Arquivos da categoria: Cultura

AUMENTA NÚMERO DE PEDIDOS DE APOSENTADORIA NO INSS

Por Thiago Braga

Pesquisa recente aponta grande número de cidadãos com idade superior a 60 anos, dando entrada no pedido de aposentadoria. Segundo o Instituto Nacional do Seguro Social, (INSS), esse crescimento teve início em outubro de 2018. De lá para cá, o trabalhador corre contra o tempo, na busca por informações consideradas “chaves” sobre a Legislação atual. Mudanças já anunciadas pela rés pública, devem ganhar corpo e forma no primeiro bimestre deste ano. Consta no Diário Oficial da União (DOU).

O fator previdenciário, (aposentadoria), abate dois campos: idade e período de contribuição. Tabela: homens 60/35, mulheres 60/30. O chamado “Direito Adquirido”, sofre tais alterações, a partir de janeiro (agora). O movimento frequente de pessoas nos postos de atendimento, em todo país, decorre da nova regra. Nenhum direito a menos. Aqueles (a) que se aposentaram antes do mês 12 (doze), pelo regime antigo, ficam isentos de qualquer surpresa no banco de dados, (entrevista, juntada de documentos, ficha cadastral). Mantém o texto legal, “sem tirar nem pôr”.

Condeúba: Secretaria Municipal de Cultura, Desporto e Lazer realizou “II Encontro de Reis”

Por Oclides da Silveira

Terno de Reis da Fazenda Baixão liderada pelo mestre Juvenal Pardinho

Foi realizado neste sábado dia 29 de dezembro de 2018, o “II Encontro de Reis” do município, com início às 19h30min., o palco foi o excelente Anfiteatro de Arena Dom Homero Leite Meira, localizado na Praça Santo Antônio no Centro. Uma grande realização da Secretaria Municipal de Cultura, Desporto e Lazer que contou com apoio da Prefeitura, Secretaria de Educação, Departamento  de Transportes e Guarda Municipal.

A noite estava agradabilíssima para o desfile das Companhias de Reis no palco do Teatro de Arena que ficou lotado, o público compareceu em massa para prestigiar o grande vento, repetindo a dose do ano passado. A Folia de Reis comprovadamente é uma tradição que caiu no agrado popular, de tal forma que nos inspirou a criação da Lei que foi aprovada pela Câmara Municipal em 22 de março de 2018, incluindo a “Folia de Reis” como Patrimônio Cultural do Município, Projeto este que foi subscrito pelo vereador Reginaldo Nascimento.

Neste II Encontro de Reis houve a exibição de 5 Companhias, iniciando pela turma da Comunidade das Queimadas que esteve de forma brilhante com seus membros dando um show na pista. Em seguida foi a vez da turma do Olho D’água que é liderada por Antônio José Pereira que cantam com gaitas e mantém a tradição de cantar os Reis conforme consta na Bíblia a História do Menino Jesus. Continue lendo Condeúba: Secretaria Municipal de Cultura, Desporto e Lazer realizou “II Encontro de Reis”

Enigma

Por Nando da Costa Lima

Teve até casamento desfeito e várias separações só por causa dos laços familiares…

A briga entre os Silva da Silva e os Pranchão era a vergonha da cidade, tudo por causa de política. Eles já foram do mesmo partido, mas depois da história do banquete… Foi aquele banquete que separou as duas famílias que se suportaram por vários anos. Tem gente que fala que o lugar só não desenvolveu por causa da teimosia dos dois lados. Um conseguia uma verba, o outro ia lá e derrubava, era aquela velha politicagem de pé de moita.

O coroné Marculino Pranchão, em passeio por Conquista, escutou pelo serviço de alto-falantes do Milagroso que Getúlio ia passar pela região… O coroné voltou pro seu vilarejo no mesmo dia, se o “Home” (presidente) passasse por ali, com certeza passaria por sua casa. É aí que entra o banquete, preparado por um cozinheiro de Salvador. Só o bode que o coroné resolveu assar inteiro no rolete, e fez questão de ele mesmo assar. Queria caprichar, não era todo dia que aparecia um presidente. Deputado não, estes sempre quando apareciam era só matar uma dúzia de galinhas pra comitiva, tava tudo resolvido.

O banquete foi preparado com capricho, só que o presidente não passou nem por Conquista. Marculino ficou retado e mandou enterrar o bode inteiro, uma iguaria preparada para um presidente não podia ser consumida por gente comum. Foi aí que a oposição caiu matando: “Se enterrou o bode inteiro, é porque o bicho tava envenenado”. Desse dia em diante os Pranchão não tiveram sossego, e o bode virou uma lenda. Os contra falaram que nem andu nasceu onde o banquete foi enterrado. Já outros dizem que viram um bodão de dois metros e com olhos vermelhos… Só quem via essa aparição era os Silva da Silva e os bêbados da cidade. Foram essas crendices que fizeram o coroné enfartar mais de uma vez, nunca tinha passado tanta raiva na vida. Não podia botar o pé na rua, onde entrava via gente comentando sobre o bode. O velho ficou tão encabulado com o fato que acabou morrendo como “envenenador de banquete”, pra você ver até onde vai a ignorância. Até hoje, ninguém aceita um convite para comer na casa de algum Pranchão, e em tempo de “política de bate-boca”, a rivalidade supera tudo. É só ter uma eleição que os Silva da Silva aparecem com o couro de um bode em cima do palanque, e antes de todo comício o locutor conta a história do bode recheado com veneno…

A família Pranchão garante que os dois quilos de veneno pra rato que o coroné comprou na véspera de assar o bode foram usados na chácara que rodeava a casa dele, tava empestiada de ratos.

Na realidade, até hoje ninguém conseguiu provar se o bode tava ou não recheado com veneno… A dúvida cresceu ainda mais depois que um historiador descobriu e revelou que na casa do coroné Marculino Pranchão, nunca teve chácara.

Condeúba: Próximo sábado dia 29/12 acontecerá o II Encontro de Folia de Reis na sede

Por Oclides da Silveira

Essa é a Companhia de Reis do Baixão, fazendo seus ajustes para o “II Grande Encontro de Reis em Condeúba” no próximo sábado dia 29/12. No primeiro plano o Mestre Juvenal Pardinho na viola e seu filho Miro no pandeiro

Com vista ao “II Grande Encontro de Folia de Reis” que ocorrerá no próximo sábado dia 29 de dezembro na Praça Santo Antônio em Condeúba, as Companhias de Reis já começaram os ensaios. Na segunda-feira passada a Companhia de Santos Reis do Olho D’água que é liderada pelo Sr. Antônio José Pereira cantou após uma reza na Igreja localizada na Baixa da Furquilha.

Ontem dia 25 de dezembro feriado Natalino, foi a vez da Companhia de Reis do Baixão que tem como líder o Sr. Juvenal Pardinho. Eles fizeram o ensaio na residência do Sr. “Dãozinho” na própria localidade do Baixão.

Mais uma vez, o mestre Juvenal demonstrou total entrosamento e liderança sobre o grupo quando exibido sua contra-dança, um dos pontos alto e marcante da Companhia de Reis do Baixão, pela sua evolução constante e durante a cantoria, que traz em sua melodia lembranças de um recordado que fazia a saudosa dupla sertaneja Vieira e Vieirinha. Com essas grandes exibições, a Companhia de Reis do Baixão sempre tem sido muito aplaudida pelo público  que assiste o espetáculo.

Para o “II Encontro de Reis de Condeúba” que será realizado no próximo sábado dia 29/12, foi confirmado a presença de 8 Companhias de Reis, fato este que está prometendo verdadeiros espetáculos, não percam será a partir das 19:30 na Praça Santo Antônio no Anfiteatro Dom Homero Leite Meira.

Este ano a “Folia de Reis” aparece mais forte, pois, foi reconhecida pela Câmara Municipal como “Patrimônio Cultura do Município”. Esta foi uma luta deste Jornalista para que houve esse reconhecimento do Município. O Projeto foi subscrito pelo vereador Reginaldo Nascimento e aprovado no Plenário por unanimidade, na Sessão realizada em 22 de março de 2018.

Este evento será realizado com total apoio da Prefeitura de Condeúba, através das Secretarias Municipais de Cultura, Desporto e Lazer e da Secretaria de Educação e também do Departamento Municipal de Transportes. O evento será transmitido ao vivo pela Rádio Liberdade FM, Rádioweb Garcia e Facebook do Gilmar Garcia, com apoio da Rede Conect.

Segue vídeo abaixo de uma pequena prévia do que veremos no próximo dia 29/12. Continue lendo Condeúba: Próximo sábado dia 29/12 acontecerá o II Encontro de Folia de Reis na sede

CASO JOÃO DE DEUS

Por Thiago Braga

A 15 dias atrás, fomos surpreendidos com o “caso João de Deus”, famoso “milagreiro” em Abadiânia, interior de Goiás. O homem que se dizia dotado por poderes especiais, auxiliava na cura de dezenas de pessoas, vindas de várias partes do mundo. Grande era o movimento de gente, em “trânsito livre”, pelos corredores do centro espírita, na busca por respostas para enfermidade, doença crônica, família, casamento, perca de ente querido, etc. Vale dizer que crianças, jovens e idosos, passaram pelo tratamento espiritual, recebendo o lenitivo desejado. “A primeira vista”, dentro da paz e da harmonia presentes no lar.

O Mentor abusava sexualmente de mulheres indefesas, quando postas em seu consultório, (sala fechada), sujeitando – se aos caprichos dele. Elas tinham medo e receio de possíveis atitudes violentas. O silêncio, por vezes, escondia aquele momento de fragilidade, sofrido pelas vítimas, presas sob “quatro paredes”. Não exprimiam nenhuma reação. Há 04 décadas, ações dessa natureza, aconteciam no local. Mar de acusações. A polícia conta com 200 denúncias formais, além de relatos de supostas vítimas entre 09 e 60 anos de idade. A doutrina espírita, em nota, “repudia” tais atos praticados pelo médium, lembrando que os atendimentos não devem ser cobrados mas, feitos de modo solidário, acrescentando ao Kardecismo, três pilares fundamentais: caridade, união e partilha. Continue lendo CASO JOÃO DE DEUS

Mansidão

Por Valdir Barbosa

Valdir Barbosa

Sempre que posso, nos derradeiros anos deixo o aconchego de minha morada e atravesso a rua, para assistir, no Largo do Campo Grande, uma das efemérides mais brilhantes que ocorrem em Salvador. Instituída há vinte um anos, pelo iluminado Divaldo Franco, ali, homenagens são rendidas em louvor a PAZ.

O magnífico artista, músico, compositor, cantor, Nando Cordel abre as festividades, em seguida, plêiade de figuras oriundas de todos os credos – Espíritas, Católicos, Umbandistas, Evangélicos – manifestam suas ideias, em breves discursos cheios de sabedoria tratando do tema, por fim, uma cascata de argumentos derramados pela voz e vinda nas palavras do anfitrião brilham bem mais do que todas luzes, este ano adornando com rara beleza, a praça onde acontece o encontro encantando todos presentes, lhes pondo mergulhados em profunda emoção, imenso prazer, efusivo contentamento. No entremeio, personalidades e instituições recebem comendas, em função de ações por elas praticadas, beneméritos gestos que lhes dignifica e distingue, por isto, a homenagem pública. Continue lendo Mansidão

AGRADECIMENTO ESPECIAL: Caro amigo Oclides da Silveira

Por Antônio Santana

Quero lhe agradecer publicamente pela oportunidade que você me concede em divulgar sem nenhum custo financeiro o meu trabalho literário, bem como alguns textos e mensagens publicados no seu Jornal Virtual intitulado: “Jornal Folha de Condeúba”.

O parabenizo pelo excelente serviço prestado em nosso município, e que no ano de 2019, possamos ampliar esse nosso canal de comunicação e amizade.

Por isso, desejo-lhe um Feliz Natal e um Ano Novo cheio de realizações a você e família.
Que Deus nos abençoe!
Muito obrigado!
Um abraço fraternal!

Antônio Santana,
Professor e poeta.

Cultura Conquistense: Exposição Revelando Talentos está na Biblioteca Municipal José de Sá Nunes

                                                                       Fotos: SECOM | PMVC

O colorido tomou conta da entrada da Biblioteca Municipal José de Sá Nunes. As telas pintadas pelos alunos da rede municipal que participam da Oficina de Arte Revelando Talentos, realizada pela Secretaria Municipal de Educação e a professora e artista plástica Edméa de Oliveira, estão em exposição no espaço. A exposição é fruto do trabalho realizado ao longo do ano com mais de 60 alunos. As pinturas retratam cenários do cotidiano, do Sertão Baiano, figuras imaginárias e homenageia os estados do Nordeste, além retratar símbolos culturais e turísticos de Vitória da Conquista.

Com o apoio da Secretaria Municipal Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, a exposição fica na Biblioteca Municipal até o final de janeiro, de lá iniciará um roteiro por algumas escolas da Rede Municipal de Ensino, para ampliar a visibilidade dos trabalhos e incentivar que mais crianças se interessem pelas artes e pela pintura. A Biblioteca Municipal funciona de segunda à sexta-feira das 8 às 18 horas, na Avenida Jonas Hortélio, bairro Recreio. O projeto Revelando Talentos foi implantado pelo Governo Municipal com cerca de 30 alunos.

CEIA MAIS CARA

Por Thiago Braga

O esperado 25 de dezembro, traz o colorido do Natal, cheio de boas expectativas. Como é de costume, a data festejada pelo brasileiro, vai de encontro com a escolha de pratos, doces, geleias, iguarias, bebidas e afins. Tudo precisa “ser do bom e do melhor”. Desde o frango ao molho pardo, até o peru recheado com tomates avermelhados recém colhidos na horta. E o caldo suculento?! Leva tempero que requer novos cuidados, a exemplo do preparo, rendendo elogio ao “mestre cuca”. Mistura de cores, sabores e excelente paladar por parte do provador. Pela experiência na cozinha, a dona de casa, por certo, entende bem do assunto.

O banquete, no geral, toma parte da mesa atoalhada, com detalhes e/ou enfeites, inclusive, “panelas novas”, tiradas do guarda – louça. Se tornou hábito na maioria dos lares. A variedade de ingredientes, tenta “dar um toque especial” ao jantar que acontece meia noite. Grande lista de procura. Cada produto, preço médio. Varia de lugar em lugar, conforme gosto do freguês. O bacalhau português, teve aumento de 13,4%, em peixarias, supermercados, hortifrútis e feiras livres de todo o país. O azeite de oliva suave, alta de 11,2%. Larga margem de diferença com relação ao ano passado. Não rompe lastro financeiro do comércio. Valor líquido que segue tabela nacional.

Dentre os alimentos mais caros, podemos citar: charque, tainha, amêndoas, frutas cristalizadas, “castanha do Pará”, nozes, chocolate amargo, vinho tinto, feijão preto, sardinha, farinha de rosca, agrião, pêssego (vidro de conserva), espumantes, mostarda e outros. “Cear”, exige alguns ajustes, como atenção no momento da compra, a fim de não “pesar no bolso”. Por isso, a encomenda merece capricho, sem dispensar, é claro, a qualidade da refeição. Temos o brilho natalino, recebido com alegria no seio familiar. Ambiente de fado. Chuva de confetes. Momento ímpar! O amor vence qualquer desafio.

QUEM É JESUS?

Por Antônio Santana

Render graças ao Senhor
Pela sua manifestação.
Escute o Filho de Deus,
Que trouxe a salvação.
O Evangelho de João,
Que veio testemunhar
O batismo de Jesus,
Para a humanidade anunciar
A vinda do Filho do Homem,
Que prometera para o céu nos levar,
Para que um dia na glória de Deus,
Assim pudéssemos triunfar.
João Batista ao ser indagado pelos fariseus,
Assim os respondeu:
É o Messias lá do céu,
Que à Terra voltará
Para julgar os bons e os maus,
Que na vida souberam amar a paz.
Não sabiam se era Elias,
Ou se era o Messias.
Perguntaram para o profeta Isaías,
Se ele o conhecia.

Antônio Santana,
Escritor e poeta.
Condeúba – Bahia.