Arquivos da categoria: Brasil

Já que o assunto é racismo contra “pretos”

* Por Levon Nascimento

Coisa de pretoSe você pensa que não é racista, mas ainda usa expressões como “cabelo ruim” para se referir ao tipo comum de cabelo de pessoas afrodescendentes, repense suas frases e suas posturas. Não há cabelo melhor do que outro. Existe um padrão de beleza perverso, imposto culturalmente pela colonização europeia, e que precisa ser combatido com educação, para que a diversidade humana seja apreciada e valorizada em toda a sua extensão.

Caso você tenha dificuldade em falar qual é a sua cor de pele ou a de outra pessoa, preferindo eufemismos como morena, escurinha ou cor-de-chocolate, ao invés de dizer preta ou negra, também repense sua postura. Não há nenhum problema em ser negro, dizer que alguém é negro ou que tem aparência negra. A etnia negra é uma das várias que compõem a diversidade humana. Ser negro ou reconhecer que alguém é negro não pode significar um tabu, muitos menos rebaixamento. É tão natural quanto ser oriental (amarelo), indígena, árabe ou caucasiano (branco).

O defeito está em classificar o que é negro como negativo, inferior ou ruim, ou pior, retirar direitos, explorar e destruir a dignidade das pessoas por conta de sua cor de pele, cultura ou tipo de cabelo. Continue lendo Já que o assunto é racismo contra “pretos”

Justiça amplia grana dos atrasados da aposentadoria

Cristiane Gercina
do Agora

A Turma Recursal dos Juizados Especiais Federais em Pernambuco garantiu a um segurado o direito a atrasados maiores na aposentadoria, mesmo após o INSS alegar que o documento apresentado pelo trabalhador era novo e não havia sido analisado na concessão.

Desde junho, instrução normativa do instituto oficializou uma prática adotada pelo órgão nas revisões: quando há um novo elemento, os atrasados contam da data em que o documento foi apresentado.

No caso analisado, o trabalhador pediu a aposentadoria em 2015, mas teve o benefício negado sob a alegação de que ele não tinha o tempo total de contribuição.

URGENTE! Professor doutor levanta seríssimas suspeitas sobre a Redação do Enem 2017!

prof
Jeosafá Fernandez

Teriam sido os alunos das escolas privadas amigas da atual gestão do MEC pegos de surpresa”? Noutras palavras, o direcionamento (proibido em concursos públicos) do tema favoreceu quem?

DA REDAÇÃO | O professor doutor pela USP Jeosafá Fernandez levanta em seu blog seríssimas suspeitas sobre a prova de Redação do Enem 2017, cujo tema foi: “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil”.

Membro da equipe do 1º Enem em 1998, e integrante da banca de redação desse Exame em anos posteriores, Fernandez explica que o tema do Exame não foi — como reza as normas de concursos públicos — direcionado ao seu público-alvo — estudantes de Ensino Médio — mas sim a agentes públicos e pedagogos. Na prática, segundo se depreende do que diz o professor doutor, o MEC infringiu as normas de proposição dessa prova, o que pode ser passível de contestação por parte dos candidatos e até de anulação da mesma.

PRF apreende caminhão com R$ 12 milhões no Paraná

dinheiro-apreendido-prf-paranaFoto: Divulgação/PRF

Um caminhão carregado de produtos hortifrutigranjeiros, que seguia de São Paulo a Foz do Iguaçu (PR), foi apreendido na noite desta quinta-feira com cerca de 12 milhões de reais em espécie escondidos em sua carga. A apreensão, considerada a maior da história pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), foi feita na cidade de Campina Grande do Sul, na região metropolitana de Curitiba.

A descoberta da fortuna dentro do veículo ocorreu durante uma abordagem de rotina dos policiais e não foi motivada por denúncias. O caminhão foi fiscalizado enquanto transitava na BR-116, Rodovia Régis Bittencourt. Segundo a PRF, o motorista, que foi preso, alegou não saber da existência do dinheiro.

De acordo com ele, o destino da carga de alface e alho, entre outros, era Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná, cidade que faz fronteira com o Paraguai e a Argentina. De acordo com a Veja, os malotes foram levados para a sede da Justiça Federal na capital paranaense e estão sendo contados. A estimativa é de que os maços reúnam 8 milhões em notas de reais e 1,2 milhão em cédulas de dólar.

Petrobras reajusta gás de cozinha em 4,5% a partir de domingo

 

fogao-aceso-achei-sudoesteFoto: Lay Amorim/Achei Sudoeste

A Petrobras informou nesta sexta-feira que vai aumentar o preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) para uso residencial, o gás de cozinha – de botijões de até 13 kg – em 4,5%, em média, a partir da zero hora do próximo domingo (05).

De acordo com a estatal, o reajuste foi causado principalmente pela alta das cotações do produto nos mercados internacionais, influenciada pela conjuntura externa e pela proximidade do inverno no Hemisfério Norte.

A variação do câmbio também contribuiu, destacou a companhia em nota. “Como a lei brasileira garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados, as revisões feitas nas refinarias podem ou não se refletir no preço final ao consumidor. Isso dependerá de repasses feitos especialmente por distribuidoras e revendedores”, explicou.

O ajuste anunciado foi aplicado sobre os preços praticados sem incidência de tributos. Se for integralmente repassado ao consumidor, a companhia estima que o preço do botijão de 13 kg pode ser reajustado, em média, em 2%, ou cerca de R$ 1,21, “isso se forem mantidas as margens de distribuição e de revenda e as alíquotas de tributos”, destacou.

De acordo com a Veja, o último reajuste do gás de cozinha ocorreu em 11 de outubro deste ano. Na última quarta-feira, a companhia elevou o preço do GLP industrial em 6,5%.

José Dias e o UBER

Por Zé Dias

José-Dias com sua filha Bianca
José Dias com sua filha Bianca

“Ninguém teve pena das locadoras de vídeo depois da internet e do Netflix, das máquinas de datilografia quando surgiram os computadores, do Orkut depois do Facebook, dos orelhões quando inventaram os telefones celulares, das empresas de telefonia depois que inventaram o WhatsApp, das empresas que fabricavam fax quando agora é tudo resolvido por e-mail, dos classificados do jornal quando inventaram o OLX.
O Uber, oferece o que muitos dos taxistas não dão há muito tempo: dar um serviço individual, conveniente, barato e de qualidade.
Quantas vezes eu, ou algum de vocês já tivemos corridas rejeitadas por taxistas, simplesmente por não serem interessantes financeiramente? Quantas vezes não pegamos algum taxista grosseiro e sem educação? (sem generalizar). Agora os caras estão choramingando por causa do Uber e querem proibir algo que veio pra um benefício da sociedade?
Quantas pessoas tiram seu sustento disso? Em meio a uma crise, foram esses aplicativos que salvaram a vida de muitas famílias !!!!
Se poupe, me poupe, nos poupe!”
UBER:
“O dinheiro é meu e eu escolho que serviço usar! ”
Se você também é a favor do UBER copie e cole no seu mural!!!
#souafavordouber

Namorado de Fátima Bernardes recebeu doação de empresa investigada na Lava Jato

namorado-de-fatima-bernardes-recebeu-doacao-de-empresa-investigada-na-lava-jato1509790958Apontado como novo namorado da apresentadora Fátima Bernardes, o advogado Túlio Gadêlha recebeu R$ 50 mil da empreiteira Carioca Christiani-Nielsen Engenharia, nas eleições de 2014, de acordo com o site de prestação de contas do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Filiado ao PDT de Pernambuco, Gadêlha havia concorrido ao cargo de deputado federal, mas não foi eleito. Segundo o TSE, a empresa consta como uma das doadoras do Comitê Financeiro do PDT e teria recebido cerca de R$ 1,1 milhão. Desse montante, cerca de R$ 50 mil foi repassado à campanha do advogado.

A Carioca Engenharia é citada várias vezes na Operação Lava Jato e em seus desdobramentos, como no pagamento de propina no contrato das obras do Arco Metropolitano, do PAC Favelas e da Linha-4 do Metrô, no Rio. A construtora também aparece como uma das empresas que teria feito pagamentos no exterior aos ex-deputados Henrique Eduardo Alves e Eduardo Cunha, ambos do PMDB.

Em 2014, receber doações de empresas privadas para gastos de campanha não era uma prática ilegal. A reportagem entrou em contato com Túlio Gadêlha, mas não obteve retorno até a publicação do texto. Continue lendo Namorado de Fátima Bernardes recebeu doação de empresa investigada na Lava Jato

Rondonópolis: Gustavo Lima abandona palco após PM sem farda atirar para o alto

Guastavo lima                                                                            Foto: divulgação

O show de Gustavo Lima, em Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, na madrugada deste sábado (4), foi interrompido após o policial militar Raimundo Henrique Leal dos Santos, de 22 anos, que estava à paisana, se envolver em uma briga e realizar vários disparos para o alto.

Em nota enviada ao G1, a assessoria do músico disse que com 1 hora e 25 minutos de show o sertanejo foi alertado sobre alguns disparos e, por segurança deixou o palco, pedindo para que sua equipe fizesse o mesmo.

“Saímos de casa para levar alegria às pessoas, fico indignado com este tipo de atitude. Me senti confortado por saber que ninguém perdeu a vida”, declarou.

Outro policial, identificado como major Roosevelth Oliveira Escolástico, de 38 anos, deu voz de prisão ao soldado, que resistiu ao ser abordado e acabou baleado na perna pelo major. Não houve vítimas fatais no incidente. O show era uma das atrações do ‘Festival Rebouças’.

Portallapaoeste

Suspensão mínima da CNH passa a ser de 6 meses na quarta

Fonte: Veja/CDL (Conteúdo)
Pena mínima era de um mês pela regra anterior, substituída por determinação de lei federal; prazo máximo para primeira condenação permanece em um ano.carro_dividas1A partir desta quarta-feira, dia 1º de novembro, o prazo mínimo de suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para os motoristas que somarem vinte ou mais pontos sobe de um para seis meses. A alteração foi definida por uma lei federal em vigor desde novembro de 2016. O tempo máximo continua a ser de doze meses.

Como o motorista precisa ter cometido todas as infrações dentro do prazo de um ano para ser suspenso, só agora a nova penalidade passa a ser aplicada. Em caso de reincidência, o tempo mínimo aumenta de seis para oito meses, permanecendo o máximo em dois anos.

Segundo o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP), “o prazo total é estipulado de acordo com o histórico do cidadão e da gravidade das infrações que constam em seu prontuário”. Números divulgados pelo órgão apontam que as suspensões aumentaram em cerca de 50% no Estado de São Paulo se comparados os meses de janeiro e setembro de 2015 e 2017.