Arquivos diários: 7 de junho de 2016

2 milhões ainda não sacaram abono de 2015

carteira-de-trabalho-45Dois milhões de trabalhadores brasileiros ainda não sacaram o abono salarial PIS/Pasep referente ao ano de 2015, segundo informou nesta terça-feira (7) o Ministério do Trabalho.

O prazo para retirar o dinheiro se encerra no próximo dia 30 de junho. De acordo com o G1, o abono salarial é um benefício dado a quem trabalhou por pelo menos 30 dias no ano-base , recebendo por mês até dois salários mínimos.

Para estar apto a sacar o abono, também é preciso contabilizar cinco anos de cadastro no Programa de Integração Social (PIS) e possuir dados informados na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).

O abono salarial é uma espécie de 14º salário para uma faixa específica de trabalhadores. p benefício equivale ao valor de um salário mínimo, vigente na data de pagamento (R$ 880) e pode ser retirado nas agências da Caixa e Banco do Brasil.

Os benefícios que ainda não foram sacados somam R$ 1,7 bilhão. Em todo o Brasil, 23,6 milhões de trabalhadores têm direito a receber o abono. Desse total, 21,5 milhões já fizeram os saques, segundo o governo.

Os dois milhões que ainda não acessaram o recurso representam 8,7% dos trabalhadores beneficiados.

Em Portugal, maioria das detentas estrangeiras no país são Brasileiras

Em Portugal, maioria das detentas estrangeiras no país é brasileira

Foto: Reprodução

Entre as 222 detentas estrangeiras em território português, há 62 brasileiras, o que representa 27,9% do total e coloca o Brasil em primeiro lugar no que se refere à quantidade de mulheres estrangeiras presas no país.

Mais de 40% das detentas em Portugal foram presas por crimes relacionados às drogas, seja ao tráfico (37,6%), seja ao consumo (3,7%). Dentre elas, 35,2% são portuguesas e 65,9% são estrangeiras.

O segundo tipo de delito mais cometido por mulheres no país é o crime contra o patrimônio (23,9%), com 11% de furtos simples ou qualificados.

Essas estatísticas fazem parte do último balanço trimestral (1º trimestre de 2016), divulgado pela Direção Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP) do Ministério da Justiça de Portugal.

No Brasil, segundo dados do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), do Ministério da Justiça, divulgados em junho de 2014, a taxa de mulheres nas prisões brasileiras é de 6,4%, o que representa 37.380 mulheres presas.

Cerca de 58% delas têm vinculação penal por envolvimento com o tráfico de drogas.

banco-explodido

Bandidos explodem caixas eletrônicos em Riacho de Santana

Na madrugada desta terça-feira (7), um grupo fortemente armado invadiu a cidade de Riacho de Santana, no sudoeste baiano, e explodiu os caixas eletrônicos das agências do Banco do Brasil e Caixa Econômica.

Segundo informações obtidas pelo site Brumado Notícias, quinze homens se dividiram em pequenos grupos e fizeram uma espécie de barreira próximo à casa de alguns policiais na tentativa de inibir qualquer reação.

As agências ficaram completamente destruídas. Ainda não se sabe o valor total roubado pelos bandidos. A ação durou cerca de 50 minutos. Um ônibus que transporta estudantes para a cidade de Guanambi tinha acabado de desembarcar todos os passageiros e o motorista retornava para casa quando foi parado pelos homens.

Ele teve o carro alvejado. Há indícios de que os bandidos fugiram sentido Igaporã ou Matina. Ninguém ficou ferido.

Renan sarneiy

Janot pede a prisão de Renan, Cunha, Sarney e Jucá

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviou ao STF (Supremo Tribunal Federal) pedido de prisão do presidente do Senado, Renan Calheiros, do senador Romero Jucá, ex-presidente da República José Sarney e do deputado afastado da Câmara Eduardo Cunha.

É a primeira vez que a PGR pede a prisão de um presidente do Congresso e de um ex-presidente da República. O caso será analisado pelo ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no Supremo.

No caso de Renan, Sarney e Jucá, a base para os pedidos de prisão tem relação com as gravações feitas pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado envolvendo os peemedebistas. As conversas sugerem uma trama para atrapalhar as investigações do esquema de corrupção da Petrobras.