Arquivos mensais: maio 2016

Parada gay em SP tem cartaz e gritos de ‘Fora Temer

Com gritos e cartazes, ativistas da causa LGBT protestam contra o governo Michel Temer (PMDB), neste domingo (29), na 20ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo. O ato ocorre na Avenida Paulista, na região central e foi marcado para as 10h, mas cerca de uma hora depois os participantes ainda estão chegando. Eles gritam “Fora Temer” e “Volta Dilma”. Erguendo um cartaz de “Fora Temer”, a ativista Phamela Godoy diz que, em duas semanas de governo interino, houve recuo nas conquistas LGBT. “Nós não podemos nos furtar de discutir a agenda política do País. Quando os grupos conservadores avançam, os direitos LGBT são os primeiros a serem atacados”, disse.

Phamela cita o fim do Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, além da Coordenação de Política LGBT e a redução no orçamento de políticas de prevenção da Aids. “Em um País que não respeita a democracia, não é possível discutir direitos para minorias”, afirmou.

Neste ano, a edição da Parada terá como principal bandeira a aprovação da Lei de Identidade de Gênero para travestis e transexuais. Serão 17 trios voltados para o tema. A organização estima que 2 milhões de pessoas participem do evento, que vai terminar com um show no Vale do Anhangabaú.

Para o presidente da Associação da Parada do Orgulho GLBT de São Paulo, Fernando Quaresma, transexuais são vítimas de “crimes com requintes de crueldade” e excluídos por não poderem usar oficialmente sues nomes sociais. “Ajuda a evitar vários problemas, como evasão escolar, falta de absorção no mercado de trabalho e problemas com a familia”, disse.

“Nós queremos dar visibilidade ao segmento ‘T’. Não só em São Paulo, em grandes centros, mas principalmente no interior sofre muito com ‘LGBTfobia’, com o preconceito e a vida à margem da sociedade”, afirmou.

Quase mas também destacou a Parada como espaço para discussões políticas e afirmou que “não adianta ter uma estrutura que não é voltada para o povo”. “Nós lutamos todos os dias pelos nossos direitos. As pessoas preconceituosas, que tem a ‘LGBTfobia’ nas veias, não param de trabalhar um dia para quebrar nossos direitos.”

Áudios de Jucá e Renan mostram que querem controlar a Lava Jato e as demais instituições

Exatamente no momento em que o país está indo para as ruas para pedir honestidade e seriedade no gerenciamento da coisa pública, áudios vazados de Jucá e Renan Calheiros dão a tônica do PMDB no poder: querem controlar tudo e, se possível, bloquear o funcionamento da Lava Jato. Jucá perdeu o Ministério do Planejamento e Renan, o equilibrista, continua intocável. Mas em breve o STF deve receber sua denúncia e, no nosso entendimento, ele deve ser afastado da presidência do Senado. Avante!

Jurista Luiz Flávio Gomes

Condeúba: Comunidade do Tamboril realiza o 11º passeio ciclístico

Nesta quinta feira dia 26 de maio de 2016, feriado nacional de Corpus Christi dia nublado fresco em Condeúba bem apropriado para a realização do 11º e já tradicional “Passeio Ciclístico do Tamboril”. Há 11 anos realizamos este evento ciclístico com intuito de valorizar a vida e aos amigos que participam conosco nesta jornada, pois além de ser útil à saúde de que vem pedalar, isto também nos proporciona a felicidade de poder estar recebendo os irmãos em nossa Comunidade Quilombola do Tamboril, afirmou o vereador Carlito que é um dos organizadores do evento. Continue lendo Condeúba: Comunidade do Tamboril realiza o 11º passeio ciclístico

Ministro interino do Planejamento, Dyogo Oliveira é investigado pelo MPF

O ministro interino do Planejamento, Dyogo de Oliveira, que substituiu recentemente Romero Jucá (PMDB), é investigado pelo Ministério Público Federal por improbidade.

De acordo com o blog O Antagonista, Dyogo poderá responder também por crime de operação de crédito não autorizada.

O Tribunal de Contas da União, em sua análise técnica das pedaladas, recomendou apenas a imposição de multa a Dyogo, que também é alvo da Operação Zelotes.

Juro do cheque especial sobe para 308% ao ano em abril, um recorde desde 1994

Os juros médios cobrados pelos bancos nas operações com cheque especial atingiram em abril o patamar de 308,7% ao ano – o maior desde o início da série histórica, em julho de 1994, ou seja, em quase 22 anos.

Os números foram divulgados nesta quarta-feira (25) pelo Banco Central. Em relação a março, quando estavam em 300,8% ao ano, os juros cobrados do cheque especial tiveram aumento de 7,9 pontos percentuais.

Nos últimos 12 meses até abril, a alta foi de 82,8 pontos percentuais – estavam em 225,9% ao ano em abril de 2015. Junto com o cartão de crédito rotativo, os juros do cheque especial estão entre os mais altos do mercado.

Esses empréstimos, alertam os especialistas, só devem ser utilizados em momentos de emergência e por um prazo curto. A inadimplência do cheque especial somou 14,4% em abril.

Artista aplica arte e cultura em escola pública e busca incentivo para novos talentos em Brumado

O artista e promotor cultural Aroldo Coelho vem há anos apresentando projetos de descoberta de novos talentos das artes nas escolas municipais em Brumado. Atuando no Centro Municipal de Educação Agamenon Santana (CMEAS).

Aroldo tem aplicado métodos primários nas áreas de artes cênicas, teatro, dança e canto. O projeto tem despertado a atenção de muitos alunos que decidiram aderir à proposta de preencher ainda mais suas atividades escolares.

“Esses alunos estão descobrindo suas próprias veias artísticas e, se forem devidamente lapidados, serão grandes nomes da cultura, até mesmo a nível nacional”, ponderou Aroldo.

Para ele, está faltando incentivo ao projeto para que o interesse e o talento desses jovens não fiquem apenas na promessa. “Precisamos com urgência de um espaço voltado para esse laboratório cultural em nossa cidade.

Há anos que ouço falar do anfiteatro ao fundo do mercado municipal, mas o projeto nunca sai da gaveta. Nossos governantes têm que despertarem para esse campo, pois a cultura e a arte são ferramentas de transformação e resgate social.

Ao contrário, a falta dessa motivação leva nossos jovens ao mundo obscuro das drogas e outros atos ilícitos que ferem o convívio social”, disse o artista e professor.

Polícia reforça atuação durante feriado de Corpus Christi

operação-PRFCom o início do feriado prolongado de Corpus Christi, nesta quinta-feira (26), o policiamento será intensificado nas rodovias da Bahia. A Operação Corpus Christi começa às 9 horas de quinta-feira e vai até as 8 horas da segunda-feira (30).

Ao todo, serão 225 policiais militares do Batalhão de Polícia Rodoviária e das Companhias Independentes de Policiamento Rodoviário da Bahia, nas rodovias estaduais. Nas rodovias federais, o policiamento será feito pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), no mesmo período.

A operação terá como foco principal as condutas dos motoristas, para evitar mortes por acidentes nas estradas. Por isso, serão fiscalizadas as situações relacionadas a embriaguez ao volante, excesso de velocidade, ultrapassagens proibidas, uso do cito de segurança e ausência de capacetes em motociclistas.

Mendes devolve à PGR segundo pedido de inquérito contra Aécio

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), devolveu à Procuradoria-Geral da República (PGR) o segundo pedido de abertura de inquérito contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG) feito pela própria procuradoria. O ministro determinou que seja dada vista ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Na semana passada, Mendes foi designado pelo presidente da Corte, Ricardo Lewandowski, como relator do segundo pedido. A escolha do ministro foi feita depois que o também ministro do STF, Teori Zavascki, relator dos processos relativos à Operação Lava Jato no STF, pediu à presidência do Supremo que o novo pedido fosse redistribuído, por entender que não tem relação com a Lava Jato.

O segundo pedido de abertura de inquérito é relativo ao conteúdo da delação premiada do senador cassado Delcídio do Amaral. Janot citou, além de Aécio Neves, o deputado federal Carlos Sampaio (PSDB-SP) e o ex-deputado e atual prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes (PMDB).

De acordo com o ex-senador Delcídio do Amaral, durante os trabalhos da Comissão Parlamentar Mista de Inquéritos (CPMI) dos Correios, criada para investigar denúncias do mensalão, Aécio Neves, à época governador de Minas Gerais, “enviou emissários” para barrar quebras de sigilo de pessoas e empresas investigadas, entre elas o Banco Rural. Segundo Delcídio do Amaral, um dos emissários era Eduardo Paes, então secretário-geral do PSDB.

 

Em gravação, Sarney promete ajudar ex-presidente da Transpetro na Lava Jato

O ex-presidente José Sarney (PMDB-AP) prometeu ajudar o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, investigado pela Operação Lava Jato, evitando que seu caso fosse transferido para a vara do juiz federal Sérgio Moro, em Curitiba (PR), mas “sem meter advogado no meio”.

De acordo com reportagem da Folha de S. Paulo, as conversas foram gravadas pelo próprio Machado. Em um dos diálogos, gravados em março, o ex-senador e ex-presidente manifestou preocupação sobre uma eventual delação de Machado. “Nós temos é que fazer o nosso negócio e ver como é que está o teu advogado, até onde eles falando com ele em delação premiada”, disse o ex-presidente.

Machado concordou de imediato que “advogado não pode participar disso”, “de jeito nenhum” e que “advogado é perigoso”. Sarney repetiu três vezes: “Sem meter advogado”. Ao final de uma das conversas, Machado pediu que Sarney entrasse em contato com ele assim que estabelecesse um horário e local para reunião entre eles e Renan.

Informações da Folha

Em votação simbólica, Congresso aprova projeto que altera meta fiscal de 2016

Congresso_1638420-300x173Em votação simbólica, o Congresso Nacional aprovou na madrugada desta quarta-feira, 25, a alteração da meta fiscal que permite um déficit de R$ 170,5 bilhões nas contas do governo central ao final de 2016. Com mais de 16 horas de votação, os deputados e senadores votaram ainda 24 vetos presidenciais que trancavam a pauta.

O projeto aprovado pela Casa inclui R$ 56,6 bilhões de riscos fiscais, passivos e despesas já contratadas, itens como a possibilidade de redução do resultado fiscal dos Estados, uma quantia de R$ 9,0 bilhões para evitar a paralisação de obras do PAC, além de R$ 3,5 bilhões para a Defesa e R$ 3,0 bilhões para a Saúde.

A nova equipe econômica conseguiu ainda o descontingenciamento de R$ 21,2 bilhões. Em março, o time então comandado pelo ex-ministro da Fazenda Nelson Barbosa pediu o contingenciamento temporário. A intenção do governo com a liberação dos recursos é garantir a continuidade do funcionamento da máquina pública.

A meta fiscal aprovada nesta madrugada precisará ser sancionada pelo presidente em exercício, Michel Temer e prevê que o governo entregue, ao final do ano, um déficit de R$ 163,942 bilhões no setor público consolidado. O Governo Federal deverá apresentar um resultado primário negativo de R$ 170,496 bilhões. Para Estados e municípios, espera-se um superávit de R$ 6,554 bilhões.