Arquivos diários: 7 de junho de 2017

Salvador/BA: Estudantes acusam professor de abuso dentro de escola

menorA relação entre alunos e professor que chamou atenção. Estudantes do turno vespertino de uma escola estadual no bairro de Tancredo Neves, em Salvador, acusaram um professor de assédio sexual dentro da instituição.

Alunas se reuniram com o professor de educação física em uma parte isolada do colégio com o propósito de fazê-lo assumir tais práticas e filmaram todo o ocorrido sem que o docente percebesse. Por se tratar de alunos que podem ser menores de 18 anos, o vídeo não será divulgado e as identidades não serão reveladas.

Em uma das cenas do vídeo recebido pela redação do BNews, uma estudante chega a pedir para ele parar de assediá-la e pergunta: “o senhor quer ter uma relação com a gente? ” Ele responde: “Quero”. A vítima, que teve o nome preservado, continuou: “eu vou te dizer uma coisa. Para de ficar pegando na gente, pegando na mão dela (apontando para a colega), pegando na minha mão, me abraçando… eu não gosto e ela não gosta”, explana. Elas ainda descrevem outras atitudes do professor com outras alunas, incluindo passar a mão nas pernas das garotas. Continue lendo Salvador/BA: Estudantes acusam professor de abuso dentro de escola

65% dos brasileiros não possuem reserva financeira

Fonte CNDL

Em março, 76% não conseguiram guardar dinheiro. Entre os poupadores, média geral reservada foi de R$ 502. Apenas 14% dos que poupam pensam na aposentadoria

poupar_dinheiroO Indicador de Reserva Financeira, calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) mostra que 65% dos brasileiros não possuem reserva financeira. Em março, 76% dos consumidores não conseguiram poupar, contra 19% que conseguiram guardar dinheiro.

Observando os dados por classe de renda, a proporção de poupadores foi maior nas classes A e B do que nas classes C, D e E. No primeiro caso, 37% pouparam, ante 60% que não pouparam. Já entre aqueles com menor renda, 13% pouparam, ante 80% que não reservaram nenhuma quantia. Apesar da diferença, em ambas as classes a maioria não poupou em março. Continue lendo 65% dos brasileiros não possuem reserva financeira

Vitória da Conquista: Servidores do Meio Ambiente são capacitados na área de paisagismo

site-18-598x399Durante toda esta terça-feira, 6, servidores do setor de paisagismo da Prefeitura Municipal e profissionais da área ambiental estão participando do curso de Capacitação de Produção e Manejo de Espécies Arbóreas. A atividade faz parte da programação da Semana Municipal de Meio Ambiente e está sendo ministrada no Módulo Luizão da Uesb.

Seis professores da Universidade estão conduzindo a capacitação. Temas como plantio, manutenção e manejo; arborização pública e urbana; controle de pragas e doenças; tipos de poda; manutenção de áreas verdes em nosso ecossistema; e a importância do paisagismo para a comunidade estão sendo abordados.

“A ideia é realmente trazer os problemas de Vitória da Conquista, o conhecimento e o benefício de cada espécie e como trabalhar com o reino vegetal como um todo”, explica a secretária de Meio Ambiente, Luzia Vieira. Sobre a contribuição da atividade para a prestação do serviço público, ela destaca: “Teremos jardineiros capacitados mais uma vez.”

A gerente de paisagismo do Horto Florestal, Ana Cláudia Passos, esteve entre os quase 50 servidores que participaram da ação. Ela ressalta que oportunidades como essa são de grande importância para atualizar a equipe.

“O pessoal é simples, trabalhador e humilde, que já tem experiência no paisagismo e sabe muito bem o que está fazendo. Mas esses detalhes que os professores estão citando são importantes até pra eles se contextualizarem sobre a importância do trabalho deles na cidade”, afirma.

Sanfoneiros ampliam campanha ‘Devolva Meu São João’ por mais espaço nos festejos juninos

sanfoneiros-devolva-meu-sao-joao-45Foto: Reprodução/Facebook

Os músicos Joquinha Gonzaga e Chambinho do Acordeon lançaram a campanha “Devolvam o nosso São João”, que denuncia uma descaracterização do São João nas programações dos festejos públicos. De acordo com o jornal Diário do Pernambuco, o manifesto, que ocorre nas redes sociais, conta com a participação de dezenas de músicos de diversos estados do Nordeste.

Portando cartazes de protesto, eles chamam a atenção para o espaço dedicado aos gêneros tradicionais em um dos principais festejos da cultura nordestina. O herdeiro do Rei do Baião, Joquinha Gonzaga acredita que os principais motivos para a perda de território nos festejos da época são a falta de aporte da iniciativa pública e as negociações com grandes empresas de entretenimento, que decidem as atrações.

No manifesto político-cultural, o músicos apontam que a desproporcionalidade entre artistas diretamente ligados aos gêneros tradicionais, como o forró pé-de-serra e o baião, e atrações de outros estilos e estados ocorre, em diversos festejos do país.