Arquivos mensais: outubro 2018

Eleições 2018: “Temos que nos acostumar a viver com a verdade”, diz presidente Bolsonaro

O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) fez um duro discurso após ser proclamado vencedor da corrida eleitoral de 2018. O novo morador do Palácio da Alvorada afirmou nas redes sociais que o povo precisa se acostumar a “viver com a verdade”.

“Nós temos que nos acostumar a viver com a verdade. Não existe outro caminho se não a paz e a prosperidade. O povo tem o direito de saber o que acontece no seu país”, discursou, em uma live nas redes sociais.

Ele atacou os opositores. “Graças a Deus o povo entendeu perfeitamente. Alguém, sem um grande partido e sem fundo partidário, com grande parte da grande mídia criticando e me colocando muitas vezes em uma situação vexatória”, continuou.

“Não poderiamos continuar flertando com o socialismo, comunismo e o extremismo da esquerda. […] O que eu mais quero é, seguindo ensinamentos de Deus, ao lado da Constituição Brasileira, inspirado em grandes líderes mundiais e com uma grande assessoria técnicas, começar a fazer um governo no ano que vem que possa realmente colocar o Brasil em um lugar de destaque”, completou.

E bradou: “Temos tudo para ser uma grande nação”.

Condeúba/Dist. Mandaçaia: Final do Campeonato de Futebol Sub-20, o Time de Piripá sagrou-se campeão

Por Oclides da Silveira

Time de Piripá Campeão do Sub-20 de Condeúba 2018

Time de Mandaçaia Vice-Campeão do Sub-20 de Condeúba 2018

Fim do X Campeonato Sub-20 do município de Condeúba 2018, a disputa final foi realizada entre os time da Mandaçaia 1 X 1  Pirpá, no tempo normal. A decisão foi para os pênaltis e  Piripá venceu por 4 X 3 . O time do Mandaçaia havia vencido todos os jogos disputados e Piripá tinha perdido uma partida na primeira fase para o próprio Mandaçaia por 2 X 0.

O  X Campeonato Sub-20 do Município de Condeúba terminou assim:
Campeão: Piripá
Vice Campeão: Mandaçaia
Terceiro colocado: Tiradinhos
Quarto colocado: Ajax Bahia

Premiação individual

Artilheiro: Victor- Piripá
Goleiro Menos Vazado: Edivaldo – Mandaçaia
Revelação: Sirllan – Ajax Bahia
Melhor Jogador: Welington – Piripá
Melhor Técnico: Joábio – Piripá
Melhor Jogador da Final: Tallis – Piripá

Seleção do Campeonato:

Melhor Goleiro: Sávio – Tiradinhos
Melhor Lateral direito: Jhônatas – Piripá
Melhor Zagueiro: Júnior – Tiradinhos
Melhor Zagueiro: Lameque – Mandaçaia
Melhor Lateral esquerdo: Elson – Piripá
Melhor Volante: Fabrício – Mandaçaia
Melhor Meio Campo: David – Mandaçaia
Melhor Meio Campo: Dener – Ajax Bahia
Melhor Meio Campo: Idalécio – Mandaçaia
Melhor Atacante: Victor – Piripá
Melhor Atacante: Elves Felipe – Mandaçaia Continue lendo Condeúba/Dist. Mandaçaia: Final do Campeonato de Futebol Sub-20, o Time de Piripá sagrou-se campeão

Eleições 2018: confira o que pode e o que não pode no momento da votação

Nos próximos domingos (28), os brasileirão votarão às urnas para o segundo turno das eleições 2018. Na oportunidade, será eleito o novo presidente do Brasil, além de governadores de alguns estados. Na Bahia, mais de 10,3 milhões de eleitores estão aptos para retornar às urnas e votar no segundo turno.

Para votar, eleitor precisa comparecer ao local da votação com com um documento oficial com foto ou ter o aplicativo e-título da Justiça Eleitoral no celular. Eleitores com biometria podem apenas apresentar o e-Título. Caso contrário, será obrigatório a apresentação do documento oficial com foto. Certidões de nascimento e casamento não são aceitas. O voto é obrigatório para brasileiros entre 18 e 70 anos e facultativo para analfabetos e jovens entre 16 e 18 anos.

Além disso, no momento da votação, algumas coisas são permitidas e outras não, conforme o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Confira:

O QUE PODE
Permitida a manifestação individual e silenciosa da preferência do eleitor por partido político, coligação ou candidato
Permitida a divulgação, a partir das 17 horas do horário local, das pesquisas realizadas no dia da eleição referentes aos cargos de Governador, Senador, Deputado Federal, Estadual e Distrital.
Os comércio poderão funcionar, desde que os estabelecimentos que funcionarem neste dia proporcionem efetivas condições para que seus funcionários possam exercer o direito e o dever do voto
Permitido levar uma “cola” com os números dos candidatos para a urna de votação
Permitida a fiscalização do partido ou coligação durante a votação na seção eleitoral.

PROIBIDO
Proibido ao eleitor portar aparelho de telefonia celular, máquina fotográfica, filmadora, equipamento de radiocomunicação ou qualquer instrumento que possa comprometer o sigilo do voto
Proibida, até o término da votação, a aglomeração de pessoas portando vestuário padronizado, bem como bandeiras, broches, dísticos e adesivos que caracterizem manifestação coletiva, com ou sem utilização de veículos
Proibido o uso, por mesários, fiscais partidários e servidores da Justiça Eleitoral, o uso de roupas ou objetos que contenham propaganda por partido, coligação ou candidato.
Proibida a publicação de novos conteúdos ou o impulsionamento de conteúdos de propaganda política na internet.
Proibido o uso de alto-falantes e amplificadores de som
Proibido a promoção de comício ou carreata
Proibida a boca de urna
Proibido impedir que um eleitor vote
Proibido distribuir qualquer tipo de propaganda eleitoral, como santinhos ou panfletos.
Proibido oferecer alimentos ou transporte de eleitores
Proibida a divulgação de qualquer espécie de propaganda de partidos políticos ou de seus candidatos e a publicação de novos conteúdos ou o impulsionamento de conteúdos nas aplicações de internet

Brasil fecha 40 mil leitos em dez anos, aponta pesquisa CNM

Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste

Um levantamento feito pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) aponta que em dez anos o Brasil perdeu 40 mil leitos. Sendo que 23.091 leitos hospitalares são da rede pública, o que representa seis vagas fechadas por dia. A redução de leitos atingiu principalmente a pediatria e a obstetrícia de hospitais públicos.

De acordo com dados do estudo, é importante destacar os diferentes comportamentos na comparação quantitativa separadas em dois grupos: leitos SUS e não SUS. Enquanto o primeiro teve mais fechamentos que habilitações, o segundo grupo mostrou um aumento de aproximadamente 18.300 unidades. Isso significa que os leitos públicos diminuíram mais drasticamente, o que leva ao resultado global de perda de unidades.

A taxa ideal de leitos é entre 2,5 e 3 leitos para cada mil habitantes, segundo Ministério da Saúde. A média nacional é de 2,1 leitos por mil habitantes. No entanto, enquanto os leitos da rede pública têm apresentado redução, os da rede privada aumentaram em 18,3 mil unidades.

Correios vão fechar 4.000 agências e abrir novos formatos de atendimento

Os Correios têm hoje 12.000 agências em todo o país. A meta da estatal é contar com 15.000 pontos de atendimento até 2021. Para chegar lá com as contas equilibradas, o plano da empresa prevê o fechamento de 4.000 agências convencionais e a abertura de 7.000 novos formatos de atendimento.

O presidente dos Correios, Carlos Fortner, diz que o plano de remodelagem está em linha com a mudança no tipo de serviços prestado à população. “Hoje, 55% da receita dos Correios vem das encomendas e 45% do envio de cartas. O serviço de cartas vem caindo 10% ao ano, tornando algumas agências obsoletas e ineficientes”.

Para que uma agência seja considerada eficiente, ela precisa realizar cerca de 270 atendimentos por dia. Fortner diz que algumas não realizam nem dez operações diárias e por isso precisam ser fechadas.

Pela lei, que garante aos Correios o monopólio do serviço postal, é preciso ter ao menos uma agência em cada um dos 5.570 municípios do país. Nas maiores cidades, precisará haver mais de uma para dar conta do serviço. “Mas nos pequenos municípios, em que há uma agência na cidade e outra no distrito, a do distrito acabará sendo fechada”, conta Fortner.

Segundo ele, a população não ficará desassistida, pois os serviços passarão a ser prestados por novos canais de atendimento, como agências modulares, localizadas dentro de pequenos comércios, agências móveis, além da instalação de lockers (armários) para envio e recebimento de encomendas.

Vitória da Conquista: Com R$ 200 milhões em dívidas, empresa Viação Vitória decreta falência

Foto: Rerodução/TV Sudoeste

Com dívidas que somam mais de R$ 200 milhões, a Viação Vitória, uma das duas empresas de ônibus do transporte municipal da cidade de Vitória da Conquista, na região sudoeste do estado, teve a falência decretada pela Justiça, na quinta-feira (25).

A empresa, que já não atuava no município há dois meses, passava por um processo de recuperação judicial – e fez uma proposta de um plano de recuperação, mas os credores não aceitaram. Ainda não foi definido como será realizado o pagamento das pessoas que têm dinheiro para receber da empresa.

Somente com rescisões de funcionários, a dívida soma R$ 9 milhões, segundo o Sindicato dos Rodoviários. De acordo com o G1, a empresa alegou,, não ter recursos para pagar funcionários que há três meses não recebiam salários, e até tentou retomar os trabalhos, mas não teve sucesso.

Após 5 meses, taxa extra na conta de luz será menor em novembro

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta sexta-feira (26) que, após cinco meses seguidos, a bandeira tarifária deixará de ser vermelha e passará a ser amarela em novembro. Com a decisão da Aneel, a taxa extra na conta de luz cairá de R$ 5,00 para R$ 1,00 a cada 100 quilowatts-hora (KWh) consumidos.

De acordo com a Aneel, apesar de os reservatórios das usinas hidrelétricas ainda apresentarem níveis reduzidos, houve queda no preço da energia no mercado a vista com o início da estação chuvosa.

TURMA DA MÔNICA FAZ 56 ANOS

Por Thiago Braga

A famosa estória em quadrinhos “Turma da Mônica”, criada por Mauricio de Sousa, tornou – se símbolo de humor, criatividade e diversão. Surgiu no ano de 1959, ganhando boa aceitação do público infantil. A personagem principal, uma menina de cabelo curto e largo sorriso, traz consigo pequeno coelho (bichinho de pelúcia). Além dela, Cebolinha, Magali e Cascão, “dão vida” à essa turminha cheia de energia, “juntos para o que der e vier”. A linguagem simples se resume numa narrativa leve, sem perder de vista o caráter educativo da proposta. Isso marca a existência da Turma da Mônica, tida como guia na formação da criança nas séries iniciais. Forte influência no processo ensino – aprendizagem.

Esse mesmo gibi conquistou gerações. Traz alegria para todos os pequeninos. Alvo de diversas campanhas publicitárias. Desta feita, mostra textos com fundo moral, inspirado no dia a dia das pessoas. Quem de nós, já despertou interesse em folhear as páginas da revista Turma da Mônica? Pois bem. O enredo mistura fantasia, realidade e o verdadeiro sentido das boas ações. O perfil clássico da “revistinha”, ainda guarda a ideia original: transmitir a chamada “animagens” ou animação pela imagem. Os leitores, por certo, se divertem com os “balõezinhos”, através do diálogo solto. Semeia a dúvida. Atiça a curiosidade. Envolve diferentes comportamentos a partir de cada situação, dependendo do momento / lugar. Por isso, resiste ao tempo, moldando o valor da educação, entendida como “a irmã mais velha” da democracia. Onde e como? Em cores, formas e risos.

Jornalista Paulo Nunes fala sobre democracia para alunos do Centro Integrado de Educação Navarro de Brito

Atendendo ao convite da professora Ivana, mestra da matéria de geografia do Centro Integrado de Educação Navarro de Brito, o jornalista Paulo Nunes proferiu uma palestra sobre democracia moderna, para uma platéia composta de alunos do primeiro ano do ensino médio, turmas B,C,D e E.
O jornalista passou a ideia para os jovens, que democracia é antes de tudo o respeito aos direitos que cada um tem, na sociedade moderna, mostrando que tais direitos, vão além do fato de que, de dois, em dois anos anos se realizam eleições e que, alguns tentam resumir democracia a tal fato, mas que a democracia vai muito além disso, principalmente em relação aos direitos à saúde, à educação, à moradia e notadamente ao direito de emprego e renda, além de um convívio respeitoso entre os segmentos sociais.
A palestra não tratou de viés político partidário, mas sim de política como ciência social, mostrando aspectos das reivindicações, das lutas das classes menos favorecidas, em relação ao domínio do capital. Aparteado por um aluno que questionou o aumento da passagem do ” BUZU”, realizado pelo prefeito municipal sem consultar à população e muito menos explicar, o palestrante entendeu como justa a reclamação e explicou que o aumento da passagem para R$3,80, deveu-se ao fato da prefeitura do município amparar o transporte clandestino na cidade e, com isso penalizando à população que utiliza o transporte legalizado, algo democraticamente incorreto. Continue lendo Jornalista Paulo Nunes fala sobre democracia para alunos do Centro Integrado de Educação Navarro de Brito