Arquivos da categoria: Internacional

Brasil: Pelé recepcionado na Russia como um verdadeiro Rei

Por Marittza

Edson Arantes do Nascimento – Pelé

As pernas que marcaram centenas de gols, derrotaram as melhores defesas do futebol mundial, levaram-o ao topo do mundo como rei, hoje não conseguem levá-lo ao centro de campo para uma simples representação inicial de Copa.

Pelé chega à Rússia de cadeiras de rodas, é recebido efusivamente por Putin, ganha um beijo do ex-desafeto Maradona e um sorriso de Gordon Banks, autor provavelmente da maior defesa de uma cabeçada sua. É a vida com começo, meio e fim.

Cada um tem seu destino.. uns com muitas alegrias, outros com muitas tristezas. Mas no final, aprendemos com a vida que só temos uma certeza: nem uma e nem outra são eternas.

Por isso, aproveite cada minuto para fazer o bem, deixando exemplo para os que ficam.

Condeúba: Rumo ao Selo Unicef – edição 2017-2020

ProfºAgnério Souza

Criado o Núcleo Intersetorial para ação dos trabalhos rumo ao Selo Unicef – 2017 a 2020

O município de Condeúba aderiu à emissão do Selo Unicef edição 2017-2020, e, para isso ficou nomeada como articuladora a Professora Elenita Pereira Duarte de Oliveira. O Selo é uma iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância – UNICEF voltada à redução das desigualdades e à garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes previstos na Convenção sobre os Direitos da Criança e do Adolescente.

O trabalho para a conquista do Selo envolve três grandes secretarias municipais: Educação, Saúde e Ação Social por meio do Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA. Mas, também envolve outros setores públicos e a sociedade civil organizada em seus diversos órgãos.

Recentemente foi criando o Núcleo Intersetorial para trabalhos com o selo. Compareceram diversas pessoas na Secretaria de Educação e sobre a direção da articuladora, começamos os preparativos para essa conquista com a formação do referido Núcleo. Fizeram-se presentes os insignes membros: Aildo Santos, José Ernesto, Josué de Léia, Marinalda Batista, Darinalda do CMDC, Wanderley Viana, Érique Procópio, Maria da Conceição do Conselho Tutelar, Cristiana Neves, Antônio Medonho Vieira, Gyane Fernandes, Maria Neres Brito, Paulo Henrique, Weder Spínola e Agnério Souza. O Núcleo será legalizado com Decreto do Executivo.

Um dos grandes objetivos do Selo é garantir políticas especializadas para crianças e adolescentes excluídos da sociedade. Como também garantir políticas sociais para crianças e adolescentes vulneráveis. Não está descartada a prevenção às formas extremas de violência, como também o engajamento e participação dos cidadãos no seio da sociedade. Continue lendo Condeúba: Rumo ao Selo Unicef – edição 2017-2020

15 de junho, Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa

São muitas as formas de violência contra a pessoa idosa: maus-tratos físicos e psicológicos, coação, exploração econômica, negligência, restrição de liberdade, dor.

A violência contra idosos é considerada um fenômeno mundial. Não são raros casos de idosos agredidos por quem deveria cuidá-los. Essas violações acontecem, geralmente, com idosos dependentes de cuidados especiais, que não têm mobilidade, que estão enfermos ou perderam as forças para lutar.

Neste cenário, que infelizmente tem atravessado gerações, foi criado em 2006 o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa. Uma iniciativa da Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa e da Organização das Nações Unidas, com o objetivo de criar uma consciência social e política da existência desse tipo de violência, e disseminar a idéia de não aceitá-la como normal.

A população idosa cresce e se diversifica em vários países. E no Brasil não é diferente. Estudos indicam que até 2050 haverá duas vezes mais idosos do que crianças no País. É preciso garantir um envelhecimento digno e pleno.

É fundamental lançar um olhar mais atento, mais apurado a este tipo de violência permanente: mais de 80% dos casos de violência contra idosos acontece dentro de casa, onde os cuidados são negligenciados.

O Brasil possui um conjunto de leis – como o Estatuto do Idoso –, além de dispositivos e ações interdisciplinares, que promovem o envelhecimento saudável e asseguram o cumprimento de direitos garantidos por lei; participação social e cuidados de atenção especial à saúde.

A pessoa idosa merece ser bem tratada, e isso não pode e nem deve ser encarado como um simples favor, mas como dever de todos.

RESPEITAR O IDOSO É RESPEITAR O NOSSO PRÓPRIO FUTURO

Por: CliC101

Rio de Janeiro: Maratona Internacional, Condeúba esteve presente e foi ao pódio

Por Oclides da Silveira

Valente Carlão Maratonista

Correndo na Maratona Internacional da Caixa Federal no dia 3 de junho de 2018, mesmo com um pequeno incidente ocorrido no percurso que resultou num tombo, o Atleta Carllão Maratonista chegou no seu objetivo que seria fechar os 42 kms., entre os três colocados da categoria. Assim sendo, Carlão assegurou sua vaga para disputar a Maratona de Buenos Aires em Outubro deste Ano. Carlão chegou em 2º lugar nesta Maratona que ele correu representando a Caixa Econômica Federal no Rio de Janeiro. Carlão completou o 7º pódio em todas as Maratonas que ele participou lá no Rio.

Carlão Maratonista agradece o apoio e o incentivo de sempre que ele tem recebido dos comerciantes de Condeúba, da Prefeitura através das Secretarias Municipais de Transportes, Cultura Desporto e Lazer,  da Rádio Liberdade FM e do Jornal Folha de Condeúba. Continue lendo Rio de Janeiro: Maratona Internacional, Condeúba esteve presente e foi ao pódio

Dia Internacional do Meio Ambiente: Verdade! CADÊ O VERDE?

Antônio Santana

O verde bonito do mar
O verde da árvore que não quer brotar
O verde que seca e me faz chorar
O verde que não vejo mais ventar.

O verde que não quer nos deixar
O verde que não quer nos matar
O verde que plantei em algum lugar
O verde que não para de secar.

O verde que não sei preservar
O verde que cultivei ao chegar
O verde do velho sertão sem mar
O verde que faz o homem trabalhar.

O verde que faz o homem desmatar
A terra que não tem culpa de secar
O vento que não para de ventar
E a chuva que não impede a seca de aumentar.

Antônio Santana, poeta. Condeuba, BA.

Significado e história do 1° de maio, Dia do Trabalhador

da Redação
Pesquisa: euronews.
Por Maria João Carvalho1 de maio é o Dia do Trabalhador, data que tem origem a primeira manifestação de 500 mil trabalhadores nas ruas de Chicago, e numa greve geral em todos os Estados Unidos, em 1886.

Três anos depois, em 1891, o Congresso Operário Internacional convocou, em França, uma manifestação anual, em homenagem às lutas sindicais de Chicago. A primeira acabou com 10 mortos, em consequência da intervenção policial.

Foram os factos históricos que transformaram o 1 de maio no Dia do Trabalhador. Até 1886, os trabalhadores jamais pensaram exigir os seus direitos, apenas trabalhavam.No dia 23 de abril de 1919, o Senado francês ratificou as 8 horas de trabalho e proclamou o dia 1º de maio como feriado, e uns anos depois a Rússia fez o mesmo.

No Brasil é costume os governos anunciarem o aumento anual do salário mínimo no dia 1 de maio.

No calendário litúrgico celebra-se a memória de São José Operário por tratar-se do santo padroeiro dos trabalhadores.

Em Portugal, os trabalhadores assinalaram o 1.º de Maio logo em 1890, o primeiro ano da sua realização internacional. Mas as ações do Dia do Trabalhador limitavam-se inicialmente a alguns piqueniques de confraternização, com discursos pelo meio, e a algumas romagens aos cemitérios em homenagem aos operários e ativistas caídos na luta pelos seus direitos laborais. Continue lendo Significado e história do 1° de maio, Dia do Trabalhador

Estes cinco hábitos aumentam sua expectativa de vida em mais de uma década


Manter cinco hábitos saudáveis pode acrescentar mais de uma década à expectativa de vida, de acordo com um novo estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, e publicado nesta segunda (30) no periódico Circulation.

Os cientistas analisaram dados de mais de 123 mil pessoas, colhidos em um período de 30 anos, em média. Eles observaram como a mortalidade poderia ser afetada por cinco fatores de estilo de vida:

[ x ]
– Não fumar;
– Baixo índice de massa corporal (18,5 a 24,9 kg/cm²);
– Pelo menos 30 minutos ou mais por dia de atividade física moderada a vigorosa;
– Ingestão moderada de álcool (por exemplo, até cerca de uma taça de vinho de 148 ml por dia para as mulheres, ou até duas taças para os homens);
– Dieta rica em frutas, legumes e grãos integrais e pobre em carne vermelha, gorduras saturadas e açúcar.

Veja também:
Uma hora de qualquer tipo de exercício por dia faz você viver mais
Fonte da juventude: cortar calorias reduz efeitos do envelhecimento
Solidão é um dos maiores medos e questões da velhice; como lidar?
Ao calcularem a expectativa de vida média dos participantes, perceberam uma diferença drástica entre quem mantinha os cinco hábitos saudáveis e quem não. Para os participantes do estudo que não adotaram nenhum dos fatores de estilo de vida de baixo risco, por exemplo, os pesquisadores estimaram que a expectativa de vida aos 50 anos era de mais 29 anos para as mulheres e 25,5 anos para os homens.

Mas para aqueles que adotaram todos os cinco fatores de baixo risco, a expectativa de vida aos 50 anos foi projetada para mais 43,1 anos para as mulheres e 37,6 anos para os homens. Em outras palavras, as mulheres que mantiveram todos os cinco hábitos ganharam, em média, 14 anos de vida, e os homens ganharam 12 anos, em comparação com aqueles que não preservaram hábitos saudáveis.

O estudo se concentrou na população americana, mas os autores dizem que as descobertas se aplicam a grande parte do mundo ocidental. “Este estudo ressalta a importância de seguir hábitos de vida saudáveis para melhorar a longevidade na população”, disse Frank Hu, presidente do Departamento de Nutrição da Harvard Chan School e autor sênior do estudo. “No entanto, a adesão a essas práticas é muito baixa. Portanto, as políticas públicas devem colocar mais ênfase na criação de ambientes saudáveis, para apoiar e promover uma dieta e um estilo de vida melhor.”

Uma em cada 8 espécies de aves está ameaçada de extinção, diz estudo

A ararinha azul desapareceu de seu habitat natural no final do ano 2000 – Foto: ICMBio

Uma em cada oito aves está ameaçada de extinção no mundo. Das 11 mil espécies catalogadas, 40% podem desaparecer do planeta, segundo estudos da BirdLife Internacional, organização não governamental (ONG), que há cinco anos pesquisa o tema. A estimativa é de que nos próximos anos 500 espécies desapareçam. O relatório, intitulado O Estado das Aves no Mundo – 2018 alerta sobre o risco de extinção global. Sem a intervenção dos defensores dos animais, segundo a ONG, 25 espécies de aves teriam sido extintas nas últimas décadas.

De acordo com o relatório, sabe-se mais sobre as aves do que sobre qualquer outro grupo comparável de animais. Isso porque eles são fáceis de observar, sendo relativamente grandes e visíveis; a maioria está ativa durante o dia e podem ser facilmente identificados no campo, à distância. Por serem tão conhecidos e encontrados em praticamente todos os habitats, as aves servem como termômetro importante para as mudanças ambientais.

As ameaças estão relacionadas a extração de madeira, espécies invasoras como gatos e ratos, à caça e também a agricultura intensiva que utiliza produtos químicos, como agrotóxicos e pesticidas que afetam a biodiversidade. De acordo com o relatório, 74% das aves no mundo estão em sofrimento. Continue lendo Uma em cada 8 espécies de aves está ameaçada de extinção, diz estudo