Arquivos diários: 28 de maio de 2018

Projeto em Pirenópolis ajuda moradores de rua e pessoas carentes

O Projeto Abraçando Vidas da Prefeitura de Pirenópolis/GO., foi iniciando hoje 28/05 na Unidade de Saúde do Setor Estrela Dalva, e visa atender moradores de rua e pessoas carentes que residem em Pirenópolis com consultas médicas, exames de prevenção, psicólogo, nutricionista, fisioterapeutas, cortes de cabelos, além é claro da doação de roupas, sapatos, cobertas, lençóis, chinelos, e acompanhamento para internação voluntária.

Este projeto é feito em parceria entre a Prefeitura de Pirenópolis através da Secretaria do Desenvolvimento Social e Secretaria de Saúde, em conjunto com Pirenópolis Convention Bireau e ABIH, com o apoio do Vereador Isaías Cabeleireiro e do Vando cabeleireiro.

Brumadenses tomam as ruas e vão ao encontro dos caminhoneiros em protesto contra o preço dos combustíveis

Brumadenses tomam as ruas e vão ao encontro dos caminhoneiros em protesto contra o preço dos combustíveis

Assim como em todo o Brasil, a paralisação dos caminhoneiros se fortalece a cada dia. Mesmo com as consequências negativas, refletindo na falta de combustíveis e no desabastecimento em geral, a população deixa claro que o governo precisa entender que as reivindicações são justas e necessitam ser atendidas na sua plenitude. A prova disso, é que na tarde desta segunda – feira (28), uma convocação feita pela CDL e Comerciários, levou uma uma multidão a sair em caminhada do centro da cidade ao trevo da BR – 030, onde caminhoneiros se encontram parados em protestos contra os preços abusivos dos combustíveis.

Pessoas de todas as idades, sem manifestarem interesses políticos, marcharam mais ou menos três km até chegarem no ponto de concentração onde os caminhoneiros se encontram, neste protesto que já dura 8 dias. Continue lendo Brumadenses tomam as ruas e vão ao encontro dos caminhoneiros em protesto contra o preço dos combustíveis

Condeúba: Completa anos hoje o garotinho Milton Carlos Evangelista de Sousa Filho

Por Oclides da Silveira

Milton Carlos Evangelista de Sousa Filho ao lado do seu paizão o popular “Caquinho”

Completa 9 anos hoje dia 28 de maio de 2018, o garotinho Milton Carlos Evangelista de Sousa Filho, seu pai o popular “Caquinho” e sua mãe Vera Neres de Sousa, estão lhe desejando muitas felicidades, pelo bom filho que ele é, sempre muito cuidadoso, estudioso, garoto de ouro.

Nós do Jornal Folha de Condeúba desejamos muita sorte, paz e amor ao garotinho Milton pela passagem do seu aniversário. Que o Papai do céu ilumine sua vida com muito sucesso, parabéns “Miltinho”!!!

Condeúba: Morreu Ademar Francisco de Oliveira popular “Dema” aos 71 anos de idade

Por Oclides da Silveira

                                           Ademar Francisco de Oliveira popular “Dema”

Morreu hoje dia 28 de maio de 2018, por volta da 1h30min., da madrugada o Sr. Ademar Francisco de Oliveira popular “Dema” aos 71 anos de idade. Dema foi uma pessoa muito conhecida em Condeúba e região ele sempre trabalhou como empreiteiro de obras, acaba deixar um grande legado à sociedade condeubense.

Dema deixa viúva a Sra. Estelita com que teve 10 filhos, Ademildo, Elizeu, Denivaldo, Elias, Edson, Maisa, Marivalda, Ivone, Marilena (Lena) e Marta além de aproximadamente 20 netos. Seu corpo está sendo velado em sua residencia à Rua Ceará, nº 72 próximo da quadra do Divino. Seu sepultamento será hoje 28/5 às 20:00 horas no Cemitério Municipal de Condeúba.

Nós do Jornal Folha de Condeúba deixamos nossos sentimentos à família enlutada por essa perda irreparável deste ente tão querido. Que o bom Deus o tenha ao seu lado para a eternidade. Descanse em paz amigo “Dema”!!! 

PARTEIRAS

Antônio Novais Torres

A Parteira leiga tradicional, geralmente morava numa cidade pequena e executava os partos que ocorriam no local e na vizinhança. Não havia no local e nem por perto, médico para um atendimento ou procedimento adequado de saúde, só existia mesmo nas grandes cidades ou na capital, porém a classe pobre devido à condição financeira precária não recorria a esses profissionais acadêmicos, a solução para o atendimento era a parteira leiga.

Quando uma mulher ia “despachar”, contava com o apoio das mais experientes que a auxiliavam no trabalho de parto. Eram mulheres leigas que tomavam gosto pelo ofício, fazendo-se presente a todas as parturições que ocorriam no lugar. Diante desse conhecimento prático e de sua disposição passaram a ser chamadas para todos os procedimentos dessa natureza na região.

A fama tornou-se um referencial. Passaram a ser requisitadas em toda a região e eram acatadas como uma pessoa de “boa mão”. Quando surgia algum problema, este era resolvido com mezinhas (raízes e plantas), tratamentos caseiros, que sempre davam bom resultado. O chamado mal de sete dias, ou tétano umbilical, ocorria sempre na zona rural ou na cidade nas camadas pobres e desinformadas por falta de higienização adequada e a devida vacinação. Continue lendo PARTEIRAS

Artigo: A coisa está feia

José Medrado é líder espírita

É sabido e comentado por todos que o Brasil sofre um grande processo de polarização política. O povo se manifesta contra e a favor deste e ou daquele político. Um fenômeno mundial, é fato, mas nestas nossas terras tem se configurado um contorno perigoso, gerador de violência de grande monta. Foi assim que um ataque a tiros contra o acampamento Marisa Letícia, pró-Lula, no bairro Santa Cândida, em Curitiba, deixou dois feridos na madrugada do último sábado, 28. Um vídeo mostra um homem disparando dois tiros, um deles atingiu o pescoço de um homem, que ainda se encontra internado e uma senhora foi atingida por estilhaços. Grave, muito grave. O episódio a mim parece tão absurdo e surreal, que até imagino que possa ter sido uma desavença pessoal, que já seria um absurdo, imagino, no entanto, se for por questões partidárias, é o completo esvaziar de palavras para reproduzir indignação contra o que não aceita, partindo para o ataque homicida. É o enlouquecer da discórdia.

Estarrecedor, por outro lado, que não vi censuras veementes pelas redes sociais a esta barbárie. A bem da verdade, só aqui e ali…o que achei de grande preocupação, visto que os anti-Lula, ao que parece, viram como natural, como se fosse uma ação que reforçasse a posição dos contras.

De forma lamentável, ainda, vi, de grande infelicidade, a presidente do PT, senadora Gleisi Hoffman, sair por suas redes sociais culpando a Lava Jato, o juiz Sérgio Moro, a Globo pelo atentado. Ora, que registre a sua indignação, cobre investigação, mas fomentar mais ainda esse clima de beligerância não é bom para ninguém. E sem demagogia, ambos os lados – pró e anti-PT – estão acirrando a discussão.

Imagino como serão as eleições de outubro, caso um candidato ganhe, desagradando os seguidores do outro: será uma guerra campal, alimentada pela intolerância, o discurso de golpe, de farsa, de fraude? Essas lideranças não podem ficar jogando para a plateia de forma inconsequente, a fim de que não faça esta massa de intolerância crescer a ponto de não ser contida. Nada começa grande, tudo é processo de saturação, de crescimento do pequeno, do aparentemente sem consequência. É preciso mais responsabilidade e bom-senso por parte de todos e mais respostas contra esses atentados por parte da polícia.

* José Medrado é líder espírita, fundador da Cidade da Luz, palestrante espírita e mestre em Família pela UCSal.