Arquivos diários: 26 de setembro de 2018

Jequié: Ajudante de pedreiro constrói automóvel e vira destaque na internet

Foto: Jequié Repórter

A criatividade de um jequieense tem repercutido bastante nas redes sociais. O ajudante de padeiro João Carlos projetou e deu início à construção do seu próprio meio de locomoção. Com um motor de 4 tempos, movido a gasolina, ele vem conseguindo colocar em prática o desejo de ter um veículo.

Segundo o jovem, morador do Bairro São Judas Tadeu, em Jequié, no sudoeste da Bahia, o modelo ainda deve passar por algumas adaptações, inclusive capota reversível, até a conclusão. Sem precisar exatamente quantos quilômetros consegue percorrer com o tanque cheio, que tem capacidade para 3,5 litros, a estimativa é de que o veículo possua autonomia para percorrer 70 quilômetros.

De acordo com o Jequié Repórter, foram utilizados no projeto barras de matalon, quatro pneus e jantes de bicicleta modelo aerocross, volante de carro e algumas engrenagens que permitem a arrancada e a frenagem do carro.

Justiça: Acusados de matar pai de santo por disputa de clientes são condenados a 12 anos de prisão

Cinco homens acusados de envolvimento no assassinato do pai de santo, Renildo Gonçalves de Jesus, em março de 2017, em Feira de Santana, a 100 km de Salvador, foram condenados a 12 anos de prisão em regime fechado.

O julgamento teve início 9h30 desta terça-feira (25) e só terminou por volta meia-noite, no Fórum Filinto Bastos, no município de Feira.

O crime aconteceu no distrito de Tiquaruçu, e teria sido cometido, segundo o G1, a mando de outro pai de santo, identificado como Thomaz Alves. Segundo os acusados, Renildo foi morto porque Thomaz estava perdendo clientes para ele. A versão foi confirmada pela promotoria durante o julgamento.

Os cinco condenados foram Antônio Marcos dos Santos Lima, Bernardo Simões das Virgens, Charlon Gabriel da Nóbrega Coelho, Tiago de Freitas Coutinho e Lázaro Jonas da Cruz Neto, que estavam presos no Presídio Regional de Feira de Santana.

O mandante do crime, que também chegou a ser preso na época das investigações, morreu de câncer em outubro de 2017.

A nora da vítima, Alessandra Bispo, disse que os acusados procuraram por Renildo durante vários dias antes do assassinato.

A vítima foi atacada a tiros na frente do filho e da ex-mulher na porta da casa onde morava. Segundo as investigações, os executores atiraram no pai de santo e, em seguida, fugiram do local do crime. A vítima chegou a ser socorrida e levada para um hospital da região, mas não resistiu aos ferimentos.

Em depoimento, os homens confessaram o crime e apontaram o pai de santo Thomaz Alves como mandante do assassinato. Ele foi detido no dia 21 de julho, mas negava o crime.

Artesanato usado como terapia no tratamento dos internos do Caps de Brumado

Foto: Lay Amorim/Achei Sudoeste

O artesanato tem sido uma grande ferramenta terapêutica utilizada para o tratamento dos internos assistidos pelo Centro de Atendimento Psicossocial (Caps) Monsenhor Fagundes, no município de Brumado. Todas as semanas são produzidas peças diversas de bonecas, peso para escora de portas, arte em vidros, panos de prato, flores artificiais, acentos aproveitando pneus e vários outros itens, todos confeccionados com materiais recicláveis.

As professoras de artes do Caps, Rofélia Castro e Vanusia Freitas relataram ao site Achei Sudoeste que a oficina tem cumprido o seu propósito principal, que é de ofertar o tratamento terapêutico aos assistidos. “Eles chegam logo cedo e aí se envolvem bastante com os trabalhos.

No momento em que estão desenvolvendo as artes eles cantam, contam causos, riem. O ambiente fica tão descontraído que no final do dia eles já terminaram as peças que começaram a fazer na parte da manhã”, disseram as artesãs. Na avaliação das professoras, a descontração também tem ajudado na qualidade das peças desenvolvidas, com ótimo acabamento e boa aceitação do público em geral. Continue lendo Artesanato usado como terapia no tratamento dos internos do Caps de Brumado

PONTO DE CULTURA VALORIZA CONDEÚBA – BA

Por Thiago Braga

Antigo Prédio da Intendência

O antigo paço municipal, hoje ponto de cultura, se acha de portas abertas para a comunidade. O bonito sobrado domina a paisagem com seu estilo antigo, visto em janelas arredondadas, sanca no teto, piso de taco e uma águia “pronta para voar” no alto do telhado. Olhado de longe, parece papel ondulado na cor marrom – canela. Toque de capricho e bom gosto. O passado condeubense ao alcance de todos.

Passou por algumas reformas no seu interior, como pintura, troca de lâmpadas e vazamento nas paredes. O prédio cede espaço à um pequeno acervo literário. Aliás o “cantinho do pensamento” oferece ambiente limpo e arejado. Um enorme retrato exibe “vista aérea” da cidade, dando boas vindas aos visitantes. Esse “casarão” é um endereço importante para Condeúba, no que diz respeito à história do lugar. Arte e cidadania morando juntas.

Saiba se preparar para o pedido de revisão no INSS

Fernanda Brigatti
do Agora (Reprodução)

A possibilidade de revisar o benefício previdenciário traz a esperança de aumentar o valor da aposentadoria, despertando o interesse de muitos segurados.

É importante ter em mente, porém, que o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) não é obrigado a reavaliar o processo do benefício somente porque o valor é baixo; é necessário comprovar que houve um erro no cálculo e qual foi.

Para aumentar as chances de conseguir um benefício maior, o segurado precisa se preparar muito bem, organizar documentos e elaborar um pedido que deixe claro o que ele está cobrando e o erro apontado.

Esse tipo de cuidado vai facilitar, ao servidor do posto, a compreensão do que o aposentado ou pensionista identificou.

Dois documentos ajudam muito nessa preparação. O primeiro é a carta de concessão.

Ela contém a relação dos salários usados no cálculo, os índices de correção dessas verbas e quais remunerações foram descartadas, já que o INSS considera somente os 80% maiores salários.

Nesse documento, já é possível ver se os salários usados pelo instituto são iguais aos que o trabalhador recebia.

Também é necessário ter o processo administrativo, que detalha a conclusão do servidor ao analisar cada documento incluído no cálculo.