Arquivos da categoria: Segurança

Ex-comandante da 34ª CIPM localiza 50 mil pés de maconha que eram irrigados por gotejamento

Cinquenta e dois mil pés de maconha foram encontrados pela Polícia Militar na Ilha Idalina, que fica no Lago sobradinho, no município de mesmo nome, no norte da Bahia. O caso correu na quinta-feira (4). A plantação foi achada por homens das companhias independentes de Policiamento Especializado Caatinga e 96ª de Polícia Militar (Sobradinho), após investigações que foram iniciadas no ano passado, conforme a PM.

Ninguém foi preso. Segundo Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), a plantação, com mudas de 30 cm e ainda em fase de desenvolvimento, renderia em fase final cerca de cinco toneladas de maconha. A erva era irrigada por gotejamento, com o apoio de um motor a gasolina. A droga foi destruída no local.

De acordo com a PM, o local onde a droga foi plantada foi escolhido pelos criminosos devido à facilidade para manutenção da lavoura e dos obstáculos para o acesso da polícia. Também foram encontrados no local mantimentos e barracos. A suspeita é que, pelo menos, seis homens moravam na “roça” e cuidavam da plantação.

“Utilizamos um drone, mas não conseguimos visualizar a área. Foi preciso a utilização de três barcos para que se percorresse as margens do lago até identificar a tubulação de irrigação”, detalhou ao G1, o comandante da Cipe/Caatinga, major Adriano Souza Dias, ex-comandante da 34ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), em Brumado.

Vitória da Conquista: Dois falsos dentistas são presos em exercício ilegal de profissão

Foto: Divulgação/CRO-BA

Dois falsos dentistas foram presos nesta quarta-feira (27), em Vitória da Conquista, a 132 km Brumado, em uma ação do Conselho Regional de Odontologia da Bahia (CRO-BA), em parceria com a Polícia Militar. Foram detidos em flagrante Jonivaldo Barris Porto, 48 anos, e Uilton Silveira Rocha, 66 anos.

A equipe chegou até o endereço do suposto consultório após o recebimento de denúncias. A dupla cobrava cerca de R$ 500,00 pelo procedimento de prótese e R$ 100,00 por extrações. Na ação também foram apreendidos equipamentos de uso exclusivo de cirurgião dentista.

Os objetos foram encaminhados para o Departamento Técnico. Ainda foi constatado que o local utilizado pela dupla estava em condições insalubres e apresentava alto risco de transmissão de doenças infectocontagiosas. Os falsos dentistas devem responder por exercício ilegal da profissão.

INSS bloqueia 529 mil benefícios sem prova de vida

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) bloqueou ao todo 529.317 benefícios de aposentados e pensionistas referentes à folha de pagamentos de março por eles não terem feito a prova de vida, segundo balanço divulgado pelo governo na terça-feira 26. A comprovação de que o beneficiário está vivo é obrigatória para continuidade dos pagamentos.

A medida provisória 871/19, conhecida como MP do pente-fino, determinou a suspensão automática dos benefícios para segurados que ficaram mais de 12 meses sem comprovar que estavam vivos. Antes os bancos tinham calendários diferenciados, levando em conta, por exemplo, a data do aniversário dos segurados para realizar os bloqueios.

A Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) estimava que 1,334 milhão de aposentadorias e pensões pudessem ser suspensas na folha de março devido à falta de comprovação.

Além dos bloqueios por causa da falta de prova de vida, a MP do pente-fino determinou que cerca de 3 milhões de benefícios com suspeitas de fraude serão verificados e podem ser cancelados. Entre eles estão aposentadorias, pensões e auxílios por invalidez.

Ministério Público Federal – MPF recomenda a comandos militares em todo o Brasil que se abstenham de comemorações ao golpe de Estado de 64

Orientação foi enviada nesta quarta-feira (27), em ação coordenada que reúne Procuradorias da República em pelo menos 18 estados, incluindo a Bahia. Na ilustração está a frase respeito à constituição e atrás da frase há uma mão segurando a constituição.

Foto Edilson Rodrigues – Agência Senado

Brigadas, grupamentos, comandos especiais, academias militares das forças armadas e outras unidades que integram Comandos Militares em todo o país receberam nesta quarta-feira (27) recomendação do Ministério Público Federal para que se abstenham de promover ou tomar parte de qualquer manifestação pública, em ambiente militar ou fardado, em comemoração ou homenagem ao período de exceção instalado a partir do golpe militar de 31 de março de 1964.

Em ação coordenada, que reúne Procuradorias da República em pelo menos 18 estados, o Ministério Público Federal também solicita às unidades militares a adoção de providências para que seus subordinados sigam essa orientação, e que sejam adotadas medidas para identificação de eventuais atos e de seus participantes – com fins de aplicação de punições disciplinares, bem como, comunicação ao MPF para a adoção das providências cabíveis.

A Recomendação aciona comandos militares de todas as regiões do país e estabelece prazo de 48 horas para que sejam informadas ao Ministério Público Federal as medidas adotadas para o cumprimento das orientações ou as razões para o seu não acatamento.

No documento, as Procuradorias da República destacam que as Forças Armadas – constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica – são instituições nacionais permanentes e regulares, destinadas à defesa da Pátria e à garantia dos poderes constitucionais, não devendo tomar parte em disputas ou manifestações políticas, em respeito ao princípio democrático e ao pluralismo de ideias que regem o Estado brasileiro.

“A homenagem por servidores civis e militares, no exercício de suas funções, ao período histórico no qual houve supressão de direitos e da democracia viola a Constituição Federal, que repudia o crime de tortura e prevê como crime inafiançável e imprescritível a ação de grupos armados, civis ou militares, contra a ordem constitucional e o Estado Democrático”.

De acordo com o Ministério Público Federal, após a promulgação da Constituição de 1988, o Estado brasileiro – por diversas oportunidades e por seus poderes constitucionalmente instituídos – reconheceu a ausência de democracia, e o cometimento de graves violações aos direitos humanos pelo regime iniciado em 31 de março de 1964. Continue lendo Ministério Público Federal – MPF recomenda a comandos militares em todo o Brasil que se abstenham de comemorações ao golpe de Estado de 64

Codevasf fiscalizará barragem em Rio do Pires; população se manifestou sobre o risco de rompimento

Foto – Reprodução / YouTube

Recentemente, moradores do município de Rio do Pires promoveram uma série de protestos, a fim de chamar a atenção das autoridades sobre o comprometimento da estrutura da Barragem José Ferreira, situada no povoado de Rio da Caixa, zona rural do município.

Segundo José Carlos Costa, representante do “Movimento Queremos Água”, a barragem apresenta rachaduras e infiltrações desde setembro de 2018. Se a barragem vier a romper vai inundar o povoado da Placa, que está próximo da barragem e a população corre risco de morte”, disse.

Em resposta as reivindicações, de acordo com informações do Bahia Notícias, a Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf) realizará uma vistoria ao reservatório nesta quinta-feira (21).

Em nota, a companhia informou que enviará um grupo para avaliar a situação da barragem, juntamente com representantes da Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) e do Instituto Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema).

Com indícios de falha no trem de pouso, avião aterrissa no Aeroporto JK

Piloto da Latam alegou problema no trem de pouso. No entanto, não houve necessidade de atuação do Corpo de Bombeiros e passageiros desembarcaram normalmente

PS Philipe Santos – Especial para o Correio

Não houve impacto na operação do aeroporto
(foto: Ed Alves/CB/D.A. Press)

Após apresentar problemas no trem de pouso, o piloto de um avião da companhia aérea Latam acionou o terminal avisando que precisaria fazer um pouso de emergência no Aeroporto Internacional de Brasília nesta sexta-feira (15/3). O Corpo de Bombeiros foi chamado para que quaisquer procedimentos de emergência necessários pudessem ocorrer. A companhia informou, no entanto, que o pouso ocorreu dentro da normalidade.

“Após o pouso, não houve necessidade de atuação do Corpo de Bombeiros e impactos na operação do aeroporto e da companhia”, afirmou, em nota. Ainda segundo a Latam, o avião pousou “em total segurança no destino às 11h14 e os passageiros desembarcaram normalmente”. O voo era o LA3230 e saiu de Vitória (ES).

A Inframerica, administradora do aeroporto, disse que prestou todo o apoio necessário para a empresa e que a aeronave foi rebocada pela companhia aérea. Ainda segundo a concessionária, não houve impacto na operação do aeroporto e os pousos e decolagens ocorreram normalmente.

No último dia 7, outro avião da Latam, que saía de Brasília com destino a Congonhas (SP), precisou voltar ao aeroporto JK após um pássaro entrar na turbina da aeronave. O voo 3711 abortou a viagem cerca de 30 minutos após a decolagem.

Jovem é detido após posts com ameaça de atentado semelhante ao de Suzano (SP) em escola na BA

Um jovem de 18 anos foi detido nesta sexta-feira (15) após fazer posts na internet com ameaça de atentado em uma escola de Teixeira de Freitas, no extremo sul da Bahia, semelhante ao ocorrido em Suzano (SP), que terminou com 10 mortos, na quarta-feira (13).

Segundo informações da Polícia Civil, o jovem, de prenome Marcos, colocou em seu perfil num aplicativo de mensagens e em outras redes sociais a informação de que o Centro Territorial de Educação Profissional da cidade “seria a próxima escola a ter um massacre”.

Conforme a polícia, os amigos dele, ao verem a mensagem, espalharam a notícia, o que gerou um pânico na cidade.

Depois disso, policiais militares descobriram onde o jovem morava, no bairro São Lourenço, e ele foi detido. A polícia informou que ele foi conduzido à delegacia por “suspeita de planejamento de ato terrorista em escola”

Ainda segundo a polícia, na delegacia, Marcos confessou ter produzido e divulgado o material com as ameaças à escola, mas alegou que se tratava de uma brincadeira. Ele pediu desculpas e, após o depoimento, foi liberado, segundo a polícia.

Conquista: Delegada Iara Gardênia destaca a importância da medida protetiva de urgência para mulheres vítimas de violência

Por Luciene Costa

Delegada de polícia Dra. Iara Gardênia Rocha Fernandes Louzada

– Há cinco anos à frente da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher em Vitória da Conquista, a Delegada Iara Gardênia Rocha Fernandes Louzada, tem acompanhado diversos casos de violência à mulher. “Como delegada, trabalho com a mulher que chega na DEAM humilhada, ultrajada, agredida psicologicamente, fisicamente, moralmente, sexualmente e patrimonialmente.

Por isso não fico presa apenas ao trabalho técnico de investigar, prender o agressor ou encaminhar pra Justiça representações. Tento sempre ir mais além. Atendo a mulher e faço com que ela creia que ela é forte que nós somos capazes de mudar os nossos destinos, que somos capazes de escrever a nossa própria história e que aquela mulher que ali chegou ela pode mudar completamente o destino dela”.

Na oportunidade, Dra. Iara Gardênia destacou a importância de uma ferramenta que agregou de forma significativa o seu trabalho. Trata-se da implantação da medida protetiva de urgência prevista na Lei Maria da Penha. “Conseguimos um avanço muito grande com a implantação do artigo 24 A da Lei 11.340/2006, que trata a respeito desta medida protetiva de urgência. A gente podia fazer muito pouco. A gente investigava o crime e quando não era um flagrante a gente representava pela prisão do agressor.

Com a implantação desse artigo, que é o descumprimento da medida protetiva de urgência, a mulher requer a medida, nós encaminhamos para a juíza da Vara Especializada e a partir da medida protetiva de urgência concedida à mulher podemos prender o agressor em flagrante se ele descumprir essa medida. Continue lendo Conquista: Delegada Iara Gardênia destaca a importância da medida protetiva de urgência para mulheres vítimas de violência

Justiça: Um milhão de casos de violência contra mulher esperam julgamento

Pelo menos um milhão de casos de violência contra a mulher aguardam julgamento do Poder Judiciário brasileiro. No ano passado, os tribunais do País contabilizaram 1.009.165 processos relativos a este tipo de crime pendentes de decisão, um aumento de 7% em relação ao ano anterior, quando o Conselho Nacional de Justiça contabilizou 946.541 casos.

Também aumentou no período o estoque de processos relacionados ao feminicídio sem julgamento: de 4.209 em 2017 para 4.461 em 2018. O número de sentenças que determinam a aplicação de medidas protetivas passou de 291.746 para 339.216 em dois anos. De acordo com a Veja, em março de 2015, o feminicídio passou a ser uma qualificadora do crime de homicídio, e incluído no rol dos crimes hediondos, como estupro, latrocínio e genocídio (Lei nº 13.104/2015).

O crime é classificado como “contra a mulher por razões da condição de sexo feminino” e envolvem a violência doméstica e familiar ou quando há discriminação à condição de mulher. Em números absolutos, o Tribunal de Justiça de São Paulo foi o que relatou mais casos de violência contra mulher pendentes no ano passado: 207.668.

A Justiça paulista também foi a que mais aplicou medidas protetivas: 90.092 em 2018. Já o tribunal de Minas Gerais tem o maior estoque do país de ações sobre feminicídio: 1.534.

Em termos proporcionais, o maior aumento de processos pendentes sobre violência doméstica foi registrado pela Justiça do Ceará, onde o número passou de 18.587 para 41.523 — um aumento de 123% de um ano para o outro. Na outra ponta, o melhor desempenho foi medido em Sergipe, que reduziu seu estoque de pendentes de 6.216 para 4.290.