. o PSF da Feirinha está sem médico tem que esperar o Governo Federal contratar médico. Quero dizer que o tratamento do Glaucoma é do Governo Federal e não do Município”, pontuou Reginaldo.

Vereador Antônio Farias Terêncio Filho (Toinho)

Toinho PSD – disse: “Fico feliz em ver os vereadores buscando resolver os problemas dos munícipes. Quero esclarecer ao nobre vereador Carlito que fui interpelado aqui numa outra Sessão que aqueles canos que estavam sendo colocados no Alegre , se trata de outra remessa. O Dep. Paulo Magalhães mandou uma remessa de aproximadamente 250 mil reais para ser aplicado em redes de água no município”, esclareceu o vereador Toinho Terêncio.

Esq. Vereador José Reis, Presidente Silvano e ver. Maurilio Guilherme

José Reis PCdoB – no uso do tempo de liderança disse: “Não é momento de estar defendendo um Prefeito que está fazendo uma administração “capenga”, um homem desse que some dos compromissos, ele pediu para ser Prefeito prometeu mundos e fundos, o povo acreditou na sua proposta, agora ele fica fugindo dos compromissos. Na gestão anterior não faltava médicos nos PSFs. os atendimentos eram de segunda a sexta-feira, para que o atual Prefeito prometeu que ia botar UTI no Hospital, agora fecha o Ambulatória e deixa faltar médicos nos PSFs., ainda quer que eu defenda uma administração dessa? Eu não conhecia esse lado obscuro do Poder, o que me deixou muito aborrecido, não fiquei feliz com o arquivamento da CPI. Mas vou continuar defendendo o povo e votando de acordo com meu grupo”, disse o vereador José Reis.

ORDEM DO DIA

Foi feito a votação do parecer do Projeto de Resolução nº 03/2018 de autoria da vereadora Nena, o qual pleiteava a mudança de horário das Sessões passando a ser das 9:00 às 12:00 horas das quartas-feiras. A  Comissão de Justiça deu pela ilegalidade, o Plenário acompanhou a votação pela unanimidade, ficando assim o Projeto arquivado. Foi colocado em primeira votação, o Projeto de Lei nº 005/2018 do Executivo para criar o Conselho da Mulher, o qual foi aprovado por unanimidade.

Fotos: Gilmar e JFC

 

 

 

 

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *