Arquivos da categoria: Saúde Pública

Brasil se torna pioneiro em reconstrução de vagina com pele de Tilápia

O Brasil se tornou o primeiro país no mundo a realizar cirurgias de reconstrução do canal da vagina usando pele de peixe – no caso, a tilápia – em substituição à pele humana. De abril do ano passado até agora, seis mulheres já foram operadas em caráter experimental e outras duas passarão pelo procedimento no fim deste mês na Maternidade Escola Assis Chateaubriand, ligada à Universidade Federal do Ceará (UFC).

Essas mulheres possuem a síndrome de Rokitansky, uma malformação congênita rara, conhecida como agenesia vaginal e que atinge uma mulher a cada 5.000 nascidas. Nelas, a parte externa da vagina (vulva), onde ficam os pelos e os pequenos e grandes lábios, é perfeitamente normal, mas o canal interno não existe ou é curto demais. Em alguns casos, elas não têm útero, o que as impede de ser mães.

A consequência disso é que sem o canal vaginal a mulher não menstrua (pois o sangue não consegue ser eliminado) e não consegue ter relações sexuais. Por isso, geralmente a síndrome de Rokitansky é detectada apenas na puberdade, quando a adolescente se dá conta de que não menstruou enquanto outras amigas já menstruam, ou quando ela inicia a atividade sexual, pois encontra dificuldades e dores ao manter o contato íntimo.

A jovem Maria Jucilene Moreira Marinho, de 23 anos, do interior do Ceará, foi a primeira mulher do mundo a ser submetida à técnica cirúrgica, em abril do ano passado. Ela nasceu sem o canal da vagina, sem útero e ovários, e só conseguiu um diagnóstico do seu problema aos 22 anos, sete anos depois de procurar o primeiro médico por causa de fortes dores abdominais. Continue lendo Brasil se torna pioneiro em reconstrução de vagina com pele de Tilápia

Condeúba está entre as 271 Cidades da Bahia que têm água contaminada por agrotóxicos; veja lista

Mucugê, São Félix do Coribe, Camaçari e Itapetinga são as mais críticas; Embasa nega contaminação

Testes realizados pelas empresas de abastecimento de municípios brasileiros mostram que quatro cidades da Bahia consomem um perigoso coquetel com 27 agrotóxicos encontrados na água utilizada pela população. Mucugê, na Chapada Diamantina, Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), Itapetinga, Centro Sul, e São Félix do Coribe, no Oeste, estão no topo de uma lista de 271 municípios baianos (veja lista no final da matéria) em que se encontrou pelo menos um agrotóxico na água que abastece as torneiras das cidades.

Obtidos em uma investigação conjunta pela ONG Repórter Brasil, da Agência Pública e da organização suíça Public Eye, os dados dizem respeito ao período entre 2014 e 2017. As informações são parte do Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Sisagua) do Ministério da Saúde. O estudo detectou em 1.396 municípios no país todos os 27 pesticidas.

No caso de Mucugê, o CORREIO apurou que o número elevado de agrotóxicos na água pode ter relação direta com as plantações de batata, morango e tomate na região. Moradores, biólogos, profissionais de saúde do município e até agricultores confirmam o problema e começam a ver os reflexos na população.

“Aqui tem fazendas grandes com plantações que consomem muito agrotóxico. Contamina solo, lençol freático, água para consumo residencial. A gente vê muita gente com alteração de hormônio, tireoide, muita gente hipertensa e diabética. É difícil comprovar que isso tem relação com o consumo da água, mas que se usa muito agrotóxico na região, com certeza”, disse um especialista na área de saúde de Mucugê, que preferiu não se identificar.

Biólogo e agricultor de Mucugê, Osório Neto diz que a batata, cultura número um da região, junto com as demais, compromete a qualidade da água há muito tempo. “Na realidade os três municípios vizinhos são contaminados com agrotóxicos: Mucugê, Ibicoara e Barra da Estiva. Os agrotóxicos que se usam em batata tem uma concentração maior de agrotóxicos. Isso há muito tempo tá assim. Demorou de estourar”, afirma Osório. Continue lendo Condeúba está entre as 271 Cidades da Bahia que têm água contaminada por agrotóxicos; veja lista

Bahia já tem 12 mortes por ataques de animais peçonhentos só em 2019

Foto: Youtube

De janeiro ate o início de abril desse ano, ao menos 12 pessoas morreram na Bahia em decorrência de ataques de animais peçonhentos, segundo dados divulgados nesta terça-feira (9) pelo Centro de Informação Antiveneno do estado (Ciave). Um dos casos ocorreu na última semana, quando um homem veio a óbito depois de ser picado por uma cobra-coral ao brincar com o animal em Caetité, na região sudoeste — o ataque foi registrado em um vídeo.

Do total de mortes ocorridas esse ano no estado, dois foram em decorrência de ataques de serpentes. Os demais óbitos foram resultados de ataques de escorpiões (8), aranhas (1) e abelhas (1). De acordo com o G1, o Ciave afirma que o número de vítimas pode ser maior, porque as pessoas atacadas que evoluem a óbito antes de chegar a uma unidade médica não entram nas estatísticas do órgão. Em 2018, foram 65 mortes (15 por conta de ataques de serpentes, 32 devido a ataques de escorpiões, 13 por abelhas, duas por causa de aranhas e três devido a ataque de outros animais).

O número de acidentes envolvendo animais peçonhentos registrados pelo Ciave, repassados pelos municípios, somam 6.358 no estado, do dia 1º de janeiro de 2019 até esta terça-feira (9). Destes, 4.744 envolvem escorpiões, 614 envolvem serpentes, 214 com aranhas, 340 com abelhas e 446 com outros animais. Em 2018, o número de ocorrências foi de 26 mil, entre elas 20.521 envolvendo escorpiões, 2.429 envolvendo serpentes, 1.200 com abelhas e 1.001 com aranhas.

Começa hoje dia 10/4, a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza

Começa hoje, no dia 10 de abril a 21ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, estratégia para diminuir o impacto da gripe, a campanha segue até o dia 31 de Maio. A primeira etapa acontecerá do dia 10 ao dia 17 de Abril, para GESTANTES e CRIANÇAS (de 6 meses até menores de 6 anos, ou seja crianças de até 5 anos, 11 meses e 29 dias). A segunda etapa começa dia 22 de Abril e vai até o dia 31 de Maio, para o restante da população ALVO. O Dia D, considerado a data mais importante de mobilização nacional, está marcado para o dia 04 de maio, um sábado.

A gripe é uma doença séria, que mata mais de 650 mil pessoas todos os anos, de acordo com um recente levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS). Além de causar aqueles sintomas clássicos: febre alta, nariz entupido, cansaço e dor no corpo; ela está por trás de complicações como pneumonia e infarto. Se você faz parte dos grupos de risco para complicações da doença, sua participação é primordial. Procure a unidade de saúde mais próxima.

O que tem dentro da vacina:
Todos os anos, os subtipos dos vírus da gripe que serão incluídos no imunizante mudam. Isso porque os diferentes causadores dessa infecção circulam pelo mundo e sofrem mutações com frequência. Quem define a composição da vacina é a própria Organização Mundial de Saúde, que reúne e analisa as informações enviadas por centros de vigilância de todos os países.

Tomei a vacina ano passado. Preciso repetir a dose?
Sem dúvida nenhuma! A taxa de proteção da vacina começa a cair após alguns meses. Os vírus da gripe têm uma alta capacidade de mutação. Logo, as cepas que estão circulando agora, são bem diferentes daquelas que aterrorizaram o inverno do ano passado. Portanto, é preciso se resguardar novamente.

Quem deve tomar a vacina:
Em comparação com o ano de 2018, poucas mudanças aconteceram na campanha, somente houve aumento na faixa etária do público infantil. A escolha desses grupos se deve ao fato de eles serem mais vulneráveis aos efeitos da gripe e sofrerem mais com seus sintomas e desdobramentos. Além disso, parte desse pessoal possui contato diário com outras pessoas infectadas, o que aumenta o risco de transmissão. Os grupos prioritários são definidos pelo MINISTÉRIO DA SAÚDE.

São eles:
• Crianças de 6 meses a 5 anos;
• Idosos a partir de 60 anos;
• Gestantes em qualquer período gestacional;
• Puérperas, (mulheres que deram à luz, até 45 dias após o parto);
• Profissionais da saúde;
• Professores ATIVOS EM SALA DE AULA, da rede pública e particular;
• População indígena;
• Portadores de doenças crônicas; para estes, faz-se necessário a apresentação de relatório médico descritivo que ateste a comorbidade que esteja dentro das que são contempladas para imunização de influenza segundo o Ministério da Saúde.

E se eu não faço parte destes grupos prioritários definidos?
Nesses casos, é possível tomar a vacina numa clínica particular.

Enfª: Marianne Ribeiro
Coord. Vigilância Epidemiológica e Imunização – Condeúba/BA.

 

Começa nesta quarta a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe

Fonte:Secom/PMVC

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza (Gripe) promovida pelo Ministério da Saúde, será iniciada na próxima quarta-feira (10). A iniciativa é realizada em todo o território nacional e conta com a participação das secretarias estaduais e municipais de saúde.

O objetivo da mobilização é reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus influenza. A campanha vai até o final de maio, sendo que o Dia “D” acontece no dia 4.

O público alvo é formado pelas pessoas que são mais suscetíveis à doença, com maior risco de complicações ou que tenham contato rotineiro com o público, sendo fáceis transmissores do vírus. Continue lendo Começa nesta quarta a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe

Cães podem farejar câncer em amostras de sangue, diz estudo

O uso do faro dos cães para detectar doenças é uma nova frente de pesquisas da medicina. Um novo estudo, apresentado na reunião anual da Sociedade Americana de Bioquímica e Biologia Molecular, mostrou que os cães podem usar seu olfato altamente evoluído para farejar o câncer em amostras de sangue, com quase 97% de precisão.

De acordo com o G1, os cães têm receptores de cheiros dez mil vezes mais eficazes do que os humanos, o que os torna muito sensíveis a odores que não percebemos. Os resultados podem levar a novos testes de detecção, mais baratos, precisos e não invasivos. “Um teste altamente sensível para detectar o câncer poderia salvar milhares de vidas e mudar a forma como a doença é tratada”, explica a pesquisadora Heather Junqueira.

Para o estudo, os cientistas usaram uma forma de treinamento de reforço positivo para ensinar quatro cães da raça beagle a distinguir entre amostras de sangue normais e amostras positivas para câncer de pulmão.

Três cães identificaram o câncer de pulmão corretamente em 97% das tentativas. “Esse trabalho é muito emocionante porque abre caminho para novas pesquisas, que podem levar a novas ferramentas de detecção de câncer”, disse Junqueira.

Condeúba: Realizada a “V Conferência Municipal de Saúde”, no GE. Pálace Club

Por Oclides da Silveira

Plenária da “V Conferência de Saúde” onde se fizeram presentes Gestores, Trabalhadores e Usuários da Saúde

Deu-se início a abertura da “V Conferência Municipal de Saúde”, nesta quinta-feira dia 4 de abril de 2019 às 20h30min., realizada no GE Pálace Club, os trabalhos prosseguiram nesta sexta-feira, com o Grupo da Melhor Idade fazendo a animação inicial. Depois deu sequencia com a seguinte programação: Às 8h20min. Exibição de vídeo (História do SUS) com a Comissão de Articulação. Às 8h30min. Palestra Magna com o tema SAÚDE E DEMOCRACIA, palestrante Ana Carla dos Apóstolos. Às 9:00 horas trabalho em grupos de acordo com os Eixos temáticos: Eixo I Saúde como Direito. Eixo II Consolidações do SUS. Eixo III Financiamento do SUS. Equipe de Facilitadores e Relatores. Continue lendo Condeúba: Realizada a “V Conferência Municipal de Saúde”, no GE. Pálace Club

DIREITO SOCIAL

Por Antônio Santana

Membro do Conselho de Saúde de Condeúba – Antônio Santana

O Conselho Municipal de Saúde de Condeúba em parceria com a Secretaria de Saúde, realizam hoje e amanhã, 04 e 05 de abril de 2019, a V Conferência Municipal de Saúde, com abertura hoje, quinta-feira, às 19h, no GE Palace Clube Pereira. Uma ótima oportunidade para discutirmos os problemas da nossa saúde, propor sugestões, elogiar, ou criticar ações que você cidadã e cidadão julgar necessárias para a melhoria no atendimento médico hospitalar.

A conferência é o espaço democrático onde possibilita discutir as políticas públicas, em prol da manutenção e ampliação do financiamento do Sistema Único de Saúde-SUS. A população através dos organismos que compõem a Sociedade Civil Organizada, como por exemplo, as igrejas, os sindicatos, as associações de moradores e rurais, dentre outras instituições do município.

No entanto, de nada adianta falar ou criticar sem participar desse momento que é de inteira responsabilidade do povo condeubense, não sendo atribuição apenas do Poder Público Municipal de Condeúba-Bahia.

O Conselho Municipal de Saúde, agradece a compreensão de todos.

Um abraço fraterno!
Antônio da Cruz Santana,
Membro Titular do Conselho.