Arquivos diários: 14 de julho de 2016

Fugindo da seca, bois tomam rodovia da região Sudoeste

BoiadaA tragédia causada pela seca na região Sudoeste, infelizmente, acaba gerando algumas cenas bonitas, como a que foi registrada no município de Ribeirão do Largo na última terça-feira (12). Um trecho da BA 634 foi ocupado por cerca de 300 bois que estavam sendo transferidos de uma fazenda do município de Itambé.

Uma ação como esta só é vista em momentos de emergência, como agora, em que pecuaristas procuram locais para o gado se alimentar. A estiagem prolongada que atinge há um ano região agropastoril do Sudoeste baiano já provocou a morte de 30 mil bovinos, gerado impacto na produção de leite e resultado em demissões.

O município de Itapetinga é uma das 149 cidades que estão em situação de emergência por causa da seca do estado, considerada a pior dos últimos 30 anos.

Vestibular: Uesb divulga obras literárias

vestibular-uesb-221x300No mês de dezembro deste ano, a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) realizará mais uma edição do seu Vestibular. Como de costume as provas de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira irão cobrar conteúdo de obras literárias. Neste processo seletivo, a Comissão Permanente de Vestibular (Copeve) indica a leitura de quatro obras literárias que serão exigidas nas provas. Confira:

Auto da Barca do Inferno
Alegoria dramática de Gil Vicente, a obra foi lançada em 1531 e é a primeira parte da chamada trilogia das Barcas. No livro, há uma representação da sociedade de Lisboa das décadas iniciais do século 16, com uma dualidade entre a Barca do Inferno e a Barca da Glória.

Quincas Borba
Escrito por Machado de Assis, o romance foi lançado em 1982. A obra conta a história de Rubião, um ingênuo rapaz que se torna discípulo e herdeiro do filósofo Quincas Borba. O personagem é enganado pelo amigo capitalista Cristiano e sua esposa Sofia, paixão de Rubião. A obra marca o uso do pessimismo e da ironia na escrita de Machado.

Capitães de Areia
A obra do baiano Jorge Amado foi lançada em 1937, retratando a vida de um grupo de menores abandonados, chamados “Capitães de Areia”. O drama se passa nos anos de 1930, na cidade de Salvador, época em que foi afetada pela epidemia da varíola. Dividido em três parte, o livro é construído também com uma sequência de pseudo-reportagens, que caracterizam os personagens sob diversas visões.

A Legião Estrangeira
Coletânea de contos de Clarice Lispector, a obra foi lançada em 1964. Os contos abordam questões familiares, infantis e da solidão. Ao todo, o livro reúne 13 contos, entre eles “Viagem à Petrópolis”, “Os desastres de Sofia” e “A Mensagem”.