Condeúba: População curva ao trabalho feito pelo Pe. Osvaldino em Missa de despedida

capa

Por Angela Cruz e Marli

ÂNGELA: Muitas vezes somos surpreendidos por fatos que acontecem em nossas vidas independente de nossa vontade ou desejo. Porém quando temos uma missão a ser cumprida precisamos aceitá-la, pois faz parte da nossa caminhada. Falar que estamos felizes seria uma mentira, dizer que aceitamos e concordamos de bom grado sem questionar e reivindicar seria hipocrisia. Mas, estamos aprendendo neste momento, que a partida faz parte do encontro, nos encontramos e você nos ensinou a viver intensamente todos os momentos, que este pouco tempo parece uma década. Um sacerdote, profeta, missionário como você precisa se encontrar com muitas realidades, para causar transformações. O mundo necessita mais do que nunca de evangelizadores autênticos, que pregue Jesus, que é o Cristo libertador, que caminha com o povo se envolvendo com as lutas desse povo.

Seu carisma Padre Dino nos aproximou ainda mais uns dos outros, fortalecendo a caminhada em comunidade e no compromisso pastoral. Um diretor espiritual que leva a comunidade a ser orante sem acomodar em si mesma. Nos ensinou e exortou com tanto amor e carinho que ao final sempre perguntava, “vocês não vão ficar chateados, não é meu povo? o Padre foi duro demais…? ”

Podemos dizer agora padre, Não… você nunca foi duro, nos exortou e corrigiu na medida certa, e o mais importante com amor, pois o Pai que ama corrigi e educa. E suas expressões engraçadas e descontraídas nas celebrações nos apresentou um Deus próximo e muito humano, engraçado, que gosta de rir conosco. A cada risada sua, sentíamos como Deus rindo e brincando conosco.

E você nos apresentou um Deus amoroso, libertador, mas também muito brincalhão, que quer tornar nossas vidas mais suaves e leves, chega de fardos pesados. Seu jeito próximo de nos chamar pelo nome saber a que família pertencemos, de quem somos, em tão pouco tempo aprendeu o nome das suas ovelhinhas.

E os apelidos que você nunca esquecerá, Medonho, Fussura, Fura Fato, Grande… e nós nunca esqueceremos suas expressões, durante os casamentos e batizados, “mas não é o Benedito”, ou então ao final das celebrações “tá de bom tamanho…?” Seu jeito simples, alegre e comunicativo de ser nos reforça ainda mais a frase do Papa Francisco “não sermos cristãos com cara de cemitério”. Levar a alegria e o entusiasmo sempre foi sua marca registrada.

Padre Dino, que as experiências partilhadas no caminho até aqui, as missas, as festas de padroeiros, os momentos de formação e os momentos de descontração, sejam marcas de que com certeza sementes foram plantadas e nós as regaremos. Mas com você sempre diz, não podemos deixá-lo ir sem que leve algo na nossa terrinha bonita e povo de coração bom, e gostaríamos de oferecer um presente em uma caixa, que expressa e simboliza a ideia do inconsciente ou do corpo materno,que guarda, protege o que é especial. O que verdadeiramente tem importância está guardado dentro dela.

(Entra a caixa) -abra padre Dino… (Ele abre não tem nada).
As sandálias um presente da RCC: Na Bíblia, tirar as sandálias dos pés era um gesto de reverencia usado pelos sacerdotes antes de adentrarem os lugares sagrados. O gesto tinha dois significados respeito e humildade. Respeito e humildade é o que ficou para nós como marca da sua pessoa. Quando calçares estás sandálias, lembre-se dos caminhos que aqui percorrera, dos passos andados para anunciar o Evangelho e levar Jesus em cada canto. As sandálias são símbolos da missão, missão essa que você está sendo obediente e por isso precisa partir. Estaremos sempre orando para que Deus lhe sustente e não tropecem os pés.

Uma agenda, presente da Catequese e Pastoral da Criança: Você padre é tão organizado, que uma agenda tem grande valor em sua vida. Nela podemos organizar nossa vida diária, nossas prioridades, marcar os compromissos, reuniões,datas comemorativas e de aniversários. Que essa agenda signifique em sua vida, as prioridades, metas, os grandes encontros, o otimismo e a motivação para o mundo que o espera.

Caneca, presente da Irmandade do Santíssimo Sacramento: que dentro desta caneca, você leve o aroma e essência da vida partilhada conosco. Que cada vez que sentir o cheiro do novo amanhecer, e sentir o cheiro do café quentinho pela manhã lembre-se das esperanças aflorando na janela da alma. Cada vez que encheres a caneca com seu café, encha também o coração com o que.

Canetas presenteadas pelos MECE:
Deus é o Verdadeiro autor de nossa história, ao qual pertencem todos os direitos autorais. Que estas canetas simbolizem toda história que Deus tem para construir na vida do seu povo através de suas mãos.
Faz bem, o que faz sorrir, viver e ser feliz!!!

Lenços oferecidos pela Pastoral do dízimo: O lenço serve para enxugar as lágrimas, secar o suor da face. Assim como Jesus encontrou com Verônica que enxugou a sua face. Que Você encontre pessoas que possam ser como esse lenço enxugando suas lágrimas seja de alegria ou dor e secando o suor das suas lutas diárias. Que você continue também, sendo como esse lenço na vida do povo de Deus por onde passar.

MARLI: Durante este tempo, tivemos a graça e alegria de sua presença em nossa Paróquia, caminhando conosco, e nos incentivando a continuar a busca por um mundo mais justo e solidário. Mas a sua forma de ver e viver a vida é tão leve e verdadeira que nos faz ter vontade de continuar firmes, vivendo Evangelho de Cristo e não abandonar as lutas. Muitos foram os momentos que juntos recordamos e vivemos momentos de partilha, união e alegria como marcas de cristãos autênticos a exemplo das primeiras comunidades.

O seu zelo pelos bens da comunidade tanto o material como o imaterial, nos ensinou que é preciso preservar sem guardar lixos, é preciso doar o que está inutilizável para nós, pois pode ser útil para o outro, é preciso aproveitar os espaços e dar maior conforto aos paroquianos. E ainda por ser um excelente administrador, sabe pechinchar, sem ser mão de vaca, escolhendo o melhor e economizando os recursos da paróquia. Não só reformou e organizou o nosso mais novo centro pastoral e demais setores da nossa paróquia, ajudou-nos a organizar nossas comunidades e vivificar nossa espiritualidade, ajudando-nos no despertar para uma fé madura e atuante.

Padre Dino, segundo Charles Chaplin, “cada pessoa que passa em nossa vida, passa sozinha. Porque cada pessoa é única e nenhuma substitui a outra! Cada pessoa que passa em nossa vida, passa sozinha, e não nos deixa só, porque deixa um pouco de si, e leva um pouquinho de nós.” Essa é a mais bela responsabilidade da vida e a prova de que as pessoas não se encontram por acaso. E é assim padre Dino, que este ciclo de nossas vidas se completa, você leva uma pouco de nós e deixa um pouco de si para nós.

Seus ensinamentos expressos em suas homilias, ensinam que viver com fidelidade o Evangelho aproxima as pessoas e nos faz sentirmos iguais e irmãos. Também de uma forma bem especial e própria, recordou-nos como é difícil ser um cristão autêntico, nos dias atuais, e exortou-nos a conhecer, praticar e preservar o amor a Igreja e em especial a Jesus. Em nossa vida cotidiana, nos encorajou para que fossemos missionários e anunciadores do Evangelho em nossos lares e locais de trabalho, a não perdermos a essência da fé. Muito preocupado com a formação nos ajudou crescer comunitariamente e espiritualmente. Conduziu-nos a conhecer mais a Palavra de Deus, ajudando-nos a desvelar o que Deus que falar conosco nos dias atuais através do Evangelho de Jesus Cristo.

Nós da CEB’S oferecemos esta caixa linda que parece vazia, mas foi encharcada com abraços calorosos e cheios de amor de cada um dos membros das comunidades eclesiais de base.Mas não fique triste, não levará só abraços dentro desta caixa, levará alguns símbolos da caminhada que fez junto conosco:

Toalhas oferecidas pela Legião de Maria: Padre Dino queríamos poder oferecer uma toalha que fosse capaz de secar todo o cansaço do seu corpo, a saudade de pessoas queridas ou deum lugar agradável. Esta tolha não temos, mas leve consigo estas, que simboliza todo amor que te envolvera quando sentires saudades e precisar de um lugar agradável para descansar, nós aqui em Condeúba estaremos a te esperar.

Vinho e taças presentes da Pastoral Familiar: O vinho traz como simbologia a alegria, e para nós cristãos símbolo de amor de um Deus que faz memoria no meio do seu povo. Como você sempre quis que este momento fosse o menos dolorido possível para ti e para nós, queremos celebrar com vinho. Assim como nos casamentos não podiam faltar o vinho da alegria, pedimos que no teu casamento com a Igreja nunca falte o vinho do amor e da alegria.Vamos Brindar o que foi conquistado: as amizades, as histórias construídas juntas, as alegrias, as vitórias. Brindamos a vida que nos permite começar e recomeçar. Um brinde aos melhores momentos, ao hoje, ao amanhã, a eternidade!!!

Camisa, presente da Pastoral da Sobriedade: Quando a vestir, que possa cobrir-se também de coragem e amor, cobrindo o frio e a nudez do amor por onde passar. Quando for guardá-la na gaveta, guarde também as lindas lembranças de amor e lutas da vida.
Azulejo com foto oferecido pelos Leitores: A fotografia fixa uma imagem nos olhos e na memória. Ela eterniza os momentos que vivemos. Que esta fotografia represente todos os momentos vivido sem Condeúba, eternizados em sua memória e na memória do nosso povo.

Boné presenteados pela pastoral da Juventude: O boné serve como proteção para cabeça. Mas a verdadeira proteção vem de Deus. Que Ele te proteja e guie seus caminhos, que Ele conceda a graça de encontrar pessoas que como esse boné de protegerá e cuidará de ti. E que você seja como esse boné na vida da Igreja em tempos de fragilidade.
ÂNGELA: Bem padre íamos te perguntar se está de bom tamanho, mas ao chegarmos na igreja teve um casal que disse que não poderia deixar você partir sem prestar uma homenagem. Pode vir Seu Bastião e dona Maria, cadê vocês …
Essa é a homenagem da Comunidade Condeubense ao querido Padre Osvaldino Alves Barbosa.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *