Condeúba: Folia de Reis começou animadíssima este ano

Por Oclides da Silveira

sreis 10
Terno de Reis do Riacho Seco de Gerosino

Neste primeiro dia de janeiro de 2017, deu-se o início da peregrinação das Folias de Santos Reis nas residências. O período dos Reis vai de 1º a 6 de janeiro, dia em que se encerra as visitas aos moradores. Àquelas Companhias de Reis que carregam bandeiras, normalmente tem uma promessa de algum morador para cumprir, assim, é marcado uma data futura para rezar a Ladainha, momento em que foi concluído a promessa, assim sendo, esse morador passa a bandeira para outra pessoa que tenha feito também uma promessa para ser cumprida no próximo ano.

Com o “I Encontro de Ternos de Reis” feito em Condeúba no dia 30 de zembro passado, que foi organizado pela Secretaria Municipal de Cultura o que foi sucesso total, nos parece que deu um ânimo total nos foliões dos Reis, pois, eles entraram com força total neste ano, e o mais importante, atraindo uma grande quantidade de jovens tanto para ajudar a cantar como para assistir o que tem muita relevância.

Pela nossa Comunidade do Olho D’água já se passaram as Frotas do Riacho Seco e da Cerquinha além da Frota do Sr. Juvenal Pardinho que é da Comunidade e está cantando aqui mesmo. Tem ainda a promessa de nos visitar no próximo dia 4 por tanto amanhã, a excelente turma do Carranca.

Destaque: 

Reis10
Terno de Reis da Cerquinha
Destacamos nesta reportagem a Companhia de Reis da Comunidade da Cerquinha 
  • Como sempre fazemos, vamos falar nesta reportagem um pouco sobre a história da Companhia de Reis da Cerquinha, que vem repassando ao seu comando de geração em geração, os mais velhos da família passando o bastão para os seus descendentes.
  • Vamos aqui pegar apenas um seguimento familiar nesta Companhia. Lá pelos anos de 1898 um dos membros que comandava a frota Cerquinha era o popular “Zé de Chiquinho”, que também herdara a tradição do seu pai.
  • Pois bem, por volta do ano de 1.946 assumia o comando dentre outros, da frota de Reis da Cerquinha o respeitadíssimo Ermelino Antônio Soares, o qual registrou grande passagem pela Companhia. Naquela época participavam João Moreira, os sanfoneiros José Antônio Ribeiro, João Santana e “Dozão da Feirinha”, Codó, José Lourenço, Bié, Arsênio e tantos outros.
  • A partir de 1964 foi assumindo o comando o seu filho Valdenor Antônio Soares, que ainda está comandando juntamente com outros amigos, mas, já passando o bastão para outros jovens que surgem com muito vigor. Atualmente a Companhia conta com os seguintes participantes: Odomiro, Valdenor, os sanfoneiros Zé de Felix e Zé Branco, Reginaldo, Manoel Messias, José Nelson, Francisco, Osmar, Raniel Rodrigues e Manoel Tuxa.
  • Os dados acima são aproximados e teve a colaboração de Valdenor Antônio Soares. 
  • Fotos: JFC

 

 

 

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *