Arquivos da categoria: Economia

Convênio para produção de mamona vai beneficiar mais de mil famílias no semiárido baiano

Foto: Ananda Porto/TG

Mais de mil famílias serão beneficiadas com o convênio que foi assinado para dinamizar a produção de mamona na região semiárida da Bahia. O investimento total é de R$ 2,5 milhões. Ao todo, serão 6.600 hectares plantados, com uma produção de 500 quilos de mamona por hectare, ao ano.

O convênio é entre a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à SDR, e a Cooperativa Mista de Produção, Aquisição e Serviço, do estado da Bahia (Coopersertão), no âmbito do projeto Bahia Produtiva.

A expectativa é que, com a implantação do projeto, o aumento da produção seja de 30%, com ações que incluem desde a produção de sementes certificadas, que serão distribuídas aos beneficiários; o uso do trator, com implementos agrícola; a construção de galpões, para armazenamento da produção; e a utilização de equipamentos para o beneficiamento da mamona.

Além disso, terá um contrato para a comercialização da produção com a Petrobrás Bio Combustíveis. O documento foi assinado na última sexta-feira (9), na sede da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), em Salvador. O convênio irá beneficiar 1.100 famílias de cooperados e quatro entidades vinculadas, envolvendo jovens, mulheres, comunidades quilombolas, assentados da reforma agrária, que tem na mamona a principal fonte de renda.

A ação, que integra o Edital de Alianças Produtivas Territoriais, é voltada para o fortalecimento da produção de mamonas nos Territórios de Identidade Piemonte da Diamantina, Piemonte do Paraguaçu, Chapada Diamantina e Irecê, localizados na região semiárida da Bahia.

Seja Digital realiza Feirão Digital nesta quarta (14), sexta (16) e sábado (17) em Vitória da Conquista

Nos dias 14, 16 e 17 de novembro (quarta, sexta-feira e sábado), a Seja Digital realiza o Feirão Digital em Vitória da Conquista. A ação tem como objetivo facilitar o acesso da população aos equipamentos que possibilitam que televisores antigos recebam o sinal digital. No evento, além de encontrar aparelhos de televisão digital, antenas e conversores a preços mais acessíveis, a população poderá tirar dúvidas sobre o desligamento do sinal analógico de TV com os promotores da Seja Digital e realizar o agendamento para retirada do kit gratuito, distribuído às famílias que tem direito. O evento acontecerá na Praça Barão do Rio Branco, das 08h às 18h na quarta e sexta-feira e das 08h às 13h no sábado.

Em Vitória da Conquista e Barra do Choça, o sinal analógico de TV será desligado no dia 05 de dezembro e, após essa data, só será possível assistir à programação da TV aberta por meio do sinal digital. Para estar preparado antes da data-limite, é importante verificar se a antena já é digital e se o aparelho de televisão precisa de um conversor externo, aparelho que transforma o sinal digital em analógico e permite que a TV continue transmitindo a programação.

Se o aparelho for uma televisão de tubo, será necessário instalar um conversor de sinal. Se o televisor for de tela fina e não tiver o conversor embutido, também precisará de um conversor de sinal. Para ter certeza se o televisor já tem o conversor embutido, consulte o manual do fabricante

No Feirão Digital, a população também poderá verificar se têm direito ao kit gratuito, com antena digital e conversor com controle remoto. Ao todo, estão disponíveis mais de 57 mil kits para serem entregues na região. Por meio do número do NIS (Número de Identificação Social) é possível realizar o agendamento para retirar os equipamentos em um dos pontos disponibilizados pela Seja Digital.

Grana da aposentadoria ficará na mão dos bancos na nova Previdência

Mariana Carneiro
Folha de S.Paulo

O modelo de Previdência planejado pela equipe do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), prevê a permissão para que gestores da iniciativa privada administrem a poupança dos trabalhadores que optarem pelo novo regime de aposentadoria.

Bancos, seguradoras e até fundos de pensão de funcionários de estatais, como Petros (da Petrobras) e Previ (do Banco do Brasil), poderão se credenciar para administrar a grana dos trabalhadores que ingressarem no novo regime de Previdência, chamado de capitalização.

Essa opção só será possível para novos profissionais, que ainda não entraram no mercado de trabalho. Eles terão acesso ao sistema por meio da carteira verde e amarela, promessa de campanha do presidente eleito e que quer flexibilizar as leis trabalhistas, fazendo com que o negociado entre patrões e empregados prevaleça sobre direitos hoje previstos em lei. Apenas os direitos escritos na Constituição, como férias remuneradas, 13º salário e FGTS, estariam garantidos.

Crise financeira chega a 15 milhões de lares em 2018, diz estudo

Cerca de 15 milhões de famílias entraram em crise neste ano, enfrentando desemprego, inadimplência e dificuldades orçamentárias, segundo a nova edição do 360º Consumer View, levantamento realizado anualmente pela Nielsen, empresa que estuda consumidores em mais de 100 países. Com isso, o total de domicílios impactados pela crise subiu para 27 milhões neste ano, pouco mais da metade do universo total de 53 milhões de famílias pesquisadas.

De acordo com o G1, o levantamento, porém, não considera todo o território brasileiro. Segundo a Nielsen, a região Norte ficou de fora do estudo. Ao mesmo tempo, os números também mostram que 12 milhões de famílias saíram da crise neste ano. Outros 14 milhões de domicílios se mostraram imunes às turbulências financeiras.

O levantamento aponta que o número de lares que entraram em crise neste ano superou a parcela daqueles que deixaram as dificuldades para trás, Isso reforça, na visão da Nielsen, um cenário de “looping” (famílias entrando e saindo da crise) que gera “incertezas e dificuldades de forma mais duradoura”.

Prepare-se para pedir a aposentadoria em 2019

Fernanda Brigatti
do Agora

O governo Jair Bolsonaro (PSL) ainda não começou, mas o presidente eleito e seu futuro ministro da área econômica, Paulo Guedes, já se movimentam para uma reforma no sistema de aposentadorias dos trabalhadores brasileiros. Esse tipo de discussão causa apreensão nos segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), especialmente entre os que estão em vias de completar as condições mínimas para o pedido de benefício.

Enquanto essa tentativa de reforma da Previdência não avança e ganha contornos mais sólidos, o segurado que já estava de olho na aposentadoria pode se antecipar e deixar seu cadastro do INSS, o Cnis, em dia.

Períodos de contribuição com falhas, trabalho sem carteira e laudos de tempo especial incompletos são exemplos do que pode atrasar, reduzir e até impedir a concessão da aposentadoria.

Saiba ter aposentadoria maior antes de mudar o fator

Cristiane Gercina
do Agora

Os segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que já têm condições de se aposentar por tempo de contribuição –com 35 anos de pagamentos (homens) e 30 anos (mulheres)– devem se preparar para pedir o benefício o quanto antes.

O motivo é que a tabela do fator previdenciário mudará no dia 1º de dezembro.

Portanto, a atual valerá só até o dia 30 deste mês.

A mudança ocorre após o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgar a expectativa de vida dos brasileiros.

Como os cidadãos estão vivendo mais, a tabela do fator fica pior e traz um desconto ainda maior no benefício.

Segundo Newton Conde, da Conde Consultoria Atuarial, o segurado que adia o pedido e faz o agendamento após a nova tabela começar a valer terá que trabalhar, em média, 50 dias a mais para ter o mesmo valor de benefício.

Com isso, ele precisará pagar ao menos mais duas contribuições ao INSS.

IMPOSTO DE RENDA: Receita libera consulta ao sexto lote da restituição

Começou nesta sexta-feira, 9, a consulta ao penúltimo lote das restituições do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) 2018, que também reúne lotes residuais de 2012 a 2017. Os contribuintes podem acessar o site da Receita Federal (idg.receita.fazenda.gov.br) ou ligar para o Receitafone (146) a partir das 9 horas. O crédito em conta bancária será feito no próximo dia 16.

A restituição do Imposto de Renda ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la por meio da internet. Caso o valor liberado não seja creditado, o contribuinte pode ir a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 4004-0001 (capitais) ou 0800-729-0001 (demais localidades) para agendar o crédito em conta corrente ou conta poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Inflação sobe 0,45% em outubro, puxada por alta de alimentos

Foto: Reinaldo Canato/Veja

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 0,45% em outubro, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A alta foi pressionada pelo aumento de preços de alimentos e transportes.

É a maior taxa para o mês desde 2015, quando foi registrado aumento de 0,82%. O resultado mostra que o indicador ficou abaixo do índice de setembro, que foi de 0,48%. No acumulado do ano, o aumento foi de 3,81%, maior do que o registrado em igual período do ano passado (2,21%). Nos últimos doze meses, o IPCA acumula alta de 4,56%.

Os preços do grupo de Alimentação e bebidas aceleraram de 0,10% em setembro para 0,59% em outubro. O grupo Transportes desacelerou de 1,69% para 0,92% – ainda assim, os dois correspondem a 43% das despesas das famílias e contribuíram com cerca de 70% do IPCA do mês de outubro.

Ministério do Trabalho recupera R$ 4,1 bilhões devidos ao FGTS

A fiscalização do Ministério do Trabalho recolheu, nos três primeiros trimestres de 2018, mais de R$ 4,1 bilhões para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) por meio de autuações realizadas pela Secretaria de Inspeção do Trabalho (SIT). O resultado é 19% superior ao alcançado no mesmo período de 2017 – que totalizou R$ 3,43 bilhões de FGTS e de Contribuição Social – e 53 % superior ao valor de R$ 2,67 bilhões, arrecadado no mesmo período em 2016.

“Só de valores arrecadados em ação fiscal, ou seja, valores atrasados depositados pelos empregadores após o início da fiscalização, foram recuperados R$ 242 milhões em 2018”, ressalta o auditor-fiscal do Trabalho Jefferson de Morais Toledo. Ele informa que, a partir de novembro de 2019, por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), a prescrição do FGTS passará a ser de cinco anos, em vez dos 30 anos atuais. “Por esse motivo, a SIT vem realizando esforços para a modernização dos sistemas informatizados de fiscalização e para a capacitação dos seus auditores, e isso se refletiu positivamente nos resultados alcançados”, salienta.

O auditor-fiscal do Trabalho, explica ainda que o trabalho da Força-Tarefa de Fiscalização de Grandes Devedores de FGTS (FT-FGTS), foi constituída em fins de 2016 com o objetivo de fiscalizar os empregadores com maior indício de débito do país, tem contribuído para a melhoria dos valores alcançados. “A Força-Tarefa foi responsável por notificar e recolher cerca de R$ 1,4 bi de FGTS e Contribuição Sindical no período ressalta.

O auditor-fiscal esclarece ainda que, com o advento do e Social, a SIT está preparando alterações em seus sistemas de fiscalização, para que seja possível a realização de um acompanhamento ainda mais efetivo dos débitos do FGTS.

INSS vai liberar pagamento de 13º a partir de 26 de novembro

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) vai liberar o pagamento da segunda parcela do 13º salário para aposentados e pensionistas a partir do dia 26 deste mês. O depósito do abono natalino será realizado até o dia 7 de dezembro para os beneficiários do INSS.

A primeira parcela, correspondente a 50% do benefício, foi paga em agosto para os aposentados e pensionistas, somando 29,7 milhões de benefícios. Ao todo, foram pagos 20,7 bilhões de reais. O Imposto de Renda, se houver, será descontado da segunda parcela.

Quando o dinheiro for liberado, os beneficiários poderão realizar a consulta pelo site Meu INSS ou pelo aplicativo do órgão, onde as informações estão disponíveis em “Histórico de Crédito do Benefício”. Também é possível fazer a consulta em agências do INSS.