Arquivos diários: 5 de julho de 2018

Brumado e Caculé em luto: Morre o seresteiro Romildo da Pax

As cidades de Brumado e Caculé estão em luto com o falecimento de Romildo Santos Roberto, popular Romildo da Pax. Romildo era um boêmio da música que se dedicou a cantar seresta nos bailes noturnos dos clubes e casas de shows da região. Em 1997, se tornou funcionário na Funerária Pax Nacional de Brumado, onde conquistou o respeito e a admiração dos proprietários e servidores em geral.

Romildo era o braço direito, conselheiro, considerado como um irmão pela proprietária da empresa, Perinalva Dias. Nascido em Caculé, no dia 15 de setembro de 1965, o seresteiro contraiu uma bactéria que causou complicações e o manteve internado na UTI do Hospital Professor Magalhães Neto, nos últimos dias.

Casado, pai de três filhos, Romildo se despede aos 53 anos de idade, deixando um legado de muita dedicação à família, exemplo no trabalho e a alegria de viver com a música. Ele recebeu homenagens da Pax Nacional, do Tiro de Guerra 06/024, da Câmara de Municipal de Vereadores e dos artistas, familiares e amigos de Brumado, Caculé e região.

Corpo de médico é encontrado esquartejado em cacimba de condomínio em Aldeia

Esposa e um dos filhos do casal são suspeitos do crime. Cadáver foi encontrado carbonizado e esquartejado na cacimba que ficava no terreno da casa

Por: Roberta Rêgo, do Portal FolhaPE

O médico Denirson Paes e a esposa, Jussara Paes

O corpo do médico cardiologista e advogado Denirson Paes da Silva, de 54 anos, foi encontrado esquartejado e carbonizado dentro de uma cacimba na casa onde morava, no condomínio Torquato Castro, na Estrada de Aldeia, em Camaragibe, Região Metropolitana do Recife, na tarde desta quarta-feira (4). A esposa, a farmacêutica Jussara Paes, e um filho do casal de 23 anos foram levados para prestar depoimento na Delegacia de Camaragibe no início da noite desta quarta e autuados em flagrante por ocultação de cadáver. A delegada Carmem Lúcia está encarregada do caso.

Segundo nota da Polícia Civil de Pernambuco divulgada no início da noite, a esposa do médico havia registrado um Boletim de Ocorrência, no último dia 20 de junho, sobre o desaparecimento do médico, alegando que a vítima teria viajado para fora do País e não retornado. “Durante as investigações, a delegada desconfiou da participação da mulher e de um dos filhos do casal, de 23 anos, no desaparecimento do médico e solicitou um mandado de Busca e Apreensão na residência da família”, informou a nota da Polícia.

Durante toda a tarde desta quarta, equipes da Polícia Militar isolaram o local para que polícia científica, bombeiros e Instituto de Medicina Legal (IML) pudessem atuar nas investigações. Para a retirada do corpo da cacimba, que tem cerca de 25 metros de profundidade e estava seca, foi necessário o auxílio do Corpo de Bombeiros.A ossada foi levada para o Instituto Médico Legal (IML), na área central do Recife, para coleta de material e envio para análise de DNA. Peritos criminais voltaram ao local do crime na noite desta quarta para colher material genético e usar o luminol, um composto orgânico usado para achar vestígios de sangue em cenas de crime. Eles passaram a tarde dentro da casa realizando as investigações. Continue lendo Corpo de médico é encontrado esquartejado em cacimba de condomínio em Aldeia

Condeúba: Morreu Luis Carlos Ribeiro Guimarães aos 55 anos de idade

Oclides da Silveira

Luis Carlos Ribeiro Guimarães aos 55 anos de idade

Morreu ontem dia 4 de julho de 2018, por volta das 18h35min., em Santo Amaro São Paulo,  Luis Carlos Ribeiro Guimarães aos 55 anos de idade. Luis Carlos era pintor de casas e estava trabalhando quando caiu do telhado de uma casa, não resistiu aos ferimentos foi a óbito.

Luis Carlos era genro do Sr. Fideles do Baixão, deixou viúva a Sra. Neusa Ribeiro Guimarães e os filhos: Leonardo, Sávio e Jéferson.  O corpo de Luis Carlos será transladado para Condeúba amanhã dia 6/7 onde será velado e sepultado no Cemitério Municipal da sede. Porém, o local do velório e horário do sepultamento ainda está indefinido.

Nós do Jornal Folha de Condeúba deixamos nossos sentimentos à família enlutada por essa perda irreparável deste ente tão querido. Que o bom Deus o tenha ao seu lado para a eternidade. Descanse em paz amigo “Luis Carlos”!!!

OAB de Conquista promove a palestra “Advocacia Pública: como me preparar e passar nos concursos públicos”

A Ordem dos Advogados do Brasil Subseção Vitória da Conquista, com apoio da Escola Superior de Advocacia (OAB/ESA), promove a palestra “Advocacia Pública: Como me preparar e passar nos concursos públicos” com o Advogado da União, Waldir Santos.

O palestrante é colunista de concurso do Jornal ATarde e autor dos livros: “Concurso Público – estratégias e atitudes” e “Mitos, lendas e mentiras sobre concursos públicos”.

A palestra abordará, dentre outros pontos, técnicas e macetes para aprovação em concursos públicos, notadamente na busca de despertar nos colegas advogados e advogadas da Subseção o interesse pelas carreiras da advocacia pública, consequentemente valorizando este importante segmento da nossa classe.

O evento ocorrerá no dia 05 de julho (quinta-feira), às 19h, no auditório da Subseção. As inscrições são gratuitas.

Inclua trabalhos antigos e antecipe a aposentadoria

Larissa Quintino
do Agora (Reprodução)

Os segurados com contribuições ao INSS antes de 1976 podem encontrar dificuldades em incluir esse períodos na hora de pedir a aposentadoria.

Por mais que os valores não entrem no cálculo, usar essas contribuições mais antigas pode garantir até mesmo a antecipação da aposentadoria.

Para isso, é preciso ter em mãos a documentação que comprove o tempo trabalhado.

Essa dificuldade ocorre porque, até 1975, o instituto considerava como registro apenas as anotações na carteira de trabalho.

Um ano depois, a Rais (Relação Anual de Informações Sociais) foi criada e, até hoje, as empresas são obrigadas a informar os dados dos funcionários ao Ministério do Trabalho.

Quem perdeu a carteira de trabalho, por exemplo, ou tem algum período sob suspeita pode ter dor de cabeça para garantir esse reconhecimento do período anterior à Rais.

Atualmente, o Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais) armazena esses dados antigos da Rais e, desde 1989, quando foi criado, é o principal documento usado na hora de conceder a aposentadoria.

46% dos usuários do cheque especial recorrem ao limite todos os meses

Fonte: CNDL/ CDL (Reprodução)

Pesquisa mostra que maioria não buscou outra alternativa de crédito antes de entrar no limite do banco; 63% desconhecem o valor dos juros cobrados. Uso foi destinado, principalmente, a cobrir imprevistos com saúde e pagar dívidas

Assim como o cartão de crédito, o cheque especial é uma das modalidades de crédito mais populares entre os consumidores brasileiros. Uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em todo o país revela que 17% dos consumidores recorreram ao cheque especial nos últimos 12 meses ― sobretudo as classes A e B (29%) ―, sendo que quase a metade (46%) possui o hábito de entrar todos os meses e 20% a cada dois ou três meses. Por outro lado, 80% afirmam não ter usado o limite neste período.

Seu uso teve como principais finalidades cobrir imprevistos com doenças e medicamentos (34%), quitar dívidas em atraso (23%) e realizar manutenção de automóveis ou motos (18%). Outros 17%, entraram no cheque especial por descontrole no pagamento das contas. A economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, alerta que o fato do serviço não exigir qualquer tipo de burocracia ou garantia acarreta no alto custo de uso. “Sem perceber, muitos entram no limite por achar que o recurso faz parte do seu saldo bancário. E no fim das contas, acabam pagando juros altos”, ressalta. Continue lendo 46% dos usuários do cheque especial recorrem ao limite todos os meses