Arquivos diários: 14 de fevereiro de 2019

Condeúba: Morreu Antônio Valério de Sousa aos 72 anos de idade

Por Oclides da Silveira

Antônio Valério de Sousa aos 72 anos de idade

Morreu hoje dia 14 de fevereiro de 2019, às 12h30min., o Sr. Antônio Valério de Sousa aos 72 anos de idade, ele deixou viúva a Sra. Erzina da Rocha Moreira e as filhas Eliane, Eliede e Evaneide além de 7 netos e um bisneto. Seu corpo está sendo velado na residencia de sua filha Eliede Fazenda Cerquinha. Seu sepultamento será amanhã dia 15/2 no Cemitério Municipal da Cerquinha ainda sem horário definido.

Atendimento Funerária São Matheus

Nós do Jornal Folha de Condeúba deixamos nossos sentimentos à família enlutada por essa perda irreparável deste ente tão querido. Que o bom Deus o tenha ao seu lado para a eternidade. Descanse em paz amigo “Antônio” !!!

 

 

 

Vereador pode ter desviado mais R$ 1 milhão da prefeitura de Feira da Mata/BA.

O promotor de Justiça Dorival Joaquim da Silva requisitou à Polícia Civil instauração de inquérito policial para apurar denúncia de crime de peculato, supostamente cometido pelo vereador Josenício Macedo Pinto (PR), quando ocupava a função de Chefe dos Recursos Humanos, na prefeitura de Feira da Mata/BA., que tem pouco mais de 6 mil habitantes entre os anos de 2009 e 2016.

De acordo com a denúncia oferecida ao Ministério Público (MP), Josenício pode ter desviado cerca de R$ 1 milhão do Município em proveito próprio. O esquema teria sido montado nos dois mandatos do então prefeito Alex Ronan Viana Mota (PT).

Segundo o Folha do Vale, os valores depositados nas contas dos ex-funcionários eram sacados por Josenício, seus filhos, uma servidora identificada como Gislene Ribeiro Caldeira e correligionários, entre eles um agiota. Os ex-funcionários não tinham conhecimento de nada.

Flagrado em bar, ex-goleiro Bruno não poderá trabalhar fora da prisão

Foto: Bernardo Pombo e Luiz Cláudio Amaral

Flagrado em um bar na companhia de duas mulheres em outubro de 2018, o ex-goleiro Bruno Fernandes de Souza, condenado pela morte da modelo Eliza Samúdio, perdeu nesta segunda-feira, 11, o direito de trabalhar fora da prisão. Ele também pode ser transferido para uma cadeia de regime mais duro.

A decisão, tomada pela 1ª Vara Criminal e de Execuções Penais de Varginha (MG), considerou que Bruno cometeu falta grave e determinou que ele permaneça em regime fechado. A decisão judicial prevalece sobre o processo administrativo que apurou o caso, no qual o ex-jogador havia sido absolvido pela irregularidade.

A defesa dele vai entrar com recurso. Conforme o processo, Bruno foi flagrado na companhia de duas mulheres durante o horário de trabalho externo na Associação de Proteção e Amparo ao Condenado (Apac), de Varginha (MG), onde cumpre pena.

De acordo com a Veja, a Apac é um modelo de prisão humanizada em que os presos obedecem a regras menos rígidas que no sistema convencional. Um vídeo divulgado na ocasião mostra que havia uma lata de cerveja sobre a mesa, embora não deixe claro se Bruno estava consumindo a bebida.

Ele também teria usado um celular para marcar o encontro – o uso de celulares por presos é proibido. No processo administrativo aberto pela direção do presídio, Bruno foi absolvido.

Conforme a Apac, o ex-goleiro trabalhava com outros presos em uma obra ao lado da unidade e teria se encontrado com as mulheres durante a pausa para descanso. O espaço, mantido pela Associação Canaã, não tem características de bar, segundo a Apac. O Ministério Público do Estado não aceitou a conclusão e entrou com recurso.