Condeúba: 6ª Sessão da Câmara Municipal em clima tenso com a leitura do relatório da CPI

Por Oclides da Silveira

Os vereadores sendo assistidos por boa parte de público

Nesta quinta-feira dia 5 de março de 2018 foi realizada a  6ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal em clima tenso com a leitura do relatório final da CPI, que apura possíveis irregularidades nos transportes do município como coleta de lixo, aluguel de carros pequenos, contratações de ônibus pertencentes a família de Secretário, o qual foi lido pelo seu Relator oficial vereador Maurílio Guilherme, que o fez demonstrando um notório saber o que foi reconhecido e parabenizado por alguns vereadores, que em suas falas afirmara e citaram pelo bom, explícito e conclusivo relatório apresentado. No decorrer da leitura foi feito algumas observações sobre as possíveis irregularidades apresentadas para a Comissão Provisória de Investigação – CPI como um fator que foi bastante explorado pelos vereadores de oposição.

Vereador Carlito José Pereira

Carlito José Pereira – PP ao discursar na tribuna,  parabenizou os vereadores Fabiano e Maurilio pelo excelente trabalho executado diante dessa CPI. Quero declarar que com o retorno do vereador Adilton e a saída de Fabiano eu assumo a Presidência da CPI “Disse ainda o vereador, pasmem os senhores, os preços pagos pela Prefeitura em todos os serviços no ano de 2017, foram recontratados pelas mesmas pessoas e empresas para o ano de 2018 com valores significativamente mais baixo. Então aí podemos  observar que o Prefeito concordou que houve abuso nos preços pagos pela Prefeitura no ano passado. A estimativa de possíveis desvios de dinheiro gera em torno de um milhão de reais”, afirmou Carlito.

Retornando o vereador Adailton Ramos Vieira

Adailton Ramos Vieira – PCdoB usando a tribuna, primeiro agradeceu a Deus e os amigos pelo apoio dado a ele que ficou um ano afastado da vereança para cuidar da saúde de seus dois filhos especiais,mas foi muito bom que a Defensoria Pública de Vitória da Conquista e a de Brasília se prontificaram em ajudá-lo neste processo intimando o Governo Federal a pagar os remédios que custam em torno de 6 milhões de reais para os dois filhos. “Adailton saudou os mestres de Karatê, Mai Tai e de Capoeira que estavam presentes. Disse ainda estar chateado com o  Prefeito por ele não ter facilitado nada a mim, só me atendeu via judicial. o Prefeito não me deu apoio nos meus projetos sociais, que na realidade não são meus, mas sim do povo”, lastimou o vereador Adailton Ramos.

Vereadora Maria Neres de Sousa Brito (Nena)

Nena – PSDB usando a tribuna questionou o Presidente Silvano dos Santos por não ter lido o relatório paralelo que ela fez sobre a CPI, em resposta o Presidente “disse que o relatório apresentado pela vereadora não é oficial e que estava com erros no seu enunciado, por isso mesmo estava dando oportunidade para a vereador fazer as devidas correções e apresentá-lo na próxima Sessão”, justificou Silvano. “Nena recitou uma poesia de Mario de Andrade que fazia uma comparação ao resultado da CPI, disse que ainda não dava por vencida nesta causa”, pontuou a vereadora Nena. Nena que apresentou o Projeto de Resolução nº 03/2018, no sentido de alterar o dia e horário das Sessões da Câmara, transferindo de quinta para quarta-feira das 9:00 às 12:00 horas. Muitos dos presentes na Sessão reclamaram que durante o dia só beneficia aos vereadores que moram fora, mas em contra partida o povo fica prejudicado, aliás já foi feito essa experiência e não deu certo afirmou outro visitante.

O Relator Maurilio Guilherme lendo o relatório da CPI

Maurilio Guilherme – PT usando seu tempo de liderança “disse que ele foi eleito pelos colegas para ser o Relator da CPI, então não vejo razão para a vereadora Nena apresentar um relatório paralelo, mesmo porque ela assinou todos os resultados dos trabalhos feitos pelos membros que compõe a CPI, então não justifique um relatório paralelo ser apresentado agora”, pontuou o vereador Maurilio.

Vereador Maurilio Guilherme de Sousa

Por último O Relator da CPI Maurilio Guilherme pediu ao Presidente Silvano dos Santos que colocasse o trâmite do referido Projeto da CPI em regime de urgência, o qual foi colocado em votação e teve o seguinte resultado: Os vereadores Toinho, Arlindo, Antônio Chaves, Nena e Reginaldo votaram contra a urgência já os vereadores Carlito, Maurilio, Zé Reis, Conceição e Adailton votaram a favor da urgência empatando assim a votação, coube ao Presidente Silvano dos Santos votar pela urgência assim passou o tramite com pauta reduzida em 5 dias.

Fotos: JFC

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *