Arquivos diários: 18 de março de 2016

Ato em apoio a Lula e Dilma reúne militantes na av. Paulista

Desde o final da manhã de hoje (18), manifestantes favoráveis ao governo se concentram na Avenida Paulista, região central da capital, para o ato de apoio à presidente Dilma Rousseff. Com bandeiras, banners e cartazes eles ocupam o vão livre do Museu de Arte de São Paulo (Masp). Três carros de som estão nas proximidadese e o tráfego de veículos foi interrompido nos dois sentidos da via.

Protesto-PT

Foto: EFE
Mais cedo, a Polícia Militar dispersou um grupo favorável ao impeachment de Dilma que estava acampado em frente à sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), a menos de um quarteirão do Masp. Havia o temor de que os dois grupos entrassem em confronto. Ontem (17), um jovem simpatizante do PT foi agredido ao tentar discutir com manifestantes a favor do impeachment, que ocupavam a avenida desde a noite de quarta-feira (16).

Uma das líderes da Frente de Luta por Moradia, Antônia Nascimento, de 43 anos, disse que acredita que a defesa do governo é uma forma de impedir retrocessos nos avanços sociais conquistados nos últimos anos. “Nesta última década nós conseguimos conquistar direitos. Hoje, nós entendemos que ainda não está como deveria, mas está melhor do que antes”, ressaltou.

Protesto pró governo da presidente Dilma Rousseff e em defesa do ex presidente Luis Inácio Lula da Silva e da Democracia, em São Paulo (SP), nesta sexta-feira (18). Concentração no vão livre do Masp, na Avenida Paulista. Newton Menezes/Futura Press
Protesto pró governo da presidente Dilma Rousseff e em defesa do ex presidente Luis Inácio Lula da Silva e da Democracia, em São Paulo (SP), nesta sexta-feira (18). Concentração no vão livre do Masp, na Avenida Paulista. Newton Menezes/Futura Press

Para ela, o movimento para a destituição da presidente é um golpe, uma vez que há um desequilíbrio nas cobranças feitas ao PT e aquelas direcionadas a outros partidos. “A mídia passa 24 horas mostrando o que aconteceu no PT, mas nos outros não passa. Não estou dizendo que o PT é perfeito, mas que se faça justiça por igual”, defendeu.

A estudante Jéssica Silva, de 16 anos, também acredita que o País está na iminência de um golpe. “Eu acho que a gente vive em uma democracia e o que o juiz (Sérgio) Moro fez não está ajudando”, disse em relação à divulgação das conversas telefônicas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva interceptadas na Operação Lava Jato. “Ele não fez para ajudar, fez por interesses pessoais e partidários”, ressaltou.

Além disso, a jovem também acha importante participar do momento político do País. “Eu vim para ver, porque a gente está vivendo um momento importante, que eu vou contar para os meus filhos e netos. Eu não queria ver isso pela televisão”.

Cunha-golpista

Para ela, o movimento para a destituição da presidente é um golpe, uma vez que há um desequilíbrio nas cobranças feitas ao PT e aquelas direcionadas a outros partidos. “A mídia passa 24 horas mostrando o que aconteceu no PT, mas nos outros não passa. Não estou dizendo que o PT é perfeito, mas que se faça justiça por igual”, defendeu.

A estudante Jéssica Silva, de 16 anos, também acredita que o País está na iminência de um golpe. “Eu acho que a gente vive em uma democracia e o que o juiz (Sérgio) Moro fez não está ajudando”, disse em relação à divulgação das conversas telefônicas do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva interceptadas na Operação Lava Jato. “Ele não fez para ajudar, fez por interesses pessoais e partidários”, ressaltou.

Além disso, a jovem também acha importante participar do momento político do País. “Eu vim para ver, porque a gente está vivendo um momento importante, que eu vou contar para os meus filhos e netos. Eu não queria ver isso pela televisão”.

Lula

Em carta aberta Lula diz que espera “isenção e firmeza” da Justiça

O ministro da Casa Civil, o ex-presidente Lula, publicou na noite desta quinta-feira (17) uma carta aberta onde desabafa sobre a investida judicial sobre ele na operação Lava Jato, sobre os pedidos para destituí-lo do cargo no governo Federal e a quebra do seu sigilo telefônico em escutas feitas a pedido do juiz Sérgio Moro. Continue lendo Em carta aberta Lula diz que espera “isenção e firmeza” da Justiça

Rui

Para Rui, oposição cria convulsão social ao ‘jogar gasolina’ no país

Após a presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula terem parte das conversas telefônicas grampeadas pela Polícia Federal e divulgadas pela imprensa na quarta-feira (16), o governador da Bahia, Rui Costa, condenou a ação. Para o petista, a iniciativa faz parte de uma intenção da oposição de criar uma convulsão social no Brasil.

“Grampear a presidenta da República? Não há democracia que se coloque de pé com isso, não há! Isso é um absurdo completo, para criar uma convulsão social no país, jogar gasolina. Milhares de pessoas precisando trabalhar, precisando sustentar suas famílias e quem tem estabilidade no emprego, com salários altos, que tem obrigação de ser sereno, de cuidar da lei e do povo, fica jogando gasolina ao invés de baixar a poeira”, exaltou-se.

Em entrevista na Rádio Sociedade, nesta quinta-feira (17), o governador defendeu ainda as apurações antes dos julgamentos antecipados como meio de respeitar a democracia. “Quero reiterar, junto com outros governadores do Nordeste, o pedido de bom senso e que o Supremo Tribunal Federal (STF) garanta a legalidade neste país”, pontuou.

 

aecio-neves-98

Documentos revelam que doleiro abriu conta secreta da família de Aécio Neves em paraíso fiscal

Documentos apreendidos pela Polícia Federal no apartamento de Norbert Muller e sua mulher, Christine Puschmann, no Rio de Janeiro – suspeitos de comandar uma das mais secretas e rentáveis “centrais bancárias clandestinas” do País -, revelam pastas com nomes de advogados, médicos, empresários, socialites, funcionários públicos, um ex-deputado e até um desembargador do Rio recém-aposentado.

Havia ali, especialmente, uma pasta-arquivo amarela, na qual o doleiro Muller escrevera a identificação “Bogart e Taylor”. De acordo com a Revista Época, era o nome escolhido por Inês Maria Neves Faria, mãe e sócia do senador Aécio Neves, do PSDB de Minas, então presidente da Câmara dos Deputados, para batizar a fundação que, a partir de maio de 2001, administraria o dinheiro da conta secreta 0027.277 no LGT.

Na terça-feira (15), veio a público a delação premiada do senador Delcídio do Amaral. Nela, entre muitas outras denúncias, Delcídio cita a conta em Liechtenstein. Aos procuradores, o senador disse que fora informado “pelo ex-deputado federal José Janene, morto em 2010, que Aécio era beneficiário de uma fundação sediada em um paraíso fiscal, da qual ele seria dono ou controlador de fato; que essa fundação seria sediada em Liechtenstein”.

Fonte: Brumado Noticias

dupla

Brumado: Irmãos estelionatários são presos em flagrante dentro de agência bancária

Os irmãos Adriano Portella Barcelar, de 29 anos, e Nilton Portella Barcelar, de 32 anos, foram presos em flagrante por investigadores da 20ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin) dentro de uma agência bancária, em Brumado. A dupla natural de Vitória da Conquista foi presa após praticar saques fraudulentos de precatórios judiciais, utilizando-se de documentos falsos.

documentos-apreendidos-irmaos-estelionatarios-em-brumado-brumado-noticias-21

Segundo o delegado Cláudio Marques, eles são acusados de estelionato, falsidade ideológica e uso de documento falso. De acordo com a investigação inicial, os irmãos vinham fazendo saques reiterados e causaram um prejuízo de 129.000,00 à instituição financeira. A polícia vai apurar se mais fraudes foram praticadas em outras agências da região.