Arquivos da categoria: Saúde Pública

Campinas: Hospital da Unicamp bate recorde de transplantes em 2016

transplante-unicamp-78Foto: Reprodução/EPTV

O Hospital de Clínicas (HC) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) atingiu 351 transplantes em 2016 e bateu o recorde da unidade médica desde 1984, quando o procedimento começou a ser feito. Segundo o HC, a unidade está entre os dez hospitais que mais realizam transplantes no Brasil e é o que mais executa procedimentos deste tipo no estado de São Paulo.

De acordo com a instituição, com o número de cirurgias do ano passado, o hospital chegou a um total de 6,2 mil processos de transplantação de órgãos e tecidos realizados na unidade médica. Ainda segundo o hospital, o tipo de transplante mais comum em 2016 foi o renal (136 processos), seguido de córnea (123) e cardíaco (8).

Dos dez tipos de órgãos e tecidos que podem ser transplantados, o HC da Unicamp não realiza os de intestino, valva cardíaca, além de ossos e pulmões. Segundo o G1, entre os órgãos que podem ser doados, o coração e o pulmão são os que têm menos de preservação (de 4 a 6 horas).

Já fígado e pâncreas tem tempo máximo de 12 a 24 horas, enquanto os rins podem levar até 48 horas para serem transplantados. Por fim, as córneas e os ossos permanecem em boas condições por até sete e cinco dias, respectivamente

Novas ambulâncias reforçam a Saúde em 78 municípios baianos

ambulancia1(Fotos: Manu Dias/GOVBA)

Mais 78 municípios do interior do estado receberam, na manhã desta quarta-feira (15), reforço na saúde, com a entrega de 78 novas ambulâncias para cidades como Maragogipe (Recôncavo), Ubaíra (centro sul), Conceição do Coité, Aporá e Serrinha (nordeste). Com um investimento de cerca de R$ 6,2 milhões, o Governo do Estado envia apoio para os baianos que precisam ter acesso à saúde em localidades vizinhas ou ainda serem encaminhados pela regulação para grandes centros como Salvador e região metropolitana. A ação representa mais qualidade e rapidez nos atendimentos aos baianos que necessitem dos serviços de saúde.ambulancia782As 78 novas ambulâncias representam um investimento de mais de R$ 6 milhões.
(Fotos: Manu Dias/GOVBA).

A entrega das ambulâncias foi feita pelo governador Rui Costa, acompanhado do secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, e dos deputados estaduais responsáveis pelas emendas parlamentares que captaram as ambulâncias, no prédio da Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. Para receber os novos equipamentos, prefeitos do interior, acompanhados de secretários municipais de Saúde, vieram à capital receber as chaves. Para o gestor de Nova Soure, Cassinho, o equipamento atende a necessidade do município, que antes não tinha ambulância.ambulancias78Durante a entrega das chaves aos prefeitos, Rui enfatizou a prioridades com a Saúde e a Segurança.

“Estávamos contando com a ajuda de cidades vizinhas, distantes cerca de 20 quilômetros, para emprestar a ambulância. Agora não. Tenho certeza que vamos atender com mais rapidez, mais segurança e com maior conforto a população. Estamos muito felizes por essa conquista, que vai melhorar a qualidade de vida do povo do interior”, disse o prefeito.

Para o governador, a Saúde e a Segurança têm sido prioridades de governo. Nesse sentido, este e outros investimentos vêm fortalecer esses setores com novos equipamentos. “Além desta, este ano já realizamos uma entrega, e vamos, em abril, levar mais ambulâncias para outros municípios. Temos investido não só em novas ambulâncias, mas também no reforço da frota de novas viaturas da Polícia Militar do interior”.

Estas ambulâncias integram um total de 450 que serão entregues pelo Governo do Estado, sendo que 284 delas serão destinadas aos municípios do interior e outras 166 utilizadas na renovação da frota da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), incluindo a Central de Regulação.

Condeúba também foi contemplada com uma ambulância através de uma Emenda da Deputada Estadual Ângela Sousa PSD aliada do Governo Rui Costa.

Consórcios de Saúde

Ainda nesta quarta, o Governo do Estado anuncia outro reforço para a saúde no interior – a assinatura do protocolo de intenções para novos consórcios de saúde, com municípios das regiões de Alagoinhas e Camaçari. Na cerimônia, que acontece às 14h, no Salão de Atos da Governadoria, os consórcios estabelecem a implantação de duas novas policlínicas no interior do estado.

Repórter: Anna Larissa Falcão

Secretaria de Saúde da Bahia inicia distribuição de repelentes contra Aedes a municípios

repelente-81          Foto: Reprodução/TV Bahia

Após o atraso na entrega dos repelentes pelo Ministério da Saúde para gestantes beneficiárias do programa Bolsa Família na Bahia, a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) informou que deu início nesta quarta-feira (15) à distribuição para os municípios dos produtos contra o Aedes aegypti, pernilongos e outros mosquitos que também transmitem doenças.

De acordo com o G1, a entrega dos repelentes já tinha começado em outros estados do país desde fevereiro, mas só agora, a Bahia recebe o produto. Em todo o estado, 54 mil gestantes cadastradas no Bolsa Família têm direito a receber o produto.

Só este ano, a Sesab registrou 259 casos de dengue na Bahia, com quatro mortes, e quase 600 casos de chikungunya, com duas mortes. Outras 12 pessoas foram diagnosticadas com zika.

Além disso, a Bahia está entre os primeiros da lista no número de casos de microcefalia do Brasil, malformações em bebês causadas pela zika. Até dezembro do ano passado, 433 bebês foram diagnosticados com o problema no estado.

Bahia reforça ações para combater a febre amarela

mosquitoApós a confirmação do primeiro caso de febre amarela em macacos na zona rural de Alagoinhas, na Bahia, o estado vem tomando medidas intensas na execução de ações preventivas no combate ao vírus da doença na região. Embora ainda não exista confirmação de casos nas zonas urbanas, o surto da doença preocupa.

Desde janeiro, foi criado um bloqueio vacinal nas regiões Oeste, Extremo Sul e Sudoeste do estado, decorrente da situação epidemiológica da febre amarela no país, que já contabiliza óbitos nos estados de São Paulo, Goiás e Minas Gerais, incluindo regiões que fazem divisa com a Bahia. Continue lendo Bahia reforça ações para combater a febre amarela

Macaúbas: Ministério Público apura irregularidades na contratação de médicos

macaubas-hospital-antenor-alves-da-silva-brumado-noticias-09                                                                    Foto: Macaubense Life

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) instaurou um inquérito civil, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Macaúbas, para apurar denúncias de irregularidades na contratação de médicos pela prefeitura municipal.

A representação foi protocolada pelo Psol. Os extratos resumidos dos contratos de prestação de serviço foram publicados no Diário Oficial do Município, no dia 3 de fevereiro. Há contratos que apontam o pagamento de até R$ 60 mil mensais para alguns especialistas.

Em nota, o Psol disse que as quantias superam absurdamente o teto estabelecido na Constituição Federal para a remuneração de servidores públicos, além de representarem “inequívoca imoralidade”.

Para se ter uma ideia da situação, um médico foi contratado para os serviços de atendimento médico cirúrgico de urgência e emergência no hospital da cidade por R$ 240 mil para o período de 04 de janeiro de 2017 a 30 de junho de 2017.

Ministério da Saúde anuncia mudanças no calendário nacional de vacinação

Vacina-red2-585x399Nessa sexta-feira (3), O Ministério da Saúde anunciou a ampliação do público-alvo de seis vacinas oferecidas nos postos de saúde: tríplice viral, tetra viral, dTpa adulto, HPV, meningocócica C e hepatite A.

A Vacina conta a Hepatite A passa a ser oferecida para crianças de até 5 anos de idade. Já a Tetra viral, que combate sarampo, caxumba, rubéola e varicela, passa a ser administrada de 15 meses até 4 anos de idade.

A HPV, como já havia sido anunciado no início do ano, passa a ser ofertada também para meninos a partir de 14 anos. Ainda este ano, além dos meninos, a vacina também será oferecida para homens vivendo com HIV e Aids entre 9 e 26 anos de idade, e para imunodeprimidos, como transplantados e pacientes com câncer.

Em relação à Meningocócica C, que eram oferecidas duas doses aos 3 e 5 meses e um reforço aplicado até 2 anos de idade, também houve mudanças. Agora, o reforço poderá ocorrer até 4 anos de idade. A vacina meningocócica C conjugada também passa a ser oferecida a adolescentes de 12 a 13 anos.

A vacina contra difteria, tétano e coqueluche (acelular) para adultos passa a ser recomendada para gestantes a partir da 20ª semana de gestação. Por fim, a tríplice viral, a 2ª dose, que era administrada até os 19 anos de idade, foi estendida para atender população entre 20 e 29 anos.

SUS passa a oferecer bariátrica com técnica menos invasiva

SUS passa a oferecer bariátrica com técnica menos invasivaSUS-55

O sistema Único de Saúde (SUS) passará a oferecer cirurgia bariátrica por videolaparoscopia, técnica menos invasiva em comparação à cirurgia aberta. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira (1º). Na cirurgia aberta, o médico faz um corte de 10 a 20 cm no abdômen do paciente.

Já na videolaparoscopia, são feitas de quatro a sete mini-incisões de 0,5 a 1,2 cm cada uma, por onde passam as cânulas e a câmera de vídeo. A taxa de mortalidade média da cirurgia videolaparoscópica é menor do que a da cirurgia aberta, segundo informações da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica.

A recomendação da inclusão do procedimento tinha sido feita pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (Conitec) em relatório de novembro de 2016.

“A evidência atualmente disponível sobre eficácia e segurança do procedimento de gastroplastia com derivação intestinal em Y-de-Roux por laparoscopia para tratamento da obesidade grave e mórbida é baseada em revisões sistemáticas, estudos clínicos controlados e estudos observacionais”, afirma o relatório.

O documento também observa que o aumento da escala de compras dos materiais usados na cirurgia bariátrica laparoscópica deve fazer com que o preço desses equipamentos diminua no Brasil.

Brumado: Ministério Público ajuíza ação para garantir atendimento médico

ministerio-publico-brumado-noticias-51

Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias

O Ministério Público Estadual (MPE), por meio do promotor de Justiça Ruano Fernando da Silva leite, ingressou com uma ação de obrigação de fazer, com pedido de tutela de urgência, para que a Justiça determine ao município de Brumado que receba e protocole todas as solicitações de consulta apresentadas pelos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) do município, indicando data e horário da entrega do pedido, bem como a previsão de agendamento e atendimento.

O pedido foi motivado considerando as inúmeras representações recebidas pelo MP relativas a crianças, idosos e pessoas com deficiência que não obtiveram êxito em agendar consultas com especialistas perante a Secretaria de Saúde de Brumado.

Na ação, o MP requer que seja providenciado o atendimento e assistência médica integral aos usuários, através de consultas e revisão, desde que previstas no rol de procedimentos padronizados pelos SUS, não ultrapassando o limite máximo de três meses da data do protocolo.

Na hipótese de inexistência comprovada de vaga em estabelecimento público ou conveniado, deve ser providenciada pelo município consulta com médico particular devidamente registrado no conselho de classe, mediante pagamento do valor de mercado, observando-se as regras de licitação.

Brumado: Justiça obriga Estado a providenciar UTI neonatal para bebê nascido com complicações

bebe-uti-neo-natal-brumado-noticias-51

 Foto: Lay Amorim/Brumado Notícias

O bebê Pedro Gabriel, que teve complicações ao nascer na última terça-feira (24), no Hospital Professor Magalhães Neto, em Brumado, precisa ser transferido para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Em contato com a redação do site Brumado Notícias, o pai da criança, Elian da Silva Almeida, disse que a equipe médica e a direção da unidade de saúde, através da regulação, não conseguiram vaga em nenhuma unidade avançada do estado.

Ele acionou o Ministério Público Estadual (MPE) e o órgão entrou com um pedido de liminar que foi expedido pela justiça obrigando o estado a fornecer o atendimento necessário à criança em menos de 24 horas.

O estado ainda foi obrigado a bancar as despesas do tratamento, inclusive com custeio da hospedagem e do transporte para os pais, se não houver vagas na rede pública, já que o mesmo não cumpriu seu papel de ofertar o atendimento no domicílio do paciente.

Vale ressaltar que a UTI neonatal de Brumado já está pronta e equipada, mas ainda precisa ser inaugurada para entrar em funcionamento. Para isso, estão sendo aguardadas as assinaturas dos municípios que devem compor o consórcio regional de saúde para que haja acerto entre o consórcio e o estado para custear as despesas de manutenção da unidade.

O setor de saúde de Brumado é campeão de reclamações da população na justiça por não ofertar atendimentos avançados, o que obriga o município a transferir seus pacientes para outras unidades de saúde, até mesmo fora do estado.

Canadá: À espera de transplante, mulher sobrevive sem pulmão por 6 dias

mulher-sobrevive-sem-pulmao-40

À espera de transplante, mulher sobrevive sem pulmão por 6 dias Foto: University Health Network

Médicos no Canadá conseguiram manter viva por seis dias uma mulher que teve os pulmões retirados à espera de um transplante. Segundo o Toronto General Hospital, o procedimento é inédito e foi a única solução encontrada para salvar a vida de Melissa Benoit, de 33 anos.

Foi feito em abril e foi descrito em um artigo publicado na revista médica Journal of Thoracic and Cardiovascular Surgery. Portadora de fibrose cística, doença crônica que entope os pulmões com muco, ela estava na fila para um transplante, mas desenvolveu uma grave infecção que se espalhou pelo corpo e a deixou à beira da morte.