ALCOÓLICOS ANÔNIMOS: AMIGO NÃO DEIXA O OUTRO NA MÃO

A ideia dos Alcoólicos Anônimos nasceu pela vontade de um grupo de pessoas em combater esse mau chamado vício. O tratamento sempre é o melhor remédio. A roda de conversa atrai o participante, que se sente em casa, pois o mesmo é o alvo principal das atividades com duração de 6 meses à 1 ano. Esse mesmo trabalho tem sido de grande serventia para jovens, adultos e idosos perdidos no vício. Traz, à médio prazo, os resultados desejados pelo viciado, parentes e amigos. O apoio, sem cessar, desenha um novo amanhã.

Os Alcoólicos Anônimos, por sua vez, identifica as necessidades do sujeito, dando-lhe orientações sobre saúde, higiene, bem-estar, família, comportamento, senso crítico, conduta, lazer e diversão. Passa a entender os males provocados pela vilã (bebida alcoólica), tão presente em nossos dias. As reuniões buscam desenvolver o diálogo aberto, o uso da fala, as boas maneiras e a livre iniciativa do indivíduo em querer “sair do buraco”. Passa a entender os males provocados pela vilã (bebida alcoólica), tão presente em nossos dias. Por isso, trata com máximo cuidado os problemas gerados pelo consumo excessivo de álcool. Isso rende brigas, desafetos, ataques físicos e conflitos.

Todos, de fato, precisam abraçar essa causa. A união faz a força. A disciplina é a regra da casa. Nesse momento, o viciado tem toda atenção que merece, sentindo de perto o valor dos colegas nas horas difíceis. Enxerga com seus próprios olhos o efeito tóxico da bebida, desde um simples gole ao costume exagerado de beber. O dependente químico chega de um jeito, sai de outro, devido o acompanhamento realizado pelos profissionais. Há um custo mensal para cobrir os gastos com alimentação, estadia e compra de materiais. Cada caso é um caso. O primeiro passo é resgatar a auto estima. Vício tem cura.

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *