Arquivos diários: 17 de setembro de 2017

Condeúba/Dist. da Feirinha: Morreu Maria Aparecida de Jesus, conhecida por “America”

Por Oclides da Silveira

L U T O

Morreu na manhã de hoje dia 17 de setembro de 2017 às 06:00 horas, a Sra. Maria Aparecida de Jesus aos 87 anos de idade, ele era conhecida pelo nome de “America”. Ela era viúva e deixou dois filhos Manoel e Nenza além de cinco netos. America está sendo velada na sua residencia na Fazenda Grama e seu corpo será sepultado amanhã cedo às 07:00 horas no Cemitério Municipal do Grama.

 Nós do Jornal Folha de Condeúba deixamos nossos sentimentos à família enlutada por essa perda irreparável deste ente tão querido. Que o bom Deus a tenha ao seu lado para a eternidade. Descanse em paz Sra. Maria “America”!!!

Condeúba/Dist. da Feirinha: Santa Missa com Primeira Comunhão

Por Oclides da Silveira

duda 3
Padre José Silva com os Catequisandos

Distrito da Feirinha dia 17 de setembro de 2017, com início da Celebração da Santa Missa pelo Pároco José Silva Figueiredo às 15:00 horas, Nessa mesma Celebração houve a primeira Comunhão de 12 jovens que pela primeira vez eles tomaram a Eucaristia, dando assim, um importantíssimo passa na vida religiosa. Desses jovens tinha alguns do município de Cordeiros. As Catequistas Camila e Nalva apresentaram seus Catequisandos que concluíram hoje a primeira Comunhão que foram: Camila, Bruna, Rute, Nhayara, Maria Eduarda (Duda), Breno, Karla, Everson, Raíssa, Michele, Jamile e Eloysa. Continue lendo Condeúba/Dist. da Feirinha: Santa Missa com Primeira Comunhão

Itagimirim: Bando explode agência e faz moradores como reféns

 

agencia-bancaria-explodida-em-itagimirim-achei-sudoesteFoto: Lucas Paulo Monteiro da Silva/Arquivo pessoal

Uma agência do Banco Bradesco de Itagimirim, no sul baiano, ficou destruída após uma explosão na madrugada deste sábado (16). Testemunhas contaram que cinco pessoas que passavam pelo local foram feitas como reféns.

Segundo o site Radar 64, a ação ocorreu por volta de 2h e durou quase 20 minutos. A estrutura da agência, que é de madeira, ficou destruída. Imóveis vizinhos também sofreram danificações, como uma loja de confecções que teve a vidraça quebrada. Pelo menos nove homens participaram da ação.

Após as explosões, o grupo teria tomado a direção de Eunápolis, na mesma região, via BR-101. Até o momento, não há informações sobre o paradeiro da quadrilha nem da quantia roubada pelo grupo.

Gordini

Por Nando da Costa Lima

Nando-3E a roda foi formada no jardim da praça central, era ali que Teodoro, o solteirão, contava suas aventuras e matava o povo de inveja. Ele tava falando da vez que foi num cruzeiro na costa brasileira e pelo que ele contou, comeu o navio quase todo, até a mulher do capitão! Começou pegando as arrumadeiras, depois as noivas que estavam em lua de mel (17, segundo suas contas), duas viúvas e nove divorciadas. Pra um cruzeiro de dez dias, ele caprichou.

Um dia, Teodoro “das Cavada”, no meio de uma farra, anunciou que tava pensando seriamente em se casar. A mulherada da região ficou toda assanhada, teve até gente que terminou noivado e namoro. Todas sonhavam entrar na igreja e se tornar esposa do maior bom partido daquelas bandas da caatinga, o homem tinha até uma ruralzona Willys e já tinha um Gordini novinho na garagem pra presentear a noiva, é mole?! Teo não era o que se podia chamar de homem bonito, mas dava pro gasto. Era baixinho, branquelo, mas sabia fazer dinheiro. Era comerciante, criava bode e tirava leite de umas vaquinhas. Era o homem rico das redondezas. E é claro que pra casar teve que fazer umas compras na capital, inclusive uma dentadura com novinha e tudo.

Tinha o povo do contra, os invejosos que falavam que Teodoro não era homem para casamento, pois, além de beber muito, só andava acompanhado de macho. Parece que nunca tinha namorado sério. Quanto a ir pra cama com alguém, nisso ninguém se metia, era um problema particular que nem as putas comentavam. Mas ele era gente boa, até o puteiro funcionava em uma de suas residências e não pagava aluguel nem nada. Sendo assim, mulher nenhuma ia cair na besteira de comentar o desempenho dele na cama. Quando falavam, era pra elogiar. Tonhão, que administrava o puteiro, tava sempre elogiando o caráter e a humildade do amigo de vários anos.

Só que Tonhão era noivo da moça mais cobiçada do trecho, e até ela se entusiasmou com a notícia de que Teodoro estava querendo casar. Já pensou, o homem além de ter tudo, ainda ia dar um Gordini “novim”. Marycler tava pensativa, aquele negócio de ser noiva de dono de puteiro nem pegava bem pra ela… Tonhão foi quem primeiro notou que a noiva tava querendo dar de banda. E agora? Quando Marycler falou que tava pensando em “dar um tempo”, ele quase saiu do sério. O que o dinheiro não faz? Mesmo assim, tentou se conter e argumentou.

– Por que isso, minha linda? Nós sempre nos demos tão bem, até as alianças eu já encomendei.

Marycler estava irredutível, sempre quis ter um carro.
– Mas isso não quer dizer nada, nós ainda nem marcamos a data do casamento, da muito bem pra dar um tempo.

Tonhão, quando viu que a noiva não ia mudar de opinião, resolveu contar a verdade sobre Teodoro das Cavadas, só assim pra resolver aquele impasse. Não queria perder nem a noiva e nem a amizade, mas pelo visto ia ter que sair perdendo alguma coisa…

Marycler quase morre de raiva quando soube da verdade, se descabelou de ódio. Aquele sacana tava iludindo as moças da cidade só porque tinha dinheiro. Adeus Gordini, sem falar o tempo que ela perdeu com o mala do noivo…

Pra resumir a história, porque se eu for falar muito sobre o caso dos dois vão me chamar de homofóbico. Tonhão foi quem ganhou o Gordini!

Diretamente do Aeroporto de Roma o Bispo da Diocese de Caetité fala com exclusividade para a Folha de Condeúba

Bispo3
Dom Carvalho é recebido pelo Papa Francisco no Vaticano

Na quinta-feira (14), os novos bispos ordenados nos últimos doze meses foram recebidos pelo Papa Francisco na Sala Clementina, no Vaticano. Vinte bispos do Brasil participaram de um curso de formação no local, entre os quais o bispo de Caetité, Dom José Roberto Silva Carvalho. Na oportunidade, o Papa disse estar feliz por conhecê-los pessoalmente e aprofundar com os novos bispos a responsabilidade do ministério que receberam. O discurso do Pontífice se deteve no discernimento espiritual e pastoral. Diga-se de passagem que este foi o segundo encontro, pois, já houve aqui em Brasilia no primeiro curso onde foi tratado do mesmo  tema.

Áudio abaixo do Bispo Dom Carvalho para Folha de Condeúba: