Arquivos diários: 19 de abril de 2018

Geraldo Vandré lança livro com poemas na Paraíba nesta sexta-feira

Michele Marques

Geraldo Vandré – Autor da música “Para não dizer que não felei das flores”

Após fazer dois shows históricos na Paraíba, o cantor e compositor Geraldo Vandré lança agora em sua terra natal o livro “Poética”, de sua autoria. A obra, originalmente intitulada de “Cantos Intermediários de Benvirá”, teve sua primeira edição lançada no Chile em 1973, ainda durante o período do exílio do artista naquele país. Já “Poética”, a primeira edição brasileira da obra, será lançada nesta sexta-feira (20), às 19h, na Academia Paraibana de Letras, localizada na Rua Duque de Caxias, centro da capital.

O secretário de Estado da Cultura, Lau Siqueira, lembra que “as pessoas que não puderam assistir o recital dos dias 22 e 23 de março, agora poderão ter esse encontro com o poeta e ainda levar para casa uma obra de rara beleza”. O livro será vendido no valor de R$ 30,00 e quem não puder comparecer ao lançamento poderá ainda adquirir um exemplar da obra na própria APL, que funcionará como um ponto de venda aqui no estado.

A reedição de “Poética” é assinada pela A União Superintendência de Imprensa e Editora, do Governo do Estado da Paraíba, e, assim como a edição original, é composta por poemas escritos pelo “Mito da MPB”, Geraldo Vandré.

Recital “Música e Poesia da Capitania de Wanmar” – Nos dias 23 e 24 de março, Geraldo Vandré quebrou 50 anos de silêncio artístico ao se apresentar num recital histórico na Paraíba. A convite do Governo do Estado, e ao lado da pianista Beatriz Malnic, do violonista Alquimides Daera, da Orquestra Sinfônica e do Coro Sinfônico da PB, Vandré subiu no palco e cantou pérolas de sua carreira, como o hino da resistência ao militarismo “Para não dizer que falei de flores / Caminhando”, sendo ovacionado pelo público.

Foi, principalmente, por meio desta canção que Vandré se tornou o artista mais requisitado do Brasil e também alvo dos militares, que condicionaram sua volta ao país de origem ao preço de não mais cantar músicas de protesto. Como resposta, Vandré deu o seu mais absoluto silêncio artístico durante de cinco décadas e passou a ser conhecido como o “Mito da MPB

Iramaia: Homem morre após ser baleado acidentalmente por amigo durante caçada

Foto: Divulgação/PM

Um homem de 37 anos morreu após ser baleado acidentalmente por um amigo. O caso aconteceu na terça-feira (17), na cidade de Iramaia, a 189 km de Brumado, enquanto os dois caçavam. Segundo informações da polícia, o incidente ocorreu por volta de 12h, depois que a vítima e o amigo, um jovem de 18 anos, se afastaram na mata em que caçavam.

O jovem fugiu após o disparo. De acordo com o G1, agentes da 93ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) foram acionados e estiveram no local. Os policiais militares fizeram rondas na região, mas o jovem não foi encontrado. O corpo da vítima foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Jequié. O caso será investigado pela Polícia Civil de Iramaia.

Condeúba/Dist. Feirinha: Morreu o popular “Zé de Lixande” aos 80 anos de idade

Por Oclides da Silveira

Morreu ontem dia 18 de abril de 2018, às 23:00 horas José Antônio de Oliveira popular “Zé de Lixande” aos 80 anos de idade, filho único dos já falecidos Alexandre e Maria, era solteiro, ele que foi o primeiro gari do ainda Povoado, hoje Distrito de Feirinha. Zé foi por toda sua vida uma pureza de pessoa, extremamente humilde que nunca falou não, pra ninguém, ele era uma figura impoluta, muito servidor, procurava agradar todos em qualquer circunstância e sempre conseguia.

O corpo de “Zé de Lixande” está sendo velado na cachoeira onde ele morava ultimamente, seu sepultamento será hoje dia 19/4 às 16:00 horas no Cemitério Municipal da Comunidade do Grama – Distrito da Feirinha.

Nós do Jornal Folha de Condeúba deixamos nossos sentimentos à família enlutada por essa perda irreparável deste ente tão querido. Que o bom Deus a tenha ao seu lado para a eternidade. Descanse em paz amigo “Zé de Lixande”!!!

 

 

Prepare-se para ganhar mais na aposentadoria

Larissa Quintino
do Agora

O sonho da aposentadoria exige cuidados para que o trabalhador consiga ter uma grana a mais no futuro.

Porém, muita gente, além de desconhecer seus direitos, não se programa para parar de trabalhar.

Uma pesquisa do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) mostra que oito em cada dez brasileiros não se preparam para a aposentadoria.

Conhecer as regras do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) pode ajudar o trabalhador a ter um benefício melhor.

Há hoje dois tipos de aposentadoria: por tempo de contribuição e por idade.

Em ambos os casos, quem conseguir comprovar mais tempo de pagamentos terá uma aposentadoria melhor.

Na regra por tempo de contribuição, por exemplo, há o fator previdenciário. O índice é aplicado na média salarial de quem pede a aposentadoria e, normalmente, reduz o benefício.

Porém, com a fórmula 85/ 95, em vigor desde 2015, é possível fugir desse redutor e conseguir a aposentadoria integral.

A regra é simples: mulheres que atingirem 85 pontos, somando idade e tempo de contribuição, anulam o fator. Para os homens, a pontuação é de 95.