Arquivos diários: 9 de junho de 2017

Condeúba/Dist. Feirinha: Dia dos namorados Escola Adelmário Pinheiro

DIA DOS NAMORADOS – REFLEXÃO – 8º ANO
ESCOLA ADELMÁRIO PINHEIRO – DISTRITO DA FEIRINHA

Namoro machãoNamoro significa a relação afetiva mantida entre duas pessoas que se unem pelo desejo de estarem juntas e partilharem novas experiências. É uma relação em que o casal está comprometido socialmente, mas sem estabelecer um vínculo matrimonial perante a lei civil ou religiosa.
No Brasil o Dia dos Namorados é comemorado no dia 12 de junho. Em alguns países, comemora-se no dia 14 de fevereiro, Dia de São Valentim.
Hoje em dia, em muitos casos o namoro não tem como objetivo o casamento. São namoros liberais e as relações tendem a ser mais abertas.
A charge acima traz um homem machista, que mesmo tentando agradar sua amada não conseguiu, pois sua visão em relação às mulheres está totalmente equivocada. O referido presente só confirma a sua ideia de que a mulher é para os serviços domésticos. Que absurdo!!!
A demonstração de amor requer mais do que beijos, sexo e palavras. Sentir- se amado é sentir que a pessoa está na mesma sintonia, amparando, protegendo-a, além de valorizar e caminhar juntos, ou seja, sendo cumplices no amor.
Portanto, os casais no dia dos namorados procuram ser mais carinhosos, proporcionando um ao outro um dia alegre, cheio de afeto, reacendo as chamas desse amor.

Autores: Bruna, Delaine, Emilly, Edinária, Erika, Josilene, Maicon, Roberta…
Diretora:Delma Vieira
Coordenadora: Patrícia Silva
Professora:Rosângela Meira (Rose)

 

Barra da Estiva: Idoso perde visão em um dos olhos durante assalto na zona rural

IgrejaUm idoso de 88 anos perdeu a visão em um dos olhos durante um assalto, na Fazenda Salinas, zona rural da cidade de Barra da Estiva, no sudoeste baiano. A ocorrência foi registrada na última quarta-feira (07), às 21h.

De acordo com familiares da vítima, três indivíduos armados com pedaços de madeira, desligaram o padrão de energia da casa e encapuzados invadiram o local. Os marginais fugiram levando R$ 70.

Segundo o Informe Barra, apesar da pouca luminosidade, a vítima ainda conseguiu pegar um facão para se defender. Um filho do idoso, que mora nas proximidades, ao perceber uma movimentação estranha foi ao local e já encontrou o pai ferido. Ele foi socorrido e encaminhado para uma unidade hospitalar.

Condeúba: A voz da Escola Tranquilino Torres

 

A VOZ DA ESCOLA TRANQUILINO TORRES
TURMA DO 9º ANO “C”

Virtual

O namoro virtual é um relacionamento que envolve e-mail, conversas por chat, mensagens de texto, entre outros.
O Brasil tem 35 milhões de solteiros e provavelmente 3,5 milhões destes solteiros e solteiras estão tentando a sorte com o amor nos sites de relacionamento virtual. O namoro online dá a oportunidade para que as pessoas encontrem novos amigos e paqueras, melhorem as habilidades no relacionamento, desde que seja confiável.
Porém, deve-se tomar cuidado com pessoas mal intencionadas que se posicionam atrás das telas com falsas identidades. Estas aproveitam da inexperiência de muitos, os quais se tornam presas fáceis e ACABAM SENDO VÍTIMAS das armadilhas virtuais, pensando que estão vivendo um verdadeiro “conto de fadas”.

Alunos: Artur Vieira, Ana Sara, Diego, Gabriel Rodrigues, Jean Jackson, Paloma
Diretora: Cleide Sousa
Coordenadora: Andreia Flores
Professora: Rosângela Meira

 

 

Condeúba: Aniversário 103 anos de Laurinda Maria de Novaes

Por Joandina Maria de Carvalho

Vó de Joandina
Dona Laurinda com a neta Professora Joandina Maria de Carvalho

                                                                  Fé, paz e muito amor

No dia 09 de junho de 1914 nasceu em Barra do Rio, próximo ao que hoje é o distrito de Alegre em Condeúba, Laurinda Maria de Novaes. Filha do Sr. José Rodrigues e de dona Everaldina, a menina Laurinda sempre foi muito dedicada e amorosa. Ajudou a cuidar dos irmãos e cresceu vivenciando histórias, que ela gosta de contar até hoje. Não apenas os netos e bisnetos a chamam carinhosamente de Dindinha. Quem a conhece sente que ela é uma graça.

Casou-se com José Martins de Carvalho e teve 9 filhos: Miguel, Laura, Antônio, os gêmeos João e Joaquim, Florenita, Sidronio, Maria e Sizino. Desde pequeno cuidou e trata como filho, José Sobrinho – o Zé Buriti. Dona Laurinda é uma matriarca que desempenhou papel fundamental na criação do povoado do Alegre. Na casa deles eram acolhidas inúmeras pessoas que vinham de diferentes lugares ou que iam de Condeúba para reuniões no povoado. Sempre incansável, ela ajudava a cuidar de todos com dedicação e carinho.

Com os pais e amigos da família aprendeu várias artes, como a de plantar e colher o algodão, fiar, tecer, fazer renda e outros bordados como o crivo, que ela praticou por muitos anos. Até pouco tempo atrás, tinha o costume de presentear as pessoas com uma toalhinha que ela mesma bordava. Até Dona Maria que morava no Rio de Janeiro, e que hospedou sua neta Joandina, nos anos de 2005 e 2006, ganhou uma toalha de lembrança. Essa, que também era arteira e tinha a mesma idade de dona Laurinda, dizia com orgulho: é uma lembrança da vó da Jô.

Foi com ela que sua neta historiadora desenvolveu o gosto pela história oral e pelo trabalho com memória de idosos. Lá do mato, quando tinha 12 anos, ela acompanhou a família na luta para esconder dos revoltosos, tendo em vista que a Coluna Prestes passou por Condeúba e atrás dela estavam a polícia baiana e jagunços de coronéis da Chapada Diamantina. Quem morava no campo sofreu mais. Apesar de certo trauma com os revoltosos, Dona Laurinda sempre falou deles como algo marcante. Era uma menina e foi encarregada pelos pais de cuidar de Jovita, a irmã caçula. “Foi um tempo duro minha filha.”

Do Alegre, dona Laurinda saiu poucas vezes para visitar parentes em São João do Paraíso, para atividades religiosas em Condeúba e por duas vezes foi a Bom Jesus da Lapa. Dessas poucas viagens, lembra com entusiasmo, sempre contou muitas histórias e ainda conta, apesar das limitações da idade. Ela é uma pessoa que gosta de viver. Na celebração dos seus 100 anos, em 2014, quando questionada pelo Pe. Gilvan sobre que outros desejos ela tinha para a vida, disse que era viver mais. Ela continua firme, com garra, fé e muito amor. Em 09 de junho de 2017, familiares e amigos que estão no Alegre ou distante, comemoram os 103 anos de muita vida. Parabéns Dindinha!!!